Guia da Semana
Shows
Por Redação Guia da Semana

A história do metal

Batidas fortes na bateria e riffs longos e rasgados de guitarra: está formado o heavy metal, que nasceu do rock, e que hoje é um gênero próprio.

O Metallica é uma das bandas mais lembradas quando o assunto é metal (Divulgação)

O metal é isso mesmo: uma entrega ao rock mais pesado, alto, denso. Tanto plateia quanto público se jogam, cantam a plenos pulmões, se mexem tanto que quem está de fora não sabe o que está passando. Tal como uma sessão de relaxamento, quem sai de uma apresentação tão vigorosa fica calmo, tranquilo e extasiado. Esse é o metal. E tem uma razão para ele existir.

Esse rock mais pesado surgiu do rock psicodélico, que era uma verdadeira viagem: ia de fantasias a alucinações. Junte a isso uma guitarra, baixo e bateria mais fortes e vibrantes - sem contar os vocais mais gritados -, e estava formado o gênero. O pai do metal é Ozzy Osbourne com a sua Black Sabbath que, em 1969, incorporava o clima mais sombrio que o caracteriza. 

E parece que a galera gostou desse som mais pesado. Era mesmo como uma sessão de desestresse: aquela turma toda gritando e se acabando com Paranoid, Iron Man e War Pigs era quase uma sessão de terapia coletiva. Nessa levada, apareceu outra mega referência no estilo: Deep Purple arrebentou com a entoadíssima Smoke on the Water e Hush.

Os anos se passaram e a pegada foi ficando cada vez mais heavy. Lemmy Kilmister e o seu Mötorhead chegaram detonando nos vocais e aceleraram o ritmo da música. Seguindo a linha de som mais pesado, Steve Harris com o Iron Maiden faziam - e ainda fazem - muito barulho. Mas, diferentemente do mundo mais sombrio, eles pegam mais do lado de contar histórias mesmo.

A guitarra rasgada é a marca registrada do metal, e nos idos de 1970, uma banda que mostrava toda a sua potência era o AC/DC, que está na ativa até hoje. High Voltage foi a música de estreia, e só pelo nome já mostrava a que veio. Os anos seguintes mostraram que, se o rock havia ficado mais pesado, por que não caprichar nas letras, deixar o som ainda mais alto e a voz, mais rouca? Pois foi o que fizeram várias bandas, que criaram, por sua vez, estilos mais agressivos. Mötley Crüe inaugurou o que ficou conhecido como glam metal. Outro ícone dessa época foram os mascarados do Kiss e o hino Rock and Roll All Nite marca gerações até hoje.

Tal como o rock, o metal foi mudando com os anos. Já passou de letras satânicas underground a batidas eletrônicas de DJs renomados. Mesmo com todas essas variações, a pegada do metal continua a mesma: ela só se adapta para agradar a cada vez mais admiradores.

 


Atualizado em 2 Dez 2011.

Mais notícias

Sandy e Junior: 21 músicas que queremos ouvir na turnê "Nossa História"

Shows

Sandy e Junior confirmam turnê comemorativa de 30 anos; primeiro show é em Recife, dia 12 de julho

Shows

10 atrações brasileiras que você não vai querer perder no Lollapalooza 2019

Shows

7 atrações do Lollapalooza 2019 que vêm ao Brasil pela primeira vez

Shows

9 shows imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Shows

Trocas do Rock in Rio Card começam nesta quarta-feira (6); saiba mais!

Shows