Guia da Semana
Shows
Por Leonardo Paladino

As últimas palavras dos ídolos da música

Saiba o que Bob Marley, George Harrison, Ian Curtis, Jimi Hendrix e outros artistas disseram antes de partir.

Últimas palavras dos ídolos da música (Divulgação)

Morrer é sempre ruim, ainda mais quando você é um artista famoso. Porém, muitos músicos quando morrem ou resolvem se matar deixam pensamentos que vão além de suas músicas e registros.

+ Os 10 melhores discos nacionais de 2013
+ Os melhores discos gringos de 2013
+ Os looks mais extravagantes de 2013

Sabendo dessa capacidade filosófica de algumas lendas da música mundial, o ObaOba resolveu listar as últimas palavras de alguns desses ídolos, como Bob Marley, Jimi Hendrix, George Harrison, Kurt Cobain, Ian Curtis, entre outros. Saca só:

Sid Vicious

Em um bilhete deixado no bolso de sua jaqueta, Sid escreveu: "Nós tínhamos um pacto de morte. Eu tenho que fazer a minha parte. Por favor, me enterre ao lado da minha garota. Quero ser enterrado vestindo jaqueta de couro, calças jeans e botas de motociclista. Adeus".

Kurt Cobain

Em sua carta de despedida, Kurt disse: "Eu não tenho mais a paixão, então lembrem, é melhor queimar de uma vez do que desaparecer ao poucos. Paz, amor, empatia".

Bob Marley

No seu leito de morte aos 36 anos, Bob disse a seu filho Ziggy: "O dinheiro não pode comprar a vida".

Dimebag Darrell

"Van Halen", os irmão Abbott tinham um código e antes de entrarem no palco diziam o nome da banda. Minutos depois, Dime foi cruelmente assassinado no palco durante o show.

Jimi Hendrix

"A história da vida é mais rápida que um piscar de olhos. A história do amor é OI e TCHAU, até nos encontrarmos de novo". Esse foi o último poema escrito por Jimi.

Ian Curtis

Em carta para sua esposa Debbie, Ian escreveu: "Não posso viver sem ti, porem estando contigo, asseguro-me peremptoriamente de que não te amo, para depois regressado à solidão do quarto masculino, rachar a parede com o clamar brutal do teu nome. É insustentável limitar o meu amor aos contornos do teu corpo e como alienação é impossível (quando ao telefone retive o desejo que sejas tu), decidi suicidar-me. Perdoa-me sou um irrecuperável malabarista da melancolia, nem a sonhar construo finais felizes."

George Harrison

Antes de morrer por causa do câncer, George disse para sua esposa: "Amem uns aos outros".


Por Leonardo Paladino

Atualizado em 13 Fev 2014.

Mais notícias

Lives de Carnaval: confira a agenda completa dos shows virtuais

Shows

Agenda: lives imperdíveis de fevereiro de 2021

Shows

Shows nacionais em São Paulo em 2021

Shows

Shows internacionais em São Paulo em 2021

Shows

Confira a agenda de lives imperdíveis em dezembro de 2020

Shows

Shows imperdíveis em São Paulo em dezembro de 2020

Shows