Guia da Semana

Guia da Semana

18 de outubro de 2010

O projeto de troca de livros em locais públicos chamado de BookCrossing já contabiliza mais de dois mil adeptos em São Paulo. A ideia é que os leitores deixem exemplares em pontos fixos, ou locais como bares, estações de metrô e praças, para que outras pessoas tenham acesso à obra. O controle dos livros é feito por um número de rastreamento: há uma etiqueta de identificação nos exemplares que fazem parte do movimento. O novo leitor deve entrar no site do projeto e dizer que está com a obra, para que ela possa ser rastreada.

Presente em 130 países, o BookCrossing conta com sete mil participantes brasileiros. A estimativa é que, no último mês, tenham circulado pelo menos 600 livros no estado de São Paulo, sendo 380 na capital e 220 no interior. Mais informações no site www.bookcrossing.com ou nos pontos da Biblioteca Mário de Andrade, da Casa da Rosas e da Central das Artes.

Atualizado em 6 Set 2011.