Guia da Semana

Discos de vinil e CDs

Em CD ou no velho vinil, aproveite para ouvir as músicas da sua banda favorita enquanto espera pelo Rock in Rio.

Curtir as obras do seu cantor favorito ficou mais fácil com os CDs, que tem um som mais limpo e puro, e são muito mais fáceis de levar a todo lugar. Até músicas bem mais antigas, da época do long play, já foram regravadas e remasterizadas: isso significa que todo aquele ruído característico dos velhos discos foi removido e o resultado é um som de primeira qualidade.

 

Mas, para os saudosistas, nada supera aquele chiadinho característico dos discos de vinil. Ver a agulha deslizar pelas trilhas do LP e ouvir os estalos, típicos de pequenos riscos na sua superfície, leva o fã de música de volta ao passado, naquele tempo que eles carregavam a “bolacha” embaixo do braço para ouvir com os amigos.

 

Outra característica marcante do vinil e que nenhum CD consegue reproduzir é a produção caprichada das capas dos discos. Fotos históricas, desenhos marcantes e um cuidado com os detalhes chamavam a atenção dos amantes da música e um deleite para os olhos: uma verdadeira obra de arte. Quem não se lembra da capa de Abbey Road, em que os quatro Beatles atravessam a rua de mesmo nome em Londres – e palco de milhares de fotos de turistas? Ou as dos The Doors, em que a foto de Jim Morrisson aparecia em destaque e fazia as meninas suspirarem?

 

Para a alegria dos amantes do vinil, uma boa notícia: não somente a procura pelas velhas bolachas tem aumentado, como também as gravadoras voltaram a produzir versões especiais e limitadas de algumas obras. Pitty, Nação Zumbi e Fernanda Takai estão entre os músicos cujas obras podem ser encontradas em long play.

 

E os lugares para encontrar os LPs têm aumentado. São Paulo conta com a Galeria do Rock que tem, entre lojas de roupas, acessórios e tatuagem, os estabelecimentos que vendem os saudosos vinis, procurados pelos amantes da música de todos os gêneros. Uma delas é a Baratos e Afins que tem discos raros e de vários gêneros musicais. No Rio, o Baratos da Ribeiro vai além de ser somente um ponto de encontro de quem gosta de discos. Lá também rolam apresentações de bandas e até clubes de leitura. Em Porto Alegre tem a Boca do Disco que, há mais de 20 anos, vende vinis raros, tanto brasileiros quanto importados. Em Belo Horizonte, o Baú dos Discos tem mais de cinco mil exemplares – um prato cheio para quem procura discos raros dos seus cantores favoritos. A Berlin Discos, em Brasília, é onde a galera vai para procurar vinis difíceis de encontrar. E lá tem de tudo: de Iggy Pop a Gilberto Gil. Com essas lojas, fica fácil achar aquele disco antigo com a sua música favorita. É entrar e garimpar! 

Atualizado em 10 Abr 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Mais de 15 funks obrigatórios na playlist do Carnaval 2018

Funk pode não ser o seu gênero musical preferido, mas que ele anima qualquer festa, ele anima

Após retorno, Rouge lança clipe do primeiro single "Bailando"; assista!

Faixa também está disponível em todos os serviços de streaming

Além da marcha nupcial: 7 músicas para a entrada da noiva

Prepare os lencinhos: você vai se emocionar com essas músicas!

Carnaval 2018: conheça as músicas que prometem fazer sucesso durante a folia

Ouça os hits que têm tudo para bombar neste Carnaval!

13 músicos e bandas para ficar de olho em 2018

Confira uma lista com bandas e músicos que prometem fazer sucesso este ano

Playlist: mais de 40 músicas que vão bombar no verão 2018

Confira uma playlist completa com as músicas que não vão sair da sua cabeça neste verão