Guia da Semana
Shows
Por Mariana Zoboli do Carmo

4 lugares em SP para ouvir música brasileira independente

Algumas casas apoiam e concentram os novos nomes da música brasuca independente.

Prata da Casa, no Sesc Pompéia (Reprodução )

A nova música brasileira independente está dando o que falar dentro e fora do Brasil. Nomes como Tulipa Ruiz, Karina Buhr, Criolo, Emicida, Metá Metá, dentre muitos outros, nasceram desta nova safra de músicos e se tornaram a cara da música que o país produz atualmente.

+ Descubra quais músicos brasileiros estão fazendo sucesso no exterior
+ 5 bandas que se apresentam na noite paulistana e que você tem que conhecer
+ O disco de vinil voltou com tudo; descubra onde encontrá-lo em SP

Como o cenário é plural, diversificado e muitas vezes não é reconhecido pelo mercado fonográfico, estes novos musicistas e bandas se apresentam em diferentes casas por São Paulo, que apoiam este tipo de produção, facilicitando a vida dos músicos e presenteando nossos ouvidos. Confira quatro deles na capital paulista!

Espaço Cultural Puxadinho da Praça

O puxadinho fica na Vila Madalena e é uma das casas mais tradicionais quando o assunto é música independente, já que ele reúne uma extensa programação de produções autorais. O puxadinho existe há aproximadamente dois anos e já recebeu diversos nomes tanto consagrados, como anônimos, além de também abrigar exposições e festas, como a Catuaba que rola neste sábado, dia 20.

O Circuito Autoral Puxadinho, o CAP, é um projeto voltado completamente para a cena independente que rola em algumas sextas e sábados sempre às 19h. O Puxadinho também apoia a música instrumental levando todo mês duas bandas do gênero para agitar a casa, no esquema “pague o quanto puder”.

Além de tudo, durante as tardes eles abrem as portas para bandas que não tem onde ensaiar por um preço mais camarada e promove encontros entre músicos, cada um com seu instrumento, e o palco liberado para quem quiser.

A progaramação completa pode ser vista no site oficial da casa.

Da Leoni

O Café Com Leche recebe dois shows autorais, sempre às quintas-feiras, no Da Leoni. Nesta semana rola a última edição do ano do projeto, também no esquema “pague o quanto você acha que vale”. Pode ser de R$5 a R$100, tudo depende do seu coração. A casa abre às 20h.

Prata da Casa

O projeto do Sesc Pompéia é outro que abre espaço para novos artistas mostrarem seu trabalho. Com quinze anos de existência músicos dos mais variados estilos e de diversas regiões do país já subiram ao palco do Sesc Pompéia através do Prata da Casa, que já revelou para o grande público nomes como Céu, Vanguart, Apanhador Só e Cícero.

Vivemos uma fase de excelência que não é reconhecida pelo mercado. Talvez uma das funções do Prata da Casa, em meio a esse momento grandioso, seja mostrar isso para o público”, disse Marcelo Costa, curador do projeto, à Revista Cult.

As apresentações rolam sempre às terças-feiras, na Chopperia do Sesc Pompéia, e são totalmente gratuitas.

Espaço Parlapatões

O Espaço dos Parlapatões, na Praça Roosevelt, não tem apenas teatro. A casa também abriga, às terças-feiras, um projeto de música autoral, chamado Vitrine Parlapatões, que abre espaço para novos artistas.


Por Mariana Zoboli do Carmo

Atualizado em 17 Dez 2014.

Mais notícias

Agenda: lives imperdíveis em maio de 2021

Shows

Agenda: lives imperdíveis de abril de 2021

Shows

Agenda: lives imperdíveis em março de 2021

Shows

Lives de Carnaval: confira a agenda completa dos shows virtuais

Shows

Agenda: lives imperdíveis de fevereiro de 2021

Shows

Shows nacionais em São Paulo em 2021

Shows