Guia da Semana
Restaurantes
Por Marco Sá

Comida Árabe no Rio de Janeiro

Um roteiro especial para você saber onde se deliciar com falafel, kafta e outras delícias da culinária árabe.

Super Mix do Sírio e Libanês tem kafta, tabule e mais (Divulgação)

Depois do roteiro de Comida Mexicana, chegou a vez da Culinária Árabe ganhar uma atenção especial.

Com uma grande comunidade no Rio e cada vez mais adeptos, é interessante saber onde se deliciar com os pratos que vão do Iraque ao Marrocos, além de culturas vizinhas que acabaram influenciando nos ingredientes.

Desde os mais conhecidos kibes e esfihas, passando por kafta, falafel ou um cuscuz marroquino, o Guia da Semana preparou mais esse roteiro para você não cair numa fria.

Cedro do Líbano, Centro

O restaurante fica na região onde a comunidade árabe é mais presente: no comércio do Saara. Como é o primeiro da lista, convém provar como entrada o combinado Hommos (Pasta de Grão de Bico com Gergelim) + BabaGhanouje (Pasta de Berinjela com Gergelim) + Labneh (Coalhada Seca).

Pittas, Copacabana


O sanduíche de falafel é a especialidade da casa: Bolinhos de grão de bico como ingrediente principal, acrescidos de homus, baganouch e salada. Tudo coberto com molho de tahine.

Amir, Copacabana

Considerado um dos melhores da cidade, o Amir fica na Praça do Lido. O combinado para quatro pessoas é uma boa pedida: Tabule ou fatouche, homus ou babaganouch, coalhada seca, mini kibe (4 unidades), falafel (4 unidades) e mini esfiha (4 unidades).

Läffä Kebab Store, Ipanema


Como o nome já sugere, kebab (ou shawarma) é a especialidade da casa. O carro-chefe é o de cordeiro: humus, lâminas de cordeiro, folhas de alface, tomates frescos, cebola com sumak, salada kruv (tradicional salada de repolho do Oriente Médio com temperos especiais), molho e batata frita crocante.

Yalla Bistrô, Leblon


Localizado na tradicional e movimentada Dias Ferreira, a sugestão para a casa é o Carrossel de Mezzes, preparado com Homus, Kibe, Falafel, Folha de Uva e torradas de pão pitta.

Baghdad, Copacabana


Pelo menos no restaurante, a paz entre judeus e árabes está selada. O iraquiano Victor Palis, dono do estabelecimento, oferece opções como o briany (preparado com arroz iraquiano, arroz amarelo, ervilha, passas, bolinhos de carne e frango) e o beigalli de frango (salgadinhos que não faltam à mesa dos judeus).

Sírio e Libanês, Centro


Inaugurado na década de 60, o restaurante fica no Saara e traz como opção o Super Mix, que serve duas pessoas: Hommos, duas kaftas, arroz com lentilhas, tabule, repolho e folha de uva recheados.

Tem alguma sugestão? Manda pro Guia da Semana!


Por Marco Sá

Atualizado em 18 Jun 2013.

Mais notícias

Restaurante America lança Ovo de Páscoa Farofino em parceria com Carole Crema; saiba mais!

Restaurantes

São Paulo ganha primeira casa dedicada ao avocado; saiba tudo!

Restaurantes

Restaurante Abbraccio aposta em Festival de Lula para os dias quentes do verão; saiba tudo!

Restaurantes

Bullguer vende sanduíche a R$10 nesta segunda-feira (22); saiba tudo!

Restaurantes

10 pratos imperdíveis com frutos do mar para provar em São Paulo

Restaurantes

Points gastronômicos em São Paulo com pratos especiais para o verão 2021

Restaurantes