Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Livre-se do peso do fim do ano

Conheça os alimentos que podem ajudar a "desintoxicar" o organismo depois dos excessos do Natal e Ano novo.

Fotos: Gettyimage


Festas de final de ano, em geral, são sinônimos de mesa farta, alimentos deliciosamente saborosos e também excessivamente gordurosos. Depois de se empanturrar de comida, a sensação do dia seguinte não poderia deixar de ser de desconforto e estômago pesado.

No mal-estar do momento, a primeira coisa que passa pela cabeça são as tradicionais e desesperadoras ideias: ficar de jejum o dia inteiro, passar a próxima semana a pão e água ou encarar aquela dieta mirabolante de líquidos. Não, nem pensar!

A nutricionista Carla Milani alerta que jamais se dever ficar o dia inteiro sem comer porque abusou no dia anterior. "Essa prática, apesar de comum, é errada, não favorece o metabolismo dos nutrientes feito pelo organismo e ainda há chances enormes de que isso se tranforme em uma tremenda fome, que será compensada em um ciclo vicioso", explica.

Tomar muita água e sucos naturais



"Para quem pretende 'desintoxicar' o organismo, nada melhor do que a boa e velha conhecida água", indica Carla. Sucos naturais e chás sem cafeína podem também ajudar. Mas tome cuidado com chás de origem desconhecidas. Existem substâncias fitoterápicas que podem fazer muito mal ao organismo, dependendo da pessoa que ingere.

E a famosa dieta dos líquidos? "Não indico", contesta a nutricionista. "É um tipo de dieta radical que não prioriza as preferências e nem as particularidades de cada pessoa", afirma. Tomar bastante líquido é essencial para "limpar" o organismo, mas manter uma dieta com alimentos equilibrados e evitar abusos novamente é o principal conselho da nutricionista.

Saladas coloridas e sementes também ajudam



Vegetais folhosos verde-escuros, frutas vermelhas, nozes, sementes sem sal adicionado e, dentro da possibilidade de cada um, alimentos orgânicos podem e devem fazer parte das refeições para reeducar a alimentação depois do consumo exagerado de alimentos pesados. Vale também a dica tradicional de quanto mais colorido o prato melhor.

Nas primeiras semanas, o ideal é passar longe de bebidas alcoólicas, industrializados, frituras, doces, açúcar, bebidas à base de cola ou que contenham cafeína, farinha branca e excesso de consumo de carne e sal. "Todos esses alimentos contribuem para a "intoxicação" do organismo, porque demandam maior disponibilidade para metabolizá-los", explica Carla.

Outra dica importante é comer devagar e mastigar bem os alimentos. Facilita a digestão e faz uma diferença enorme no dia a dia. "Respeite os limites do seu organismo. Assim como nós precisamos de tempo para assimilar informações, o corpo precisa de tempo para assimilar os nutrientes", ressalta.

Agora é só manter uma dieta - por no mínimo duas semanas - com alimentos que ajudarão o seu organismo a se "desintoxicar" das farturas e tirar o peso desconfortável - do estômago e da consciência - para curtir o verão tranquila.

Alimentos "desintoxicantes"
Vegetais verde-escuros: brócolis, aspargos, alcachofra
Outros vegetais: beterraba, couve-flor, cebola, alho
Frutas frescas, de preferência vermelhas
Frutas secas
Sementes: girassol, abóbora, amêndoas, caju e avelãs (exceto amendoim)
Nozes sem sal
Substituir sal por azeite, ervas ou especiarias
Chá sem cafeína
Suco de fruta 100% natural, sem açúcar e sem adoçante
Suco de vegetais: suco de couve com maracujá ou couve com limão
Beber no mínimo 8 copos de água natural por dia

Obs: Se for consumir arroz, prefira intergral. Iogurte somente desnatado ou light

Evitar
Laticínios ricos em gordura: leite integral, queijos amarelos como provolone e parmesão
Industrializados e alimentos ricos em gordura, corantes e conservantes
Carne vermelha e branca em excesso
Sal em excesso
Bebida alcoólica

Curiosidade: A nutricionista Carla Milani explica que "dieta de desintoxicação" significa mudar a alimentação para metabolizar melhor os nutrientes e aproveitar as vitaminas e minerais que existem nos alimentos. Não há como medir o quanto uma pessoa está ou não "intoxicada", mas é possível perceber as melhoras ao longo da dieta. As recomendações são bem parecidas às que são dadas às pessoas que querem reeducar a alimentação. O que muda são os tipos de nutrientes que, nesse caso, são principalmente vegetais verde-escuros, castanhas e frutas vermelhas

Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

11 lugares para comer fondue em São Paulo no inverno 2021

Restaurantes

Inverno 2021: onde tomar sopas em São Paulo

Restaurantes

Dia da pizza 2021: lugares para comemorar a data em São Paulo

Restaurantes

18 restaurantes em São Paulo com menu especial para o inverno 2021

Restaurantes

10 restaurantes em São Paulo com quitutes juninos

Restaurantes

Mr. Cheney lança cookie Paçoca Amor para celebrar as festas juninas; saiba tudo!

Restaurantes