Guia da Semana
Shows
Por Guilherme Maciel

O show de Joe Cocker em São Paulo

Cantor inglês mostrou que, apesar de não ter o mesmo vigor, ainda tem a alma de Woodstock.

Joe Cocker e sua banda de apoio (Stephan Solon / Via Funchal)

Se um lunático desavisado chegasse ao Via Funchal, em São Paulo, na noite desta quinta-feira, veria um senhor de 68 anos circundado por uma multidão e se apegaria a somente duas coisas: as mãos, que faziam movimentos frenéticos e retos, e a uma voz incrível, que preenchia o lugar todo com seu grave ultra característico.

>> Veja mais fotos do show!

Mas como a multidão não era de lunáticos, todos estavam lá com um único propósito: ver, ouvir e presenciar Joe Cocker. E sim, ele representou em um belo show, cantando vários clássicos e fazendo o público delirar em quase duas horas de uma apresentação nostálgica e energética.

>> Confira os shows internacionais de 2012
>> Air Supply faz show em São Paulo
>> Veja os shows que acontecem nesta semana
>> Nova turnê do Paul McCartney pelo Brasil
>> Gipsy Kings comanda show dançante em São Paulo

Cocker não tem mais o vigor dos seus tempos áureos, é verdade, mas não tem como negar  que sua voz permanece irretocável e sua afinação continua no ponto. E os clássicos de sua autoria (“You Can Leave Your Hat On”, “You Are So Beautiful”, entre outros), junto com os covers que ele cantou (“Come Together” e “With a Little Help from my Friends” dos Beatles, “Unchain My Heart”, de Ray Charles), mostraram um Joe Cocker em toda sua experiência: timbres bem levados, swingados e estudados, ainda que nem sempre constantes.

Joe tem lá suas manias, vale dizer, toda vez que terminava de cantar um hit, emendava uns três pulinhos (que funcionavam como uma espécie de "Woooow", do Jô Soares, ou o "Em cima", do Jorge Ben Jor, e encerravam a música) e fazia os movimentos com a mão que lembraram sua apresentação histórica de Woodstock.

O público, vale dizer, estava bem eclético, composto por jovens acompanhando os pais, jovens sozinhos, em turma, pessoas da geração de Joe Cocker dos mais variados tipos (tinha até gente falando que viu Joe em Woodstock, vai saber???). O que importa é que, em alguns momentos, a magia daquele longínquo ano de 1969 esteve pairando no ar paulistano do Via Funchal e foi isso que as pessoas foram lá para ver. E, se algum lunático tivesse pousado lá por engano, teria escutado todo aquele vozeiração e teria a mesma sensação do público: "Obrigado por mais essa apresentação, Joe!"


Por Guilherme Maciel

Atualizado em 10 Abr 2012.

Mais notícias

Sandy e Junior no Brasil em 2019

Shows

Sidney Magal faz show no Quintal do Espeto Tatuapé no dia 11 de abril; saiba mais!

Shows

Sandy e Junior: 21 músicas que queremos ouvir na turnê "Nossa História"

Shows

Sandy e Junior confirmam turnê comemorativa de 30 anos; primeiro show é em Recife, dia 12 de julho

Shows

10 atrações brasileiras que você não vai querer perder no Lollapalooza 2019

Shows

7 atrações do Lollapalooza 2019 que vêm ao Brasil pela primeira vez

Shows