Guia da Semana

Guia da Semana

Trek to Yomi, game distribuído pela Devolver Digital e desenvolvido pela Flying Wild Hog e por Leonard Menchiari lançado hoje para PlayStation 4, PlayStation 5, PC, via Steam, Xbox One, Xbox Series X|S, além de estar disponível no lançamento para Xbox Game Pass, é um título de ação e aventura que narra a história de Hiroki, um samurai que percorre até mesmo o mundo dos mortos em busca de honrar seus compromissos ao seguir o bushido, o caminho do guerreiro. Antes de mais nada, sou até um pouco suspeito para falar da cultura dos samurais, visto que a review de Ghost of Tsushima e uma lista com filmes sobre esses honoráveis guerreiros orientais foi feita por mim, após longas horas.

Mas chega de papo e vamos ao que interessa, apresentando os detalhes observados em Trek to Yomi, que em seu título já entrega muito do que se passa na narrativa. Mas fique tranquilo, não darei nenhum spoiler, ok!? Então vamos nessa em mais uma análise do Pizza Fria!

A narrativa de Trek to Yomi

Trek to Yomi nos coloca no controle de Hiroki, um samurai que jura perante o seu mestre, Sanjuro, proteger sua filha e amor do protagonista, Aiko, além da vila onde residem e seus habitantes. No entanto, o guerreiro solitário acaba enfrentando uma série de tragédias, vendo sua vila ser totalmente dominada por um grupo de bandidos sanguinários, que destroem tudo o que ele pretendia defender. E para não dar spoilers, segurarei até aqui.

Contudo, como eu disse logo no início desta análise, o título Trek to Yomi entrega muito da narrativa (e isso fica explícito também nas sinopses do game). Yomi é uma palavra da mitologia japonesa que denomina o mundo dos mortos. Todas as saídas deste lugar que pode ser equiparado ao “inferno” na cultura ocidental, são guardados por criaturas monstruosas, sendo o local para onde os mortos vão, lembrando muito também a ideia do purgatório. Hiroki, nosso protagonista, se vê literalmente em uma “caminhada para Yomi”, onde ele deverá enfrentar todos os terrores possíveis. E quando uma alma cai neste lugar, ela nunca voltará para o mundo dos vivos…

trek to yomi
O jogo é todo em preto e branco. (Imagem: Divulgação)

Mas Hiroki é determinado, e poderá escolher em alguns momentos seguir sua honra ou seguir o seu coração. Neste árduo caminho, nosso guerreiro enfrentará muitos inimigos, dos quais todos foram homens mortos por sua espada, e alguns chefes poderosos, sendo estes momentos mais emocionantes e desafiadores.

Uma fotografia cinematográfica e uma jogabilidade simples, mas precisa

Misturando mitologia japonesa com uma baita homenagem ao cinema samurai de Akira Kurosawa e outros grandes mestres, Trek to Yomi é um jogo que traz em sua paleta de cores apenas o preto e branco, que era muito comum em filmes dessa temática (ah, e na época já existiam filmes coloridos). Tudo isso fica ainda mais perfeito com a narração do game totalmente em japonês (mas com legendas para o português), e todo o detalhamento do ambiente e da história, que lembram bem esse estilo cinematográfico.

Melhor ainda é perceber que Trek to Yomi é um jogo com controles simples, sendo uma espécie de soulslike de rolagem lateral, mesclado com alguns momentos mais “livres”, mas sem tanto estresse. Você precisa apenas defender, atacar, contra-atacar e desviar, mas tudo isso andando para frente ou para trás. Nem por isso as batalhas deixam de ser desafiadoras, acredite. Em alguns momentos, aglomeram-se inimigos, nos obrigando a lidar rapidamente com tudo antes que sejamos emboscados. Ao morrer, você volta nos checkpoints, que são santuários encontrados ao longo do caminho linear dado pelo jogo, sem precisar voltar muito atrás ou pagar penalidades por isso.

trek to yomi
A fotografia de Trek to Yomi é incrível! (Imagem: Divulgação)

Além disso, podemos usar três tipos de armas à distância: bo-shuriken, arco e flecha e uma espingarda de um tiro, sendo cada uma delas essencial para quebrar defesas e ataques inimigos. No entanto, se você quiser ir apenas com sua katana, isto é possível. Todavia, sabemos que um guerreiro completo sabe usar de todos os artifícios, não é mesmo!?

Parte gráfica e sonora

Como dito acima, os gráficos e a parte sonora de Trek to Yomi são uma homenagem ao cinema oriental. Dito isto, vale ressaltar que o foco do game não é necessariamente ter visuais de última geração, sendo inclusive um título com gráficos simples, mas que nem por isso deixam de ser bonitos e servirem bem à ideia proposta. Não só isso, a dublagem do jogo é sensacional, muito bem interpretada, nos lembrando não só os filmes japoneses, mas também alguns animes.

Nesta proposta, Trek to Yomi acerta por não cometer exageros, focando em aspectos como fotografia, áudio, narrativa e jogabilidade, ao invés de gráficos extremamente exagerados, “dignos” da nova geração. Aliás, o game deve rodar tranquilamente em PCs mais modestos, sendo esse também um ponto positivo a ser ressaltado. Afinal de contas, convenhamos: nem todo jogo precisa de gráficos ultrarrealistas…

trek to yomi
A ambientação do game é simplesmente maravilhosa. (Imagem: Divulgação)

Vale a pena comprar Trek to Yomi?

Sinceramente, como fã de samurais, tenho de dizer que Trek to Yomi nem estava em minha lista, mas que me surpreendeu muito. O título desenvolvido pela Flying Wild Hog e por Leonard Menchiari é audacioso, sendo divertido, desafiador na medida certa e belíssimo no que se propõe, soando como uma linda homenagem ao cinema samurai e à cultura oriental. Mesmo que você não seja o maior fã desse tipo de cultura, o título apresenta uma narrativa simples, mas com emoção, ao longo de quase 6 horas de lutas, diálogos e até mesmo um pouquinho (bem pouquinho mesmo) de exploração.

Trek to Yomi apresentou pequenos bugs ao longo da jogatina, mas nada que não pode ser corrigido em um patch simples. Erros como o personagem travar durante uma transição de tela e simplesmente apanhar dos inimigos aconteceu comigo vez ou outra, mas é só voltar ao checkpoint anterior para desafia-los novamente sem problemas. Em outros momentos, o jogo pode soar um pouco repetitivo, mas nada que as transições de ambientes e a narrativa não consigam apaziguar. O tempo de resposta dos controles é bem tranquilo e nos faz ter a sensação de manejar a katana com uma velocidade incrível, sendo este um diferencial nos combates.

Concluindo, Trek to Yomi é um título que pode surpreender por toda sua simplicidade e beleza, mesmo com pequeninos bugs. Sua ideia é brilhante e será a pedida certa para todos os fãs de jogos de samurai. Seguir Hiroki pelo submundo foi uma boa escolha tomada por aqui…

*Review elaborado em um PC equipado com uma Geforce RTX, com código fornecido pela Devolver Digital.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Atualizado em 5 Mai 2022.