Guia da Semana
Literatura
Por Anna Thereza de Almeida

5 livros para os amantes de graffiti

O Guia da Semana listou algumas publicações que valem a leitura.

Bansky age clandestinamente (Reprodução)

A cidade de São Paulo é repleta de obras de arte a céu aberto. É só passear por alguns pontos estratégicos, como o bairro da Vila Madalena, por exemplo – ou pelas quatro zonas da cidade da garoa –, para encontrar diversas manifestações artísticas em muros, ruas e monumentos.

A arte de se expressar com sprays e tintas é antiga. Na verdade, é tão antiga quanto à história da humanidade – as inscrições rupestres em cavernas estão aí para comprovar essa teoria. Artistas como Duchamp, Picasso, Warhol e Basquiat, entre outros, foram influenciados pelo movimento, por exemplo.

Atualmente, o universo do graffiti conta com nomes de peso, como os brasileiros Os Gêmeos, o inglês Banksy, os americanos Kurt Wenner e Eric Grohe, o escocês Smug, o alemão Edgar Mueller, entre outros.

Para você entender um pouco mais sobre esse polêmico universo, o Guia da Semana listou alguns livros que valem a leitura. Se liga:

BANKSY – GUERRA E SPRAY


O livro reúne trabalhos e reflexões do famoso e polêmico grafiteiro Banksy. Polêmico porque o artista age clandestinamente, já que na Inglaterra o grafite é proibido. Por isso, ele só tira foto com o rosto coberto e não dá entrevista. Segundo a editora, os textos do livro foram escritos exclusivamente para a publicação. 

ESTÉTICA MARGINAL VOLUME #02 


Para quem quer conhecer a biografia e documentação dos pioneiros no Brasil, esse livro é ótimo. Organizado e editado por Allan Szacher, a publicação investiga a atuação de artistas da primeira e segunda gerações de grafiteiros. No livro há textos sobre Alex Vallauri, Carlos Matuck, Waldemar Zaidler, John Howard, José Carratu, Júlio Barreto, Hudnilson Júnior e Maurício Villaça, entre outros – durante os anos 1980, principalmente durante a ditadura militar, essa turma saía à noite para grafitar nas paredes paulistanas.

GRAFFITI - INTERVENÇÃO URBANA E ARTE


Este livro apresenta um estudo sobre o graffiti e os grafiteiros, àquelas pessoas que fazem intervenções no cenário urbano de modo a contrastar com a produção de subjetividade na sociedade capitalista e a lógica de concepção dos locais nas metrópoles.

PICHAÇÃO NÃO É PIXAÇÃO – UMA INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE EXPRESSÕES GRÁFICAS URBANAS 


Esta publicação pretende oferecer um diferente ângulo acerca desta manifestação visual presente na paisagem urbana. O autor classifica e explicita a variedade de estilos, visando esclarecer ao público as variadas formas de intervenção urbana e o seu conjunto específico de regras.

GRAFFITI WORLD - STREET ART FROM FIVE CONTINENTS


Este livro traz uma coleção de mais de 2 mil ilustrações de mais de 150 artistas de todo o mundo. A leitura é válida tanto para quem já conhece algumas coisas sobre o universo do graffiti quanto para quem está iniciando as pesquisas agora.  

 


Por Anna Thereza de Almeida

Atualizado em 23 Ago 2014.

Mais notícias

Santos recebe a maior livraria flutuante do mundo em agosto; saiba mais!

Literatura

7 livros que inspiraram ótimas séries e valem a leitura

Literatura

10 livros em quadrinhos que você precisa ler se gosta do formato

Literatura

5 clubes de assinatura de livros para você experimentar

Literatura

Até 2 de setembro: Amazon realiza 'Book Friday' com produtos até 80% mais baratos; saiba mais!

Literatura

10 chefs famosos que lançaram livros

Literatura