Guia da Semana
Arte
Por Redação Guia da Semana

O Caderno Da Morte

Espetáculo inspirado em mangá japonês discute a violência urbana.

Este evento terminou

O Caderno Da Morte

Data 24 Mar 2009-30 Abr 2009
Até 30 de abril de 2009.

Preço(s) R$ 5,00.

Horário(s) Terça a quinta, 21h.

Rua Vergueiro, 1000, 01504-000

Telefone (11) 3397-4002

O Caderno da Morte, montagem da Cia. Zero Zero de Teatro que re-estreia no Centro Cultural São Paulo, é inspirada no mangá Death Note, de Tsugumi Ohba, um dos dez mais vendidos nos Estados Unidos e no Japão.A história gira em torno do caderno do deus da Morte no Japão, um ser místico que pode adotar várias formas. Aquele cujo nome for escrito no caderno morrerá. Um estudante encontra o livro por acaso e decide usá-lo para criar um mundo melhor. O jovem se torna, então, um justiceiro, passando a liquidar criminosos do mundo todo.A onda de assassinatos desperta o interesse da polícia, que investiga o paradeiro do justiceiro com a ajuda de um jovem detetive de identidade secreta. A partir daí, o espetáculo se transforma em uma aventura policial, com requintes de humor, suspense e mistério.Foto: Divulgação / Alexandre Sales

Mapa do local

Explore ao redor

Centro Cultural São Paulo

Cinema

Gibiteca Henfil

Arte

Sala de Leitura Infanto-Juvenil - Centro Cultural São Paulo

Arte

Olaria Bar e Restaurante

Bares

Tênis Clube Paulista

Turismo

Novilho de Prata - Paraíso

Restaurantes

Notícias recomendadas

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro disponibiliza online seu acervo de pintura com mais de 400 itens

Arte

B3 cede obras de grandes nomes do movimento modernista ao MASP

Arte

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Arte

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Arte

Agora você pode visitar a exposição dos 20 anos de Harry Potter em uma plataforma online do Google; saiba mais!

Arte