Guia da Semana

Guia da Semana

Muitos dos livros que lemos na infância trazem mensagens e lições de vida extremamente importantes para nossa formação como seres humanos. Entretanto, com o decorrer do tempo e os problemas e deveres do dia a dia, acabamos nos esquecendo delas e deixando-as de lado.

Por isso, o Guia da Semana listou alguns livros que todo adulto deveria reler para recordar lições que aprendeu e nunca mais deveria esquecer.

1. Peter Pan

peter pan

Um dos mais populares clássicos infantis, Peter Pan é uma história que, como Alice no País das Maravilhas, une gerações, contagiando também adultos com sua energia, imaginação e um enredo que permite diversos níveis de interpretação.

O livro, além de divertir crianças com personagens como o Capitão Gancho, Sininho, Crocodilo, Naná e muitos outros, é também um convite a nós, adultos, para nunca esquecermos da criança que existe em nós, fazendo-nos exercitar um poder incrível: o de acreditar em nossos sonhos e desejos.

2. Alice no País das Maravilhas

Alice no país das maravilhas

Este livro fala sobre Alice, uma menina que entra na toca de um coelho e sai no País das Maravilhas - um lugar onde a hora do chá é maluca, a bola é um ouriço e o taco é um flamingo. Onde existe um gato que aparece e desaparece, uma lagarta misteriosa e uma rainha que quer cortar a cabeça de Alice.

Engana-se quem pensa que esta é uma obra unicamente lúdica. Seu autor, Lewis Carrol, fala nas entrelinhas sobre amadurecimento, crescimento, existencialismo e auto conhecimento.

3. O Maravilhoso Mágico de Oz

o maravilhoso mundo de oz

Quando a pequena Dorothy contemplava a cinzenta fazenda em que vivia com sua tia Em e seu tio Henry, nem podia imaginar que um ciclone iria arrancá-la dali e levá-la para a terra de Oz, onde um mago poderoso regulava a vida de todos e onde coisas maravilhosas aconteciam.

Um lugar cheio de aventuras e perigos, mas também onde Dorothy iria encontrar o Espantalho sem cérebro, o Homem de Lata sem coração e o Leão sem coragem.

O livro é um verdadeiro tesouro, pois leva quatro amigos em busca de seus mais profundos desejos, nos fazendo entender mais sobre o medo, a importância do amor, a amizade e o sentido da vida.


4. O Pequeno Príncipe

o pequeno príncipe

Na história, um pequeno príncipe nos convida a olhar com atenção o planeta que habitamos, cheio de presentes oferecidos pela vida e pela natureza. Mas nos mostra que todos eles revelam segredos quando os observamos com o olhar puro e cristalino de uma criança.

Assim, Antoine de Saint-Exupéry resgata a criança que existe em cada um de nós, com encanto, ética e beleza.

Quem vê o livro pela primeira vez, tem a certeza de que é infantil. Porém, o que muitas pessoas não sabem é que a história tem um grande poder poético e filosófico.


5. Matilda

Matilda

O livro conta a história de uma menina com poderes especiais, mas que não é notada pela família: uma mãe perua que troca a companhia da filha pelo salão de beleza e o pai, um golpista que ganha dinheiro vendendo carros em péssimo estado como se fossem novos.

Matilda tem problemas de relacionamento na escola, pois os colegas a consideram esquisita. O livro é o perfeito mito do patinho feio que se transforma num belo cisne graças a interferência de uma sensível professora. Até porque, quem de nós nunca se sentiu inadequado em alguma fase da vida, até descobrir aquela pessoa que nos mostra o quanto somos especiais?


6. Meu pé de laranja lima

meu pé de laranja lima

Nesta obra, a pobreza, a solidão e o desajuste social são vistos pelos olhos ingênuos de uma criança de seis anos.

Um clássico da literatura infantil do Brasil ensina importantes lições sobre amizade, companheirismo e carinho.

Na história, Zezé se muda com sua grande família para uma nova casa e descobre que consegue se comunicar com a árvore do quintal. A partir daí, os dois criam uma forte amizade e a árvore dá todo o afeto que o menino nunca recebeu da família, encontrando na fantasia a alegria de viver.


7. Desventuras em série

Desventuras em série

Desventuras em Série é uma história dividida em treze volumes, mas tão gostosos de ler que a gente nem percebe.

Ela fala sobre os irmãos Baudelaire (Violet, uma inventora de 14 anos; Klaus, um leitor compulsivo de 12, e Sunny, a bebezinha) e todas as dificuldades que eles precisam enfrentar após a morte misteriosa dos pais.

Fugindo do pérfido Conde Olaf e esbarrando em tipos caricatos, mas que representam um pouco de todo tipo de gente que há no mundo, os Baudelaire amadurecem a cada livro, tentando descobrir o que aconteceu com seus pais e com a fortuna da família.

Ninguém que embarca com os irmãos nessa viagem continua tendo a mesma visão de mundo ao final da jornada.

Por Nathália Tourais

Atualizado em 12 Mai 2015.