Guia da Semana
Shows
Por Redação Guia da Semana

Conheça os DJs da cena underground de São Paulo

Descubra alguns nomes que fazem a diferença no cenário underground da cidade.

Paulo Tessuto arrasa nos looks (I HATE FLASH )

A cena underground de São Paulo é muito diversificada e tem ficado melhor a cada ano. Coletivos, festas e DJs tem se proliferado na capital paulista trazendo uma grande diversidade de sons e estilos para festas que rolam de graça (ou quase) pelas ruas, becos, vielas, ocupações e prédios do centro velho da cidade.

As festas são coloridas, cheias de vida e bastante diferentes do que se está acostumado a ver por ai, mas é com certeza a música que se sobressai. Conheça alguns dos DJs que costumam dar o tom da cena underground de São Paulo.

+ Músicas para ouvir durante o sexo
+ 5 bandas que se apresentam na noite paulistana e que você tem que conhecer
+ Baladas que rolam em casas, apartamentos e terraços em SP

CARLOS CAPSLOCK

Carlos Capslock é um heterônimo nerd do DJ Paulo Tessuto. Ele se apresenta normalmente nas festas do coletivo Voodoohop, na Casa das Caldeiras, D-Edge, Nossa Casa Confraria de Ideias, dentre outras.

Além de ser uma figura muito interessante e frequentemente aparecer pintado e fantasiado nas festas, ele faz muito sucesso e normalmente atrai muita gente para as pistas.

Pita Uchoa

Ele é todo Brasil. As festas do coletivo Calefação Tropicaos, criado por ele, reúnem o melhor da música brasileira em ambientes para lá de tropicais.

Normalmente, as festas acontecem na Casa das Caldeiras, Nossa Casa Confraria de Ideias, Boteco Prato do Dia, Centro Cultural Rio Verde, Mundo Pensante e nas ruas do centro para quem quiser chegar. Uchoa também se apresenta com o coletivo Voodoohop.

URUBU Marinka

Essa baiana já fez muito paulistano dançar. Marina Sarno, além de DJ, é artista multimídia e integra a Voodoohop.

Atualmente ela está em turnê com o coletivo e já passou por lugares como Turquia e Alemanha. Os sets dela costumam mesclar música regional, folclórica e eletrônica.

Thomash Haferlach

Ele não é brasileiro, mas já adotou o país, a cidade e seus habitantes. O DJ anglo-alemão se fixou no Brasil e por aqui fundou o coletivo Voodoohop no extinto Bar do Netão, na Rua Augusta.

As festa é uma das mais diversificadas da capital paulista e já foi considerada a melhor da cidade. Os sets dele costumam passar por diversos estilos diferentes.

Walter Abud

Walter Abud lançou recentemente um EP pela Beatwise Recordings, que pode ser baixado gratuitamente no site oficial da gravadora. Ele é especialista em jazz, mas também passa por outros estilos.

Abud costuma se apresentar nas festas da Calefação Tropicaos, no Boteco Prato do Dia, Skol Beats Factory e, como todos desta lista, também toca na Voodoohop.


Atualizado em 28 Ago 2014.

Mais notícias

Agenda: lives imperdíveis em julho de 2021

Shows

Agenda: lives imperdíveis em junho de 2021

Shows

Confira as lives imperdíveis deste sábado (22) e domingo (23)

Shows

Agenda: lives imperdíveis em maio de 2021

Shows

Agenda: lives imperdíveis de abril de 2021

Shows

Agenda: lives imperdíveis em março de 2021

Shows