Guia da Semana
Literatura
Por Anna Thereza de Almeida

5 livros para os amantes de graffiti

O Guia da Semana listou algumas publicações que valem a leitura.

Bansky age clandestinamente (Reprodução)

A cidade de São Paulo é repleta de obras de arte a céu aberto. É só passear por alguns pontos estratégicos, como o bairro da Vila Madalena, por exemplo – ou pelas quatro zonas da cidade da garoa –, para encontrar diversas manifestações artísticas em muros, ruas e monumentos.

A arte de se expressar com sprays e tintas é antiga. Na verdade, é tão antiga quanto à história da humanidade – as inscrições rupestres em cavernas estão aí para comprovar essa teoria. Artistas como Duchamp, Picasso, Warhol e Basquiat, entre outros, foram influenciados pelo movimento, por exemplo.

Atualmente, o universo do graffiti conta com nomes de peso, como os brasileiros Os Gêmeos, o inglês Banksy, os americanos Kurt Wenner e Eric Grohe, o escocês Smug, o alemão Edgar Mueller, entre outros.

Para você entender um pouco mais sobre esse polêmico universo, o Guia da Semana listou alguns livros que valem a leitura. Se liga:

BANKSY – GUERRA E SPRAY


O livro reúne trabalhos e reflexões do famoso e polêmico grafiteiro Banksy. Polêmico porque o artista age clandestinamente, já que na Inglaterra o grafite é proibido. Por isso, ele só tira foto com o rosto coberto e não dá entrevista. Segundo a editora, os textos do livro foram escritos exclusivamente para a publicação. 

ESTÉTICA MARGINAL VOLUME #02 


Para quem quer conhecer a biografia e documentação dos pioneiros no Brasil, esse livro é ótimo. Organizado e editado por Allan Szacher, a publicação investiga a atuação de artistas da primeira e segunda gerações de grafiteiros. No livro há textos sobre Alex Vallauri, Carlos Matuck, Waldemar Zaidler, John Howard, José Carratu, Júlio Barreto, Hudnilson Júnior e Maurício Villaça, entre outros – durante os anos 1980, principalmente durante a ditadura militar, essa turma saía à noite para grafitar nas paredes paulistanas.

GRAFFITI - INTERVENÇÃO URBANA E ARTE


Este livro apresenta um estudo sobre o graffiti e os grafiteiros, àquelas pessoas que fazem intervenções no cenário urbano de modo a contrastar com a produção de subjetividade na sociedade capitalista e a lógica de concepção dos locais nas metrópoles.

PICHAÇÃO NÃO É PIXAÇÃO – UMA INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE EXPRESSÕES GRÁFICAS URBANAS 


Esta publicação pretende oferecer um diferente ângulo acerca desta manifestação visual presente na paisagem urbana. O autor classifica e explicita a variedade de estilos, visando esclarecer ao público as variadas formas de intervenção urbana e o seu conjunto específico de regras.

GRAFFITI WORLD - STREET ART FROM FIVE CONTINENTS


Este livro traz uma coleção de mais de 2 mil ilustrações de mais de 150 artistas de todo o mundo. A leitura é válida tanto para quem já conhece algumas coisas sobre o universo do graffiti quanto para quem está iniciando as pesquisas agora.  

 


Por Anna Thereza de Almeida

Atualizado em 23 Ago 2014.

Mais notícias

10 clubes de leitura em São Paulo para participar se você ama livros

Literatura

7 aplicativos perfeitos para amantes de leitura

Literatura

Santos recebe a maior livraria flutuante do mundo em agosto; saiba mais!

Literatura

7 livros que inspiraram ótimas séries e valem a leitura

Literatura

10 livros em quadrinhos que você precisa ler se gosta do formato

Literatura

5 clubes de assinatura de livros para você experimentar

Literatura