Guia da Semana
Literatura
Por Redação Guia da Semana

Entre cafés e livros

Veja seis oásis da cultura onde para tomar um bom espresso, pegar um autógrafo e assistir a um pocket show.

No meio da correria das grandes cidades e no interior abarrotado dos shoppings centers existem verdadeiros templos culturais: as livrarias. Antes vistas apenas como um espaço sisudo para intelectuais e esporádicas compras de livros, agora elas estão abertas ao grande público. E tudo isso também por conta do hábito brasileiro do cafezinho.

O programa não poderia ser melhor. Afinal de contas, ler puxa a reflexão. Nada melhor para afinar as ideias do que uma boa xícara de café, acompanhada por pão de queijo, lanches rápidos e docinhos. Algumas estão próximas a teatros e cinemas, funcionando como pontos de encontros antes ou depois dos espetáculos. Outras, localizadas nos centros históricos das capitais, têm cumprido um importante papel de resgate dessas áreas.

Com o sucesso da ideia, as livrarias passaram a oferecer mais do que café e conteúdo. "Queremos ser um polo de cultura, um espaço de referência nos bairros que atendemos", comenta Rafael Siebel, diretor de marketing da Livraria da Vila, com quatro unidades na capital paulista. O mesmo faz a Livrarias Curitiba, que oferece contação de histórias para crianças, palestras sobre astronomia, bate-papo com autores e lançamentos, tudo isso próximo ou no espaço do café. Veja seis endereços dos cafés nas livrarias, seus atrativos e novidades.

Livraria Martins Fontes - São Paulo

fotos: Divulgação: Montagem: Fernando Kasuo

Trufas com café na Praça do Patriarca, no centro de São Paulo

A reforma do Edifício Lutetia, na Praça do Patriarca, e a entrada da livraria Martins Fontes e do Café Lutetia na área da loja ajudaram a melhorar o ambiente de parte do abandonado e degradado Centro de São Paulo. "Trabalhadores e frequentadores desse importante espaço urbano amam livros, é só ver o grande número de sebos. Faltava um espaço para essa valorização, e com a reforma do prédio pela FAAP nos oferecemos para ocupar o espaço com a nossa livraria e café", destaca Evandro Martins Fontes, a segunda geração de livreiros da família à frente do negócio.

O Café Lutetia segue a filosofia de Martins Fontes. Na parede, um belo painel de azulejos do século 17 retrata o então Largo da Sé, bem antes da grande catedral. Na máquina de espresso, o café Santo Grão é acompanhado por trufas, pães de queijo e outros quitutes. Há também bebidas especiais como o mokashake. Somado a isso, os leitores têm toda a liberdade e o bom atendimento dos vendedores em espaço que oferece seções especializadas em arte e design, a única na região.

Livraria Argumento - Rio de Janeiro

fotos: Divulgação: Montagem: Fernando Kasuo


São duas opções de bufê na Argumento, no Leblon

De todos os cafés da cidade, é o mais família e funciona como um ótimo programa para pais e filhos. Aos domingos, o grupo Ta petes Contadores de Histórias inicia a sessão gratuita às 11 horas. Enquanto as crianças ouvem e encantam-se com as belas histórias, os pais aproveitam o bufê de café da manhã (opções de R$23 e R$30), com bebidas quentes e frias, bolo caseiro e até omeletes.

Localizada na badalada Dias Ferreira, o café também se destaca pelo cardápio, que oferece pratos rápidos e gourmets, como o escondidinho de shiitake e o filé de linguado. "No início, o café era um complemento, hoje ele tem vida própria", comenta Isabel Fortes, supervisora do local. Na máquina de espresso, café da Fazenda Pessegueiro.

Livraria Mineiriana -Belo Horizonte

Fazia anos que em Belo Horizonte não abria uma livraria de rua. Agora, os mineiros já têm essa opção. É a Livraria Mineiriana, inaugurada em dezembro do ano passado com um acervo de mais de 10 mil títulos.

fotos: Divulgação: Montagem: Fernando Kasuo

Executivos e jovens formam o público da recém-inaugurada Mineiriana

Em pouco tempo, o pequeno café, patrocionado pela marca Três Corações, já virou referência no Savassi. Pela manhã, empresários fazem reuniões e conversas informais. Na hora do almoço, os funcionários do entorno, ávidos pelas saladas, ocupam as mesas internas e as da calçada. À noite é a vez dos jovens universitários e cults ocuparam o salão.  


Livraria da Vila - São Paulo

fotos: Divulgação: Montagem: Fernando Kasuo


Porta feita com livros e o café com charme da Livraria da Vila, nos Jardins

Requinte e qualidade na arquitetura, no acervo e café. A ideia de estar antenado ao público dos Jardins fez a Livraria da Vila investir na loja no bairro. A arquitetura de Isay Weinfeld foi pensada para abrigar também o Il Barista, uma das primeiras butiques de café no Brasil. "Para nós, essa parceria é um co-branding, associando duas marcas fortes, agregando para o cliente e para as empresas", diz a empresária e barista Gelma Franco.

Além das três opções de cafés especiais, pratos gourmets e rápidos, como a lasanha de queijo ementhal e damasco e o canelone de espinafre, entre outros. O espaço tem 40 lugares, com áreas interna e externa. A loja ainda conta com auditório e um espaço exclusivo para os pequenos, ambientada como se fosse um quarto de criança.

Livrarias Curitiba - Curitiba

fotos: Divulgação: Montagem: Fernando Kasuo

Olivier Anquier conversa com as frequentadoras das Livrairas Curitiba

Tomar um café, ler um livro e conversar em inglês, francês, espanhol, discutir uma peça de teatro. Esse é um dos programas possíveis de se fazer nas Livrarias Curitiba, com 15 lojas nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. As atividades culturais costumam aproveitar o espçao do café para a maioria dos eventos, como clubes de idiomas (são cinco línguas), lançamentos, autógrafos e palestras. Para acompanhar os eventos, espresso da Café do Ponto, além de beliscos clássicos, como pão de queijo e bombons.

Livraria Saraiva Mega Store -Rio de Janeiro

Foi uma das primeiras grandes livrarias a apostar em serviços culturais e oferecer também CDs, DVDs e eventos de porte em suas lojas. Mensalmente, as lojas divulgam suas atividades, como pockets shows com artistas como Pitty, e Ana Cañas, e debates e palestras com autores como Lya Luft, entre outros.

fotos: Divulgação: Montagem: Fernando Kasuo

Tradição e inovação no Café Baroni, dentro da Savaria Mega Store da Rua do Ouvidor, no Rio

Destaque para a loja do centro do Rio de Janeiro, na Rua do Ouvidor, endereço histórico onde intelectuais e escritores como Machado de Assim, Olavo Billac, Lima Barreto e tantos outros tomavam seus cafés entre conversas rotineiras e debates acalorados no início do século 20.

Passado o tempo, o Café Baroni tenta recuperar essa aura em suas disputadas mesas. Os clientes têm opção de beber espressos, capuccinos e machiattos feito com café Fazenda Santa Mônica, além de belisquetes.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Santos recebe a maior livraria flutuante do mundo em agosto; saiba mais!

Literatura

7 livros que inspiraram ótimas séries e valem a leitura

Literatura

10 livros em quadrinhos que você precisa ler se gosta do formato

Literatura

5 clubes de assinatura de livros para você experimentar

Literatura

Até 2 de setembro: Amazon realiza 'Book Friday' com produtos até 80% mais baratos; saiba mais!

Literatura

10 chefs famosos que lançaram livros

Literatura