Guia da Semana

Guia da Semana

Este evento terminou

Até o dia 7 de janeiro de 2022, o Museu da Energia de São Paulo, gerido pela Fundação Energia e Saneamento, recebe a exposição "O ato fotográfico acessível, subversivo e sua transversalidade cultural".

Com curadoria de João Kúlcsar e curadoria de acessibilidade e consultoria de Edgar Jacques, a exposição tem o objetivo de dar destaque a pessoas com deficiência, além de apresentar os recursos de acessibilidade que podem ser aplicados em diferentes atividades culturais.

O projeto, selecionado no PROAC 09/2020 (edital de apoio à produção de exposições inéditas de artes visuais de São Paulo), expõe retratos de PcD representando diferentes modalidades artísticas e culturais. As imagens foram feitas pelos fotógrafos Alex Gimenes e Renan Nakano com a missão de apresentar a fotografia e as artes como instrumentos de inclusão.

"O ato fotográfico acessível, subversivo e sua transversalidade cultural" conta com recursos de acessibilidade como mapa, sinalização e piso podotátil, vídeo-guia e texto de curadoria em LIBRAS, fotografias, objetos e esculturas táteis, audiodescrição e audiomediação, disponíveis em QRcodes e dispositivos para uso individual. A entrada de cão-guia é permitida e o uso de máscara, obrigatório.

Ao longo da exposição, serão realizadas ainda diversas atividades gratuitas e on-line para abordar temas como acessibilidade e inclusão. Entre os convidados e palestrantes, já estão confirmados o ator Edgar Jacques, o professor de teatro Arthur Baldin, a terapeuta ocupacional especialista em acessibilidade Desirée Nobre Salasar e membros do Coletivo Desvio Padrão, cujo objetivo é dar visibilidade a artistas com deficiência.

Mapa do local

Exposição 'O ato fotográfico acessível, subversivo e sua transversalidade cultural'

Data 01 Dez 2021-07 Jan
Mais informações: (11) 3224-1489/ (11) 99169-8531 (WhatsApp)

Horário(s) de quarta a sábado, das 11h às 17h, mediante agendamento

Endereço
Museu da Energia de São Paulo
Alameda Cleveland, 601, Campos Elíseos,