Guia da Semana
Literatura
Por Nathália Tourais

9 livros baseados em fatos históricos para você ler e relembrar

Confira obras que abordam acontecimentos importantes para a humanidade.

Fotolia

O Brasil e o mundo já passaram por diversos períodos importantes e extremamente marcantes, seja para uma determinada região ou para a humanidade. Assim, os acontecimentos foram registrados em filmes, documentários e, é claro, em livros. 

Pensando nisso, o Guia da Semana lista títulos interessantes sobre alguns desses acontecimentos, repletos de curiosidades e história. Confira:

FORMAÇÃO DO BRASIL CONTEMPORÂNEO, COLÔNIA 

A obra acerca do pensamento social e da historiografia brasileira apresenta texto sobre as relações entre nação e colônia no processo histórico que originou o Brasil. O livro trata, entre outros assuntos, do sentido da colonização; Povoamento; Raças; Economia; Grande lavoura; Agricultura de subsistência; Mineração; Pecuária; Produções extrativas; Artes e indústria e vida social e política.

 

 

 

 

 

 

 

O HOLOCAUSTO BRASILEIRO: VIDA, GENOCÍDIO E 60 MIL MORTES NO MAIOR HOSPÍCIO DO BRASIL

Neste livro-reportagem, a autora resgata do esquecimento um dos capítulos da nossa história - as práticas ocorridas durante a maior parte do século XX, no maior hospício do Brasil, conhecido por Colônia, situado na cidade mineira de Barbacena. Ao fazê-lo, a autora traz à luz um genocídio cometido, sistematicamente, pelo Estado brasileiro, com a conivência de médicos, funcionários e também da população. Pelo menos 60 mil pessoas morreram entre os muros da Colônia. Em sua maioria, haviam sido internadas à força. Cerca de 70% não tinham diagnóstico de doença mental. Eram epiléticos, alcoólatras, homossexuais, prostitutas, gente que se rebelava ou que se tornara incômoda para alguém com mais poder. 


 

HEIDEGGER, O NAZISMO, AS MULHERES E A FILOSOFIA

O filósofo alemão Martin Heidegger influenciou diversos nomes como Sartre, Lautman, Derrida, Foucault e Lacan. Simultaneamente, gera polêmica por seu envolvimento com o partido nazista alemão. Há uma faceta de Heidegger, porém, que segue em paralelo ao caráter polêmico de seu ideário - a de sedutor inveterado. Em vida, conquistou muitas amantes, ao mesmo tempo que manteve a ideia de laço indestrutível - e de casamento aberto - com sua esposa Eufride. Em suas páginas, os autores analisam tanto o paradoxo do Filósofo extraviado do nazismo quanto a sua relação com as mulheres e com os meandros do poder. Comparam a figura social e intelectual do casal Heidegger com a do casal Sartre-Beauvoir, e buscam esclarecer detalhes pessoais como o fato de que o primogênito de Heidegger é, na verdade, filho de um amante de Eufride.

 

ERA DOS EXTREMOS 

Aos 77 anos, Eric Hobsbawm, um dos maiores historiadores da atualidade, dá seu testemunho sobre o século XX. Meu tempo de vida coincide com a maior parte da época de que trata este livro, diz ele na abertura, por isso até agora me abstive de falar sobre ele. Agora, porém, neste livro fascinante, ele abandona seu silêncio voluntário para contar, em linguagem simples e envolvente, a história da era das ilusões perdidas.

 

 

 

 

 

 

 

SEM VESTÍGIOS

Prepare-se para uma experiência chocante: Carioca, o agente secreto da ditadura militar cuja trágica história é contada neste livro, vai fazer você descer aos porões mais revoltantes da ditadura militar brasileira, principalmente na fase da guerra suja contra os grupos de esquerda, nos anos 70.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1808

Considerada por muitos historiadores como a mais importante decisão tomada pelo príncipe regente e futuro rei Dom João VI durante os treze anos de permanência da corte portuguesa no Rio de Janeiro, a efetivação do Reino Unido colocou um ponto final no período colonial brasileiro e deu início de fato ao processo de Independência do país. 'A criação do Reino Unido foi decidida em meados de 2014 no Congresso de Viena, que reuniu na Áustria as potências vencedoras de Napoleão', explica Laurentino Gomes. 'Foi uma decisão tomada praticamente à revelia da corte portuguesa no Rio de Janeiro e anunciada na Europa muito antes de que os próprios brasileiros e portugueses tomassem conhecimento dela.' É o terceiro e último volume da trilogia do autor sobre as três mais importantes datas da construção do Brasil durante o Século XIX, que inclui ainda 1822, sobre a Independência. No começo deste ano também foi lançada a edição juvenil de 1889, para estudantes e leitores mais jovens.

 

IMAGEM E REALIDADE DO CONFLITO ISRAEL-PALESTINA

O livro desmascara as origens das representações acadêmicas e sociais que permeiam as raízes deste confronto. A autora analisa o 'consenso ideológico' originário desse pensamento identificando três tendências distintas; o sionismo político, trabalhista e cultural.

 

 

 

 

HIROSHIMA

A mais importante reportagem do século XX - um retrato de seis sobreviventes da bomba atômica escrito um ano depois da explosão. Quarenta anos mais tarde, o repórter reencontra seus entrevistados. A bomba atômica matou 100 mil pessoas na cidade japonesa de Hiroshima, em agosto de 1945. Naquele dia, depois de um clarão silencioso, uma torre de poeira e fragmentos de fissão se ergueu no céu de Hiroshima, deixando cair gotas imensas - do tamanho de bolas de gude - da pavorosa mistura. Um ano depois, a reportagem de John Hersey reconstituía o dia da explosão a partir do depoimento de seis sobreviventes. Quarenta anos depois, Hersey voltou a Hiroshima e escreveu o último capítulo da história dos hibakushas - as pessoas atingidas pelos efeitos da bomba. Hiroshima permitiu que o mundo tomasse consciência do catastrófico poder de destruição das armas nucleares.

 

 

 

A LISTA DE SCHINDLER

A verdadeira e mais completa história sobre a lista de Schindler, que salvou milhares da morte certa, contada por um sobrevivente e importante personagem deste drama, Mietek Pemper, que mesmo sendo judeu atuou como secretário de Amon Goth, o nazista que comandava o campo de concentração. Devido a sua importante atuação em toda a operação de salvamento ele foi consultor do filme a Lista de Schindler de Steven Spielberg. Pemper foi a única testemunha que poderia dar uma visão completa e precisa de operação de Schindler. Seu livro é cuidadoso e triste, contando o triunfo de ambos e da incapacidade de superar a dor.

 

 

 

 


Por Nathália Tourais

Atualizado em 17 Dez 2015.

Mais notícias

Santos recebe a maior livraria flutuante do mundo em agosto; saiba mais!

Literatura

7 livros que inspiraram ótimas séries e valem a leitura

Literatura

10 livros em quadrinhos que você precisa ler se gosta do formato

Literatura

5 clubes de assinatura de livros para você experimentar

Literatura

Até 2 de setembro: Amazon realiza 'Book Friday' com produtos até 80% mais baratos; saiba mais!

Literatura

10 chefs famosos que lançaram livros

Literatura