Guia da Semana
Restaurantes
Por Conceição Gama

Guia de vinhos: confira dicas para harmonizar e apreciar a bebida

Vai jantar com amigos? Num encontro romântico? Saiba qual a melhor pedida.

Vinhos tintos são os preferidos para encontros românticos (Reprodução)

A escolha de um bom vinho faz de qualquer almoço ou jantar uma ocasião mais sofisticada. A bebida, que agrada homens e mulheres de várias idades, combina com pratos à base de carnes, frutos do mar e até com sobremesas. A tarefa de escolher o rótulo não é das mais fáceis, mas com algumas dicas simples é possível acertar mesmo sem ser um especialista no assunto. 

"Vinho é uma questão de gosto e, por isso, inúmeros fatores influenciam a preferência do consumidor. Vinhos de qualidade são resultantes de um cultivo cuidadoso das uvas e de um processo de fabricação controlado. Como resultado, temos bebidas que trazem maior equilíbrio no seu sabor, proporcionando degustação agradável", explica Carina Cooper, sommelier da vinícola Salton.

De acordo com a especialista, o ato de degustar um vinho deve ser o mais prazeroso e descomplicado possível. "Mas, para isso, alguns cuidados básicos devem ser lembrados, tais como temperatura correta, uma taça com bojo maior e também a harmonização do vinho com a comida. Se for espumante, vale optar por uma taça um pouco mais alta e fina, para reter o gás carbônico presente na bebida", orienta.

Temperatura ideal

Geralmente o vinho é associado ao inverno e baixas temperaturas, mas a bebida pode ser consumida em qualquer época do ano. Segundo Carina Cooper, quando está quente, é melhor optar por espumantes ou vinhos brancos, que são mais leves e refrescantes. Já quando as temperaturas baixam, os tintos combinam melhor. 

A especialista também indica a importância da temperatura ideal para servir a bebida: "Os vinhos brancos devem ser servidos com temperaturas entre 10° C e 14°C. Já os espumantes, de 6° C a 8°C. Rosés, de 12°C a 14 e tintos jovens, de 15°C a 16°C. E os tintos mais encorpados, de 16°C a 18°C". 

Harmonização

O equilíbrio perfeito entre vinho e comida é uma verdadeira dádiva gastronômica. Se você é fã da bebida, vale levar em consideração algumas dicas para obter o melhor dessa experiência.

A sommelier Carina Cooper ensina que vinhos brancos jovens, normalmente mais leves, combinam mais com carnes brancas, frutos do mar, sopas, verduras cozidas e arroz. Já vinhos brancos envelhecidos vão bem com frutos do mar grelhados, aves com molhos suaves e pratos com bacalhau ou porco. Os 'tipo rosé' harmonizam mais com peixes cozidos, verduras gratinadas, risotos e queijos frescos.

A especialista indica vinhos tintos jovens com carnes grelhadas, peixes e frutos do mar em molho, massas, saladas variadas e charcutaria (embutidos tipo salame). "Os tintos de guarda combinam com carnes na churrasqueira, guisados, massas com molhos mais gordos, pimentões e queijos cremosos. Também as carnes com especiarias, charcutaria, queijos semicurados, queijos azuis e guisados pedem vinhos mais encorpados", orienta.

Se o objetivo for escolher um vinho para harmonizar sobremesas mais doces, que levam cremes ou à base de frutas, a dica é optar por um tinto licoroso, como um vinho do Porto ou Moscatel. No caso de sobremesas à base de frutas, um espumante também cai muito bem. 

Caso a ideia seja de degustar mais de um rótulo numa mesma ocasião, a expert recomenda ordenar os vinhos partindo da bebida de menor para o de maior teor alcoólico, do mais seco para o doce e de um menos adstringente (forte), antes dos que traz mais taninos, que são substâncias encontradas em vinhos mais secos e encorpados.

Vinho e ocasião 

À pedido do Guia da Semana, a sommelier Carina Cooper elegeu os melhores tipos de vinho para ocasiões variadas. Confira:

Jantar romântico
"Tintos são a preferência geral em ocasiões românticas. Escolha um tinto delicado e sensual, como os que destacam a uva Pinot Noir. O espumante Moscatel também é uma excelente pedida para um encontro, por ser extremamente aromático".

Jantar ou almoço em família
"Caso o prato escolhido seja carne assada, opte por um vinho tinto jovem ou seco, também jovem. Caso o prato traga molhos mais pesados ou se for um guisado com mais especiarias, novamente, um tinto, porém mais maduro. Para massas sem recheio e com molhos moderados, escolha um vinho branco".

Jantar ou almoço de negócios
"Ocasiões um pouco mais formais pedem um menu mais leve. Por isso, massas, peixes e frutos do mar podem ser boas escolhas. Para acompanhar, vinhos brancos ou tintos jovens".

Confraternização com os amigos
"Para começar, eleja um bom espumante ou frisante. Para harmonizar com as entradas, um vinho branco ou rosé. Se o cardápio incluir sobremesa, um bom vinho de sobremesa também cai bem". 

Onde comprar?

Com essas dicas, o próximo passo é garantir seu vinho. Que tal comprar pela internet, na maior loja de vinhos da América Latina? A Wine possui mais de 2 mil rótulos das principais regiões do mundo, além de acessórios e produtos gourmet. Para facilitar na escolha, os vinhos são separados por preço, país, tipo e uva. 

 


Por Conceição Gama

Atualizado em 30 Out 2015.

Mais notícias

Promoção do Burger King tem lanches a partir de R$ 5,00; saiba mais!

Restaurantes

Burger King lança shake arco-íris por tempo limitado; saiba mais!

Restaurantes

Onde comer mousse de chocolate em São Paulo

Restaurantes

15 lugares em São Paulo para comer brigadeiro

Restaurantes

15 bares e restaurantes com cardápio inspirado nas festas juninas

Restaurantes

Esfihas de picanha e cordeiro chegam ao cardápio do Habib's; saiba mais!

Restaurantes