Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Nem só de italianos

Moocaires. Para quem quer um café, bar e restaurante portenho, a Argentina é logo ali.

Foto: Divulgação

Por indicação de um amigo, resolvi atravessar a cidade numa noite de sábado para conhecer uma casa na Mooca. Apesar de raramente frequentar a região, sempre tive simpatia pelo bairro. A distância, porém, se tornou um rotineiro desafio para que eu me locomovesse até lá.

Meu objetivo era conhecer o Moocaires, Como era um sábado à noite, liguei para tentar reservar uma mesa. Não era possível. Tudo bem, toca atravessar a cidade em direção à República Federativa da Mooca.

O Moocaires abriu suas portas em 2007 e acabou se tornando um verdadeiro reduto argentino, atraindo também os fãs da gastronomia portenha. Instalado em uma das principais ruas do bairro, é fácil encontrar o bar/restaurante/café, mesmo para quem não é habitué da vizinhança.

A colorida fachada chama a atenção. E o proprietário, o argentino Cristian Galarza, esbanja simpatia para atender aos clientes. Fotos e ilustrações de personalidades argentinas, como Perón, Evita e Maradona estão espalhadas pelas paredes. E até uma pintura do Caminito dá graça ao lugar.

A casa não é muito grande, e isso se torna um problema quando as mesas estão lotadas. Eu e alguns amigos, por exemplo, tivemos que esperar cerca de quarenta minutos por uma. Tudo bem. Se tivéssemos ido a um bar da Vila Madalena ou Vila Olímpia, a espera seria até maior. Mas, por isso mesmo, seria simpático se aceitassem reservas.

Assim que sentamos, escolhemos rapidamente algumas empanadas. A casa oferece tantas opções que fica difícil escolher. Ao todo são 19 salgadas, com valores entre R$ 3,20 e R$ 3,70, e 4 doces, todas por R$ 5,50. Elas chegam em diferentes formatos para que ninguém pegue a do vizinho por engano.

Conversa vai, conversa vem, e nada das empanadas chegarem à mesa. Perguntei à atendente se era normal a demora. Ela disse que as empanadas eram feitas na hora. Tudo bem serem feitas na hora. Mas será que vinham de barco do Rio da Prata? Pela espera, era o que parecia. Ao todo foram cerca de 50 minutos para que, finalmente, chegassem à mesa.

A espera, pelo menos, valeu a pena. A boa massa e os recheios saborosos me lembraram algumas das melhores empanadas que já comi em terras argentinas. É bom saber que conseguiram manter a qualidade da iguaria, sem adaptações ao paladar brasileiro. Algumas boas sugestões são as de Carne Picante (com cebola, pimentão, ovos e azeitonas), Carne Tucumana (alcatra picada, cebola, ovos e azeitonas), Peperoni (salame peperoni, mussarela
cebola) e Queso y Cebolla (queijo e cebola, obviamente).

Felizes pelas empanadas, resolvemos nos aventurar em outras opções do cardápio. Entre elas está o Lomito Especial, um sanduíche típico argentino que leva filet mignom, alface, tomate, presunto, queijo, ovos e maionese, sai por R$ 13,90 e, pelo tamanho, vale por uma boa refeição. Infelizmente, foi voto vencido e não pude experimentar. Mas fiquei tentado em voltar lá só para conferir essa delícia.

Optamos por dois pratos típicos, uma Milanesa (R$ 38,00) e um Bife de Chorizo (48,00). A
Milanesa chegou na medida certa, com a carne macia, no ponto e uma apetitosa casquinha crocante. Já o Bife de Chorizo não se mostrou tão feliz. Na realidade, com a proliferação de tantos bares oferecendo aquela famigerada picanha fatiada, para mim, dava na mesma. Se não decepcionou, também não surpreendeu.

Ao final, pintou certa desilusão. Eu esperava mais do lugar. Afinal, cruzei a cidade para descobrir o que o Moocaires tinha de bom. Sem dúvida, é uma ótima opção para quem mora na região e quer algo além das tradicionais pizzarias do bairro. Mas não vale o esforço para sair de um bairro distante. A menos que sua mulher esteja grávida e sedenta por uma porção de empanadas.

Leias as colunas anteriores de Marco Esteves:

Ares madrilenhos em São Paulo

Nem só de salar e vulcões

Repleta de atrações

Quem é o colunista: Marco Esteves, sempre o personagem de alguma crônica gourmet.

O que faz: É jornalista e redator publicitário.

Pecado gastronômico: quem nunca cometeu nenhum, que atire a primeira jaca.

Melhor lugar do Brasil: Depois que visitar todos, eu decido.

Fale com ele: [email protected]


Foto colunista: Alexandre Cappi / BrStock

Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

Bullguer vende sanduíche a R$10 nesta segunda-feira (22); saiba tudo!

Restaurantes

10 pratos imperdíveis com frutos do mar para provar em São Paulo

Restaurantes

Points gastronômicos em São Paulo com pratos especiais para o verão 2021

Restaurantes

Bob’s Galak com doce de leite Moça nas versões Big Cascão, Bob’s Max e Milk Shake entra no cardápio da rede por tempo limitado

Restaurantes

Com pernil fatiado, vinagrete e queijo prato, hamburgueria lança sanduíche em homenagem ao aniversário de São Paulo

Restaurantes

21 restaurantes para comemorar o Aniversário de São Paulo 2021

Restaurantes