Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Festa em Casa

Nada mais descontraído do que um boteco. Melhor ainda: quando você pode montar um em sua casa para uma festinha.

Foto: Getty Images


Adoro festa. Ainda mais festa em casa. Ainda mais se tem boa comida. Nas próximas semanas, darei sugestões originais e descomplicadas para você celebrar muito no seu lar doce lar.

Um tema bacana é Botequim em Casa. Por que quase todas as reuniões domésticas acabam ficando com cara de almoço de família? Pessoalmente, adoro almoços em família, mas a primeira dica para você transformar a sua casa em um botequim é: esqueça a mesa!

Encoste-a em uma parede e retire as cadeiras em volta. Arrume-as de forma displicente, em volta de centros de mesa, pufes ou móveis de apoio. Se forem altas, formais, típicas de jantar, simplesmente não use. Prefira acomodar os convidados em sofás, poltronas, pufes, redes, no quintal, em cadeiras de plástico ou até no chão. Lembre-se: em botequim que se preze, a informalidade reina.

Deixe à mão galheteiro, pimenta, catchup, guardanapo de papel e apoios para copo (conhecidos como bolachas). Quanto mais simples, melhor. É legal produzir sua própria bolacha, com o nome e logotipo para seu bar. Você pode imprimir em papel grosso e plastificar, pedir ajuda aos amigos ou mandar fazer em gráficas especializadas. Outra solução divertida é forrar as mesas com papel espelho branco e deixar copinhos com giz de cera para os convidados. Jogos de carteados à vista também rendem boas atrações. Para os fãs de imagem e ação, uma lousa com giz é ótima pedida.

Nesse tipo de festa, a música é essencial. Se você toca um instrumento ou tem amigos com dotes musicais, essa é a hora de usar o talento. Os menos prendados devem assegurar som de boa potência e uma seleção musical de primeira.

Em uma atitude pra lá de festiva, os pais dos meus sogros costumavam se reunir para "brincar de baile". Uma festa-boteco é o lugar certo pra fazer o mesmo. Reserve um espaço livre para pista. Se seus convidados fizerem o tipo animado, a pista ferverá naturalmente com o passar das horas. Se não, uma dica é contratar um DJ ou professores de dança (vale gafieira, forró, samba rock, salsa, rock... o boteco é seu!) para esquentar a pista. Todo mundo acaba entrando no clima.

Não se preocupe com a decoração. Se tiver cartazes com anúncios de refrigerante, tampinhas, garrafas, latinhas ou instrumentos musicais, use-os para dar o tom. No comércio popular, você encontra muitas soluções bacanérrimas e baratas para ambientar. Mas saiba que nesse tipo de festa o mais importante é descontração.

Já os comes e bebes são muito importantes. No cardápio, entra toda a sorte de fritura: batata, polenta, mandioca, pastel, croquete, frango à passarinho, porquinho, lula, camarão, provolone, chips diversos etc. São pratos maravilhosos que habitam um universo paralelo onde calorias e triglicérides simplesmente não existem. Mas, ao contrário do que se imagina, a comida de bar reserva inúmeras opções light e pratos completos e nutritivos. Aí vão algumas ideias:

  • tortas e salgados não-fritos, como tapioca, empanada, esfirra, panqueca, crepe, pizza.
  • pastinhas para comer ou não com pão, como sardela, alichela, patês à base de ricota, homus, guacamole.
  • antepastos e pratos frios: tremoços, azeitonas, picles e conservas variadas, castanhas, queijos, frios, saladinhas, vinagretes, salpicão, cuscuz paulista, cuscuz marroquino, steak tartare, carpaccio.
  • pratos quentes: sopas de caneca, escondidinho, casquinha de siri, espetinhos variados, cogumelos salteados, tempurá, polenta e quibe de forno, milho verde na manteiga, pimentões, ovos e tomates recheados.
  • pães, sanduíches e canapés: club sandwich, carne louca, hambúrgueres, cachorro-quente, brusqueta, sanduíche de metro, etc.
Você gosta de comida japonesa? Seu boteco pode ser um sushi bar. Ama churrasco? Steak house. É fã de rock? Pub. Curte um reggae? Quiosque de praia. Invente, imprima o seu estilo.

Deixe as comidinhas em cestos, travessas, réchauds e até marmitas (quanto mais rústico melhor) na mesa que ficou encostada na parede, que funcionará como bufê. Os próprios convidados podem se servir, mas, se o espaço for grande, providencie mais pontos de bufê.

As bebidas também podem ficar a cargo dos convivas. Apenas arranje uma tina com gelo para dispor as garrafas e latinhas. Se for servir prato quente, leve em consideração que as pessoas não estarão à mesa: cortar carne e destrinchar pedaços de frango será tarefa das mais árduas, ainda mais com talheres de plástico. Prefira pratos simples, cortados e porcionados, que possam ser servidos em guardanapos e comidos até dançando, sem talheres. Fácil para os convidados; mais fácil para você - que não precisa nem lavar louça depois. Aliás, festa de botequim é super democrática quanto o assunto é louça. Pode usar pratos e talheres do dia a dia, padrões variados misturados, copo americano, caneca de cerâmica, plástico e até descartáveis. Descomplique.

E, se quiser ter trabalho zero, peça ajuda. Cada amigo pode ficar responsável por uma parte da festa. Você pode encomendar os quitutes ou contratar uma banqueteira para cuidar de tudo. Não tem desculpa: festa em casa já!

Leia as colunas anteriores de Rosa Fonseca:

Manjar dos Deuses

Papo de bar

Café seleto?

Quem é a colunista: Com formações em Publicidade e Gastronomia, Rosa Fonseca é chef de cozinha, professora e colunista.

O que faz: Trabalhou em restaurantes como o Félix Bistrot e o Beth Cozinha de Estar. Hoje, atua como personal chef.

Pecado gastronômico: Chocolate e queijo da serra.

Melhor lugar do Brasil: Minha casa.

Fale com ela: [email protected]





Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

Restaurante America lança Ovo de Páscoa Farofino em parceria com Carole Crema; saiba mais!

Restaurantes

São Paulo ganha primeira casa dedicada ao avocado; saiba tudo!

Restaurantes

Restaurante Abbraccio aposta em Festival de Lula para os dias quentes do verão; saiba tudo!

Restaurantes

Bullguer vende sanduíche a R$10 nesta segunda-feira (22); saiba tudo!

Restaurantes

10 pratos imperdíveis com frutos do mar para provar em São Paulo

Restaurantes

Points gastronômicos em São Paulo com pratos especiais para o verão 2021

Restaurantes