Guia da Semana
Shows
Por Leonardo Paladino

As últimas palavras dos ídolos da música

Saiba o que Bob Marley, George Harrison, Ian Curtis, Jimi Hendrix e outros artistas disseram antes de partir.

Últimas palavras dos ídolos da música (Divulgação)

Morrer é sempre ruim, ainda mais quando você é um artista famoso. Porém, muitos músicos quando morrem ou resolvem se matar deixam pensamentos que vão além de suas músicas e registros.

+ Os 10 melhores discos nacionais de 2013
+ Os melhores discos gringos de 2013
+ Os looks mais extravagantes de 2013

Sabendo dessa capacidade filosófica de algumas lendas da música mundial, o ObaOba resolveu listar as últimas palavras de alguns desses ídolos, como Bob Marley, Jimi Hendrix, George Harrison, Kurt Cobain, Ian Curtis, entre outros. Saca só:

Sid Vicious

Em um bilhete deixado no bolso de sua jaqueta, Sid escreveu: "Nós tínhamos um pacto de morte. Eu tenho que fazer a minha parte. Por favor, me enterre ao lado da minha garota. Quero ser enterrado vestindo jaqueta de couro, calças jeans e botas de motociclista. Adeus".

Kurt Cobain

Em sua carta de despedida, Kurt disse: "Eu não tenho mais a paixão, então lembrem, é melhor queimar de uma vez do que desaparecer ao poucos. Paz, amor, empatia".

Bob Marley

No seu leito de morte aos 36 anos, Bob disse a seu filho Ziggy: "O dinheiro não pode comprar a vida".

Dimebag Darrell

"Van Halen", os irmão Abbott tinham um código e antes de entrarem no palco diziam o nome da banda. Minutos depois, Dime foi cruelmente assassinado no palco durante o show.

Jimi Hendrix

"A história da vida é mais rápida que um piscar de olhos. A história do amor é OI e TCHAU, até nos encontrarmos de novo". Esse foi o último poema escrito por Jimi.

Ian Curtis

Em carta para sua esposa Debbie, Ian escreveu: "Não posso viver sem ti, porem estando contigo, asseguro-me peremptoriamente de que não te amo, para depois regressado à solidão do quarto masculino, rachar a parede com o clamar brutal do teu nome. É insustentável limitar o meu amor aos contornos do teu corpo e como alienação é impossível (quando ao telefone retive o desejo que sejas tu), decidi suicidar-me. Perdoa-me sou um irrecuperável malabarista da melancolia, nem a sonhar construo finais felizes."

George Harrison

Antes de morrer por causa do câncer, George disse para sua esposa: "Amem uns aos outros".


Por Leonardo Paladino

Atualizado em 13 Fev 2014.

Mais notícias

10 festivais de música no Brasil que você precisa ir uma vez na vida

Shows

11 shows imperdíveis em São Paulo em junho de 2019

Shows

Confira as melhores músicas de 2019... até agora!

Shows

Confira as atrações internacionais do Rock in Rio 2019 que também farão shows em São Paulo

Shows

Confira os melhores clipes de 2019... até agora

Shows

Shows em comemoração ao Dia dos Namorados 2019 em São Paulo

Shows