Guia da Semana
Música
Por Juliana Andrade

Os melhores videoclipes de 2013

Artistas, músicas e videoclipes incríveis. Saiba quais os vídeos mais bombados do ano:.

David Bowie no clipe "The Next Day" (Reprodução)

Já houve épocas em que lançar um disco de boa qualidade bastava para a consagração de uma banda. Mas, como bem sabemos, desde que a MTV norte-americana chegou apostando nos "music videos", nos anos 80, a indústria fonográfica nunca mais foi a mesma.

+ Os videoclipes mais caros da história
+ Veja alguns videoclipes inspirados no cinema
+ 13 videoclipes que foram censurados pela TV

Hoje em dia, o videoclipe é o principal atrativo pra lançar um disco ou artista - seja este pop ou não - e algumas produções chegam a custar milhões de dólares. Grandes diretores que consolidaram carreira fazendo clipes e, posteriormente, se tornaram nomes requisitados do cinema, agora estão retornando ao estilo - como é o caso de David Fincher.

Pensando nisso, selecionamos alguns dos clipes mais interessantes e incríveis de 2013 pra você dar uma viajada no YouTube. Tem desde de David Bowie criando polêmica até a mensagem hippie do Cut Copy. Mira:

Yeah Yeah Yeahs - Sacrilege (dir. Megaforce)

Antes de lançar o disco "Mosquito" em abril deste ano, o YYY estava de molho desde o álbum "It's Blitz", de 2009. E, mesmo assim, valeu a espera. O ótimo single "Sacrilege" veio acompanhado com um lindo clipe que, provavelmente, tá na lista dos melhores de ano de muita gente. No vídeo, uma garota roda a banca numa cidadela interiorana e expõe a hipocrisia que ainda impera no mundo de hoje.

Justin Timberlake - Suit and Tie (dir. David Fincher)

Outro que tava de férias há uns bons seis anos, era o Justin Timberlake. Mas agora ele voltou com a bola toda e entrou pra lista dos melhores videoclipes do ano com "Suit & Tie", dirigido por David Fincher. O vídeo em preto-e-branco tem um visual noir e Justin aparece todo pomposo usando um smoking, mostrando sua ginga em passinhos de dança. O rapper Jay-Z faz participação especial na música e as técnicas de luz, sombra e espelho de Fincher proporcionam um resultado final cheio de sofisticação.

Foals - Late Night (dir. Nabil Elderkin)

Mesmo com o aspecto visceral e o conteúdo explícito, o clipe de "Late Night" do Foals prende a atenção do início ao fim, conforme vamos acompanhando o que está acontecendo no interior de três quartos de um mesmo hotel, enquanto a banda toca no saguão. O vídeo leva a assinatura do diretor australiano Nabil Elderkin, que também já dirigiu videoclipes do Arctic Monkeys, James Blake e Kanye West.

David Bowie - The Next Day (dir. Floria Sigismond)

Ah, David Bowie... como pode o cara continuar na ativa e ainda fazer um disco incrível e um clipe mais incrível ainda? No vídeo de "The Next Day", Bowie conta com a participação dos mega-star Gary Oldman e Marion Cotillard vivendo um pastor perverso e uma prostituta que sofre com estigmas (como são chamados cada um dos cinco sinais que aparecem no corpo de Cristo) literalmente. Imagina se o vídeo não foi censurado e banido do YouTube quando foi lançado, né? Tsc tsc...

Britney Spears - Work B**ch (dir. Ben Mor)

Britney Spears também voltou ao showbusiness com glamour e ousadia. Seu novo single, "Work B**ch", já chegou acompanhado de videoclipe sadomasoquista com orçamento de de 6,5 milhões de dólares - o segundo mais caro da historia. Na super produção, dirigida por Ben Mor, Britney dança no deserto e dá chicotadas na galera, mostrando seu lado dominatrix, dizendo ao público que pra estar onde ela está, você tem que dar duro, "biatx".

Lily Allen - Hard Out Here (dir. Christopher Sweeney)

Mais um exemplo de renascimento das cinzas, Lily Allen deu o ar da graça já com todo o sarcasmo que lhe convém. Na cena de abertura do clipe de "Hard Out Here" - primeiro single de seu próximo álbum que será lançado ano que vem - Lily já aparece numa mesa cirúrgica tentando aspirar o excesso de gostosura que a gestação de suas duas filhinhas proporcionou. Algumas pessoas não entenderam a ironia implícita no vídeo e acusaram a cantora de racista. Ai ai...

Django Django - Wor (dir. Jim Demuth)

O estilo dos britânicos do Django Django parece um "surf-faroéstico" que lembra muito as músicas das trilhas de filmes do Quentin Tarantino. Em "Wor", para embalar o ritmo frenético do som, os ingleses chamaram o diretor Jim Demuth para dirigir o clipe. Filmado em Allahabad, na Índia, o vídeo acompanha os motoqueiros e motoristas arriscando suas vidas na "Roda da Morte", acelerando seus carros e motos a uma inclinação de 90°.

Cut Copy - Free Your Mind (dir. Christopher Hill)

Mantendo a regularidade de produções bianuais, o Cut Copy lançou, em outubro, o single "Free Your Mind", faixa do quarto álbum de estúdio da banda. Misturando transcendentalismo e um clima de "paz e amor", o vídeo mostra Alexander Skarsgard - o vampirão Eric de True Blood - como se fosse um messias peregrinando pelos lugares, batizando pessoas, amansando pit bulls, harmonizando a vida antes de ir correndo de volta para o meio das florestas.

Arcade Fire - Reflektor (dir. Anton Corbijn)

Com quase oito minutos de duração, o single "Reflektor" virou clipe em preto-e-branco, com clima viajandão e direção do ilustríssimo Anton Corbijn - que já dirigiu vídeos clássicos do U2, Depeche Mode e Nirvana. Em "Reflektor", Corbijn colocou a galera do Arcade Fire usando cabeções de papel mâché e criou um homem misterioso feito de globo de espelhos. Paralelo a este clipe, os diretores Vincent Morisset e Aaron Koblin criaram um vídeo interativo de "Reflektor" no qual o espectador é o refletor. Viagem pura. 

Major Lazer - Bubble Butt (dir. Eric Wareheim)

O ator e comediante Eric Wareheim – mesmo que já dirigiu clipes pro Depeche Mode, MGMT, Flying Lotus e Beach House -  entrou na maior viagem pra produzir o vídeo de “Bubble But”, faixa do segundo álbum do projeto liderado pelo top DJ e produtor Diplo. Vidrado pela anatomia feminina, Eric pira no “bundismo” e mete uma injeção de ar entorpecente na bunda da mulherada. Será um alô para as siliconadas?

Bob Dylan - "Like a Rolling Stone"

Mas pode ser que esse videoclipe interativo do Bob Dylan seja o melhor de todos dessa lista. Para o lançamento da coletânea de 47 músicas do compositor música "Like a Rolling Stone", de 1965, ganhou um vídeo que imita a programação de uma TV. O lance é que você pode escolher qual o canal que você vai querer parar. Animal!

*Clique aqui para assistir
 


Por Juliana Andrade

Atualizado em 10 Mar 2014.

Mais notícias

Músicas que prometem bombar no Carnaval 2019

Música

10 músicas que prometem bombar no verão 2019

Música

Saiba como assistir ao Grammy Latino 2018 ao vivo

Música

Divulgados os indicados ao Grammy Latino 2018; confira!

Música

As melhores músicas de 2018... até agora

Música

12 músicas que falam sobre comida (e que você precisa adicionar na sua playlist)

Música