Guia da Semana
Shows
Por Juliane Romanini

8 discos nacionais lançados em 2015 que você precisa escutar antes do ano acabar

Conheça os últimos trabalhos de sucesso no cenário musical nacional.

Aldo, The Band (Reprodução)

O ano de 2015 foi um acerto grande para diversos artistas do cenário musical nacional. Ao longo de 12 meses, entre todos os álbuns que foram lançados, alguns merecem destaque maior por sua coerência, arranjo e originalidade. 

+ 10 covers para colocar na sua playlist 
+ Conheça 8 curiosidades sobre Gotham 
Os 10 melhores casais gays dos seriados 
 

Não podemos dizer que foi fácil, mas confira os trabalhos musicais que mais brilharam durante este ano:

"Troco Likes": Tiago Iorc 

O músico brasileiro trouxe um trabalho surpreendentemente novo para os fãs no mês de julho. Deixando de lado seu repertório inglês, Tiago Iorc compôs um álbum voltado para o português e para a atual situação da sociedade: online.

Com músicas que exploram a falta de atenção no aqui e agora e uma supervalorização das redes sociais, as letras transpõe os sentimentos vividos pelo músico e sua percepção da realidade. Entre as mais amadas pelo público, "Alexandria", "Coisa Linda" e "Amei Te Ver" estão no topo, a última ganhou clipe recentemente. 

Dê o play:  

"Giant Flea": Aldo, The Band  

Sintetizadores, guitarras e baixo tomam conta do novo álbum da banda paulistana, Aldo, The Band. O novo trabalho do grupo foi construído a partir de um clima mais festivo e divertido, impossível dar play e não querer se jogar na dança.

As onze faixas seguem um conceito claro e único: despertar o lado agitado das pessoas. Com músicas como "Sunday Dust", "2nd Hand Chest" e "Liquid Metal", a banda consegue mostrar sua originalidade nos timbres e arranjos escolhidos. Não podemos deixar de notar a coerência que há neste novo trabalho. Certamente um belo disco para entrar no repeat.

Dê o play:

 

"Júpiter": Silva 

Os simpáticos versos de Silva retornam com tudo neste seu novo trabalho que explora muito mais o lado pop da música brasileira. Carregado de refrões melódicos e letras que conversam com o público do cantor, pode se notar um forte contraste com trabalhos passados que ousaram mais o lado instrumentista do artista.

Mas ainda assim, músicas como "Deixa eu te Falar" e "Sufoco" mostram a facilidade que Silva tem em dialogar com leveza e simplicidade. Fica aí uma dica pra quem procura álbuns fresquinhos e antenados. 

Dê o play: 

"Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa...": Emicida

 

Emicida já mostrou que sabe muito bem transcrever seus sentimentos e recordações para uma folha de papel. Com letras que envolvem suas origens nos mais diferentes aspectos, Leandro Roque de Oliveira abusa da cultura popular para falar mais diretamente com o público.

"Boa Esperança" e "Mandume" são faixas que exploram ainda mais o toque íntimo do disco. Por fim, o álbum retrata visivelmente a luta do rapper em relação a certos pontos da sociedade, entre eles o preconceito racial e a desigualdade social. 

Dê o play: 

"Bang": Anitta 

O novo álbum da Anitta trouxe uma nova versão da cantora, mesmo tendo feito mais sucesso entre o público do que em relação a crítica, "Bang" mostrou ser o trabalho mais bem estruturado da cantora pop. 

Não deixando de lado seu estilo descolado e convidativo para músicas chicletes, o álbum peca em algumas faixas, mas por outro lado acerta em cheio, como, por exemplo, no hit "Bang" e "Deixa Ele Sofrer". 

Com participações especiais, entre elas do grupo Cone Crew, Anitta mostra que sabe aproveitar o momento para investir fundo em sua consolidação na indústria pop brasileira. 

Dê o play: 

"Éter": Scalene 

A banda vem se mostrando cada vez mais forte no cenário underground brasileiro. Após participar do programa Superstar e ficar entre os finalistas, o grupo cresceu (e muito).

Em seu novo álbum "Éter", as faixas migram de belas pancadas instrumentais, clássicas do rock, para belas inspirações dos anos 90 e a era grunge. "Histeria" e "Fogo" conseguem até mesmo indicar que algumas inspirações da banda vão de Deftones até Fresno e Muse

Dê o play:

"Saca la Muerte de tu Vida": Esteban  

Após sua saída da banda Fresno, Rodrigo Tavares, mais conhecido como Esteban, volta aos holofotes com seu 2º disco solo. Guitarras e letras melancólicas já são velhos conhecidos do músico e aparecem com frequência em seu novo trabalho.

Carregado de sentimentos e reflexões sobre a vida cotidiana e amorosa, Esteban não mostra nada muito novo, e sim o esperado pelo público. Mas chega a ser impossível não tecer elogios sobre a intimidade que o álbum traz a todos aqueles que o escutam.   

Dê o play:

 

"Norte": NX Zero

Neste seu sexto trabalho de estúdio, a banda se reinventa totalmente trazendo um álbum mais maduro e menos melancólico. Com faixas que respiram a nova personalidade mais independente do grupo, é notável todo o cuidado que tiveram com o álbum.

Há quem não aprove, mas deixando de lado as características passadas do NX Zero, uma mente aberta e sem pré-conceitos facilmente admiraria o esforço da banda em trazer originalidade para o trabalho.

Dê o play:


Por Juliane Romanini

Atualizado em 4 Dez 2015.

Mais notícias

Shows em comemoração ao Dia dos Namorados 2019 em São Paulo

Shows

Confira a programação de shows nos CEUs durante a Virada Cultural 2019

Shows

Shows imperdíveis da Virada Cultural 2019

Shows

Maroon 5 confirma show no Villa Mix Festival São Paulo em julho deste ano; saiba mais!

Shows

Mais de 10 shows imperdíveis em São Paulo em maio de 2019

Shows

Rock in Rio 2019: venda dos ingressos para público geral começa nesta quinta-feira, 11 de abril; saiba mais!

Shows