Guia da Semana
Literatura
Por Juliana Andrade

Esqueça um Livro no Minhocão

No final de semana, o projeto idealizado por Felipe Brandão convida todo mundo para “esquecer” um livro no elevado.

A primeira edição do Esqueça um Livro rolou na Paulista (Reprodução)

Em sua segunda edição paulistana, o Esqueça um Livro promete esquentar e chacoalhar as prateleiras de livros de quem estiver passando no Minhocão, no próximo domingo, dia 30 de março.

Segundo o jornalista Felipe Brandão, o idealizador do projeto, o Esqueça um Livro nasceu para incentivar a leitura e o conhecimento. “Acredito que pequenas ideias podem fazer a diferença e, se conseguirmos nos tornar um país de leitores, muita coisa pode melhorar”, diz Felipe, que sonha com que a moda pegue e “que aconteça o tempo todo, em diferentes partes do Brasil”.

Para estimular a galera e chamar atenção para o projeto, ele criou diversos eventos no Facebook. E não é que deu certo? “Na primeira edição, que aconteceu no dia 25 de janeiro, esqueci mais de mil livros de uma vez e foram cerca de 300 pessoas na Paulista. Sem contar as centenas de fotos espalhadas pelas redes sociais, vindo de toda parte do país”, conta.

Se quiser participar, não se preocupe que você não tem que seguir nenhuma regra. Quer dizer, o livro tem que estar em boa condições de uso, claro. Mas o jornalista faz questão de frisar que “é importante deixar uma dedicatória especial para quem encontra. Sem a dedicatória, quem encontrar pode querer devolver o livro. No tumblr oficial do projeto é possível baixar o marcador do Esqueça um livro e subir as fotos dos livros esquecidos.”

Felipe conta que existe a “intenção de realizar estes eventos ao longo do ano, em diferentes partes da cidade e expandi-lo para outras cidades” e que, durante o evento, pode acontecer de tudo. “A ideia é que, neste dia as, pessoas saiam com o objetivo de esquecer, realizar o desapego literário. Mas é possível encontrar livros pela cidade ou trocar por outros livros. Desde que a ideia principal não se perca, quem levar livros pra casa, que possa esquecer após a leitura. Assim a corrente nunca acaba”, conclui.


Por Juliana Andrade

Atualizado em 31 Mar 2014.

Mais notícias

10 livros de terror imperdíveis para quem curte o gênero

Literatura

88 anos de Ziraldo: 10 livros incríveis do escritor para ler o quanto antes

Literatura

10 livros incríveis para dar de presente no Dia das Crianças 2020

Literatura

6 livros da Cidinha da Silva para ler o quanto antes

Literatura

9 livros de Ariano Suassuna para ler o quanto antes

Literatura

10 livros de Cecília Meireles para ler o quanto antes

Literatura
Guia da Semana Premium
Nosso conteúdo na melhor forma!

Aproveite o Guia da Semana de forma mais rápida, sem banners ou publicidade digital!