Guia da Semana
Shows
Por Redação Guia da Semana

Eddie

Confira a história da banda de Olinda, que sabe misturar muito bem o frevo ao rock and roll.



Surgida em 1989, em Olinda, a banda Eddie é uma junção de ritmos, que vao desde o tradicional frevo até o indie rock do Pixies, passando pelo punk rock do Dead Kennedys e Ramones. Conterrâneo de Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S.A., o grupo viveu intensamente o movimento manguebeat, em meados dos anos 90.

 

Apesar dos anos de estrada, a Eddie só gravou o primeiro disco em 1998. Sonic Mambo foi lançado pela gravadora norte-americana Roadrunner, propondo à banda algo mais vendável. Resultado: o álbum não alcançou a marca esperada pelos produtores, que abandonaram os brasileiros. Segundo o vocalista Fábio Trummer, em entrevista ao blogspot Quintal Cultural, em agosto de 2007: Foi uma tremenda fuleiragem. Não estouramos e ficamos presos à gravadora. O projeto do disco envolvia US$ 100 mil. Mas só fomos beneficiados com a gravação. Não recebemos nenhuma grana e ainda tivemos que comprar 800 discos. Mesmo assim, o CD trouxe pérolas, como as canções Pedra, Ontem Eu Sambei, Videogame Songs e Buraco de Bala. Também contou com a participação da cantora Karina Buhr na formação.

 

Com uma proposta diferente e maior liberdade de composição, o segundo trabalho do grupo, Original Olinda Style, chegou ao mercado fonográfico em 2002, de forma independente. Com pitadas de dub, frevo, reggae e rock, o álbum agradou e contou com os hits Urubu, Gabiru, Cachorro e Gente, Futebol e Mulher e Eu Sou Eddie. Nessa época, passaram a se apresentar no circuito Europeu e por todo o Brasil. Em 2006, veio o terceiro disco, Metropolitano. Nesse projeto, houve a grata surpresa do renomado compositor recifense Erasto Vasconcelos, na faixa Maranguape. Além da colaboração do coletivo Bonsucesso Samba Clube.

 

Em Carnaval no Inferno, CD de 2008, a banda Eddie justifica completamente por que é um dos grupos mais reverenciados do manguebeat ao mostrar uma particularidade que nenhuma outra conterrânea consegue. Uma verdadeira festa olindense, o disco passeia por músicas contagiantes, como O Baile Betinha e Metrodux, além da faixa-título. Atualmente, o conjunto é composto por Fábio Trummer (guitarra e voz), Urêa (percussão e voz), Andret (trompetes, teclados e samplers), Kiko (bateria) e Rob (baixo), contando sempre com a parceria especial de Erasto Vasconcelos, que, segundo a banda é o "verdadeiro farol de Olinda".

 

Foto: Divulgação / Clara Gouvea

Myspace oficial: http://www.myspace.com/bandaeddie


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Sandy e Junior no Brasil em 2019

Shows

Sandy e Junior: 21 músicas que queremos ouvir na turnê "Nossa História"

Shows

Sandy e Junior confirmam turnê comemorativa de 30 anos; primeiro show é em Recife, dia 12 de julho

Shows

10 atrações brasileiras que você não vai querer perder no Lollapalooza 2019

Shows

7 atrações do Lollapalooza 2019 que vêm ao Brasil pela primeira vez

Shows

9 shows imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Shows