Guia da Semana
Shows
Por Edson Castro

Foo Fighters no Lollapalooza

Dave Grohl, e sua banda, fazem show de duas horas e meia e encerram o primeiro dia de Lollapalooza com catarse do público.

O Foo Fighters reuniu mais de 70 mil pessoas no Lollapalooza (Facebook Oficial)

Não é surpresa nenhuma que os ingressos do primeiro de Lollapalooza se esgotaram rapidamente. Das 50 atrações musicais, nenhuma criou uma comoção nos fãs como o Foo Fighters. No início do show, mais de 70 mil pessoas se espremiam na frente do Palco Cidade Jardim para ver apresentação de uma das (senão a) maiores bandas de rock em atividade.

A última vez que a banda de Dave Grohl esteve no Brasil foi em 2001, para a terceira edição do Rock in Rio. Dez anos depois da apresentação que contagiou o público carioca, o grupo subiu ao palco de São Paulo como uma banda com sete álbuns, dezenas de hits e um vocalista que de ex-baterista do Nirvana virou um deus do rock. Ou o diabo.

Após começar o show com "All my life" Dave encara o público enquanto masca um chiclete. Corre de um lado para o outro, usa a guitarra para conversar com os fãs e até mesmo assume a bateria e manda o parceiro de banda Taylor Hawkins para os vocais em ''Cold Day In The Sun". Tudo correu como o previsto, mas em "Long road to ruin" a voz do cantor falha e quase some, pondo a prova a sua divindade.


Foo Fighter leva a galera ao delírio no primeiro dia de Lollapalooza Brasil

Recentemente, Grohl anunciou que possui um cisto na garganta, o que o fez cancelar uma turnê na Ásia. Sua voz já tinha falhado nos shows que fez Chile e na Argentina antes de vir para cá. Parecia que o tão esperado show iria por água abaixo. Só parecia.

O vocalista não poupou gritos e esforços como na agitada "Monkey Wrench" ou na emocionante "Best of you", um dos momentos altos da noite. Tudo isso, embalado pela multidão de 70 mil pessoas que não deixou de cantar junto em nenhum momento.

Nas impressionantes duas horas e meia de show, houve espaço para hits do Foo Fighters como "Learn to fly" e "This is a call", e para homenagens a grande bandas com os covers de "In the Flesh", do Pink Floyd, e "Custard Pie", do Led Zeppelin. Na hora do bis, o cantor chamou Joan Jett e juntos cantaram "Bad Reputation" e "I Love Rock'n Roll".

"Não vamos demorar mais 17 anos para voltar para cá", disse o cantor antes de tocar a última música da noite "Everlong", que encerrou de forma apoteótica o primeiro dia de Lollapaloza. É bom que não demore mesmo. Uma multidão de devotos do Foo Fighters espera ansiosamente pelo próximo show.


Por Edson Castro

Atualizado em 10 Out 2012.

Mais notícias

Sandy e Junior no Brasil em 2019

Shows

Sidney Magal faz show no Quintal do Espeto Tatuapé no dia 11 de abril; saiba mais!

Shows

Sandy e Junior: 21 músicas que queremos ouvir na turnê "Nossa História"

Shows

Sandy e Junior confirmam turnê comemorativa de 30 anos; primeiro show é em Recife, dia 12 de julho

Shows

10 atrações brasileiras que você não vai querer perder no Lollapalooza 2019

Shows

7 atrações do Lollapalooza 2019 que vêm ao Brasil pela primeira vez

Shows