Guia da Semana

Tequila

Ela é feita a partir do agave azul, passa por destilação e pode ficar até um ano e meio armazenada em barris de madeira.

Foto: Getty Images


Você já ouviu falar que a tequila é feita de cactos? Muita gente acredita nisso, mas, na verdade, esse destilado de origem mexicana é produzido a partir do agave azul, uma planta parecida com a babosa e com o abacaxi. Por ser uma planta venenosa, seu consumo não é indicado, mas o seu miolo, também chamado de coração ou piña, tem uma forte concentração de açúcar, o que possibilita a destilação para a produção da aguardente. 

Após a colheita, as piñas são cozidas em fornos a vapor, depois são trituradas em grandes moinhos para a extração dos amidos que, em seguida, são destilados duas vezes para produzir a tequila. A bebida é classificada de acordo com o tempo de descanso nos barris de carvalho.

Blanco: Esse tipo de tequila é engarrafada logo após a destilação, tem o sabor mais puro e é transparente como a água.

Jovem: É suavizada com aromatizantes e sabores como caramelo, por exemplo. É a mais usada para fazer as margaritas.

Reposado: É a tequila mais consumida no mundo. Costuma ficar dois meses em barris de madeira. Por isso tem uma coloração mais escurecida e um sabor um pouco mais suave que a blanco.

Anejo: Tem o sabor de madeira bem marcante, pois passa aproximadamente um ano no mesmo barril. É mais escura que todas as outras.

Reserva: Categoria especial de tequilas envelhecidas por mais de oito anos em barril.

Se você estiver iniciando suas degustações no mundo da tequila, a melhor indicação são as do tipo anejo ou reposado, por serem levemente mais suaves. Após encher o copo especial para tomar a bebida, o caballito, chega a hora do famoso ritual: coloque um pouco de sal em torno do copo ou na mão (entre o indicador e o polegar), coloque na boca, beba a dose de uma só vez e, em seguida, chupe uma rodela de limão. A explicação para o uso do sal e do limão em conjunto é que o sal abre as papilas gustativas e o limão as fecha, assim nós podemos saborear melhor o gosto da tequila. E um cuidado: se beber, não dirija!

Leia as colunas anteriores de Meire Caprio:

Pimentas

Drinques mexicanos

Para comer com as mãos

 

 

 

 

Quem é a colunista:Uma frase, meu lema: "Trabalhar no que se ama é se divertir".

O que faz: Chefio e crio os pratos mexicanos do Peppers Bar.

Pecado gastronômico: Comer taco, sempre exagero!

Melhor lugar do mundo: Minha cozinha, é ali que expresso minha criatividade.

O que está ouvindo no carro, iPod, mp3: Ouço MOBY, Björk, Massive Atack, muito inspirador.

Fale com ela: meirecaprio@gmail.com

Atualizado em 7 Ago 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Novidade: Restaurante Kyokuto, em Pinheiros, aposta em pratos típicos do Japão e Coreia

Rafael Dalla é quem assina o cardápio itinerante

4 restaurantes em São Paulo para comer bem e ainda ajudar refugiados

Conheça casas que oferecem comidas típicas dos lugares de onde seus proprietários vieram

Restaurante no Eataly lança novo cardápio com pizzas gourmet; confira!

Ovos mexidos, pera, quinoa e azeite trufado estão entre os ingredientes inusitados

Casquinha, sundae e milk-shake: Burger King lança linha de sobremesas com creme de avelã; confira!

Novidades já estão disponíveis em todas as lojas da rede por tempo indeterminado

Com pizzas de estilo napolitano e mais de 15 sabores de gelato, Forneria Pellegrini é nova opção gastronômica em SP

Casa no Baixo Pinheiros é opção para os amantes da culinária italiana

KFC lança sanduíche inédito no Brasil; confira!

Com hash brown na lista de ingredientes, o Dirty Louisiana já está disponível em todas as lojas da rede ;)