Guia da Semana
Shows
Por Redação Guia da Semana

20 shows imperdíveis do Lollapalooza 2017

Confira quais atrações da próxima edição do Lollapalooza você não pode deixar de conferir.

O cantor The Weeknd e a banda Metallica são algumas das atrações mais esperadas no festival (Foto: Reprodução)

Marcado para este fim de semana, 25 e 26 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o Lollapalooza Brasil 2017 vai trazer, mais uma vez, bandas e artistas muito aguardados pelo público. Metallica, The Weeknd e The Strokes são algumas das atrações que se apresentam no festival. 

E com tantas atrações espalhadas por três palcos e uma tenda eletrônica, sempre rola aquela dúvida do que ver. E é por isso que criamos um guia do que rola de mais imperdível na 6ª edição do festival, confira!

SÁBADO - 25 DE MARÇO

Metallica (9:00-11:00 - PALCO SKOL)

Apesar das muitas passagens do Metallica pelo Brasil, sendo a última em 2014, a confirmação do show da banda de heavy metal no festival foi um tanto quanto inusitada. Vai valer a pena conferir por ser um espaço democrático, com fãs de diversos estilos - e quem sabe uma apresentação com surpresas - e também porque um show do Metallica é sempre imperdível com seus grandes hits de décadas de carreira. Ah, e é claro, vai ser a oportunidade de ouvir as músicas do novo álbum da banda, Hardwired...To Self-Destruct.

The XX (7:40-8:55 - PALCO ONIX)

Marcados por um som superminimalista, a banda The XX ficou ainda mais conhecida no Brasil depois de virar trilha de abertura da minissérie Amores Roubados, da Rede Globo. O show do trio londrino vai certamente trazer à tona muitos sentimentos ao público do Lolla: serenidade, melancolia e também doçura, que é o que o som do The XX provoca na gente. Se o show for num fim de tarde será ainda mais perfeito!

The Chainsmokers (9:45-11:00 - PALCO AXE)

Quem é que não curtiu hits como CloserDon't Let Me Down em 2016? A dupla norte-americana vai fazer um show que promete todos os grandes hits que não saíram da nossa cabeça nos últimos meses. O som deles tem influências de indie, progressivo e pop. Suas músicas originais alcançaram o topo das paradas musicais ao redor do mundo. Além disso, seu primeiro grande lançamento, #SELFIE, e o vídeo oficial dominaram o mundo batendo a primeira posição na Billboard Dance, vendendo mais de 10 milhões de cópias.

Rancid (6:35-7:35 - PALCO SKOL)

Na ativa desde os anos 90 com seu discurso social que imediatamente incendiou a comunidade punk recém-ressuscitada, é difícil pensar que, com tanto tempo de carreira e oito álbuns lançados, o Rancid nunca passou pelo Brasil. Quem é fã da banda sempre sonhou em ouvir o clássico hino punk Time Bomb ao vivo, e o Lollapalooza será a grande oportunidade para isso.

The 1975 (5:30-6:30 - PALCO ONIX)

A banda inglesa teve o disco o álbum I Like It When You Sleep, for You Are So Beautiful Yet So Unaware of It, lançado em 2016, apontado por vários rankings como um dos melhores do ano. Com shows marcados por um fervor revigorante, o 1975 com certeza fará um dos shows mais lotados desta edição do Lolla, com músicas dançantes e perfeitas para um festival como esse.

G-Eazy (9:30-10:30 - PERRY'S)

Quem curte a mescla de rap com música eletrônica também será representado nessa edição do Lollapalooza com show do rapper G-Eazy. O show será uma boa oportunidade para conhecer mais sobre seu trabalho e conferir sua performance ao vivo. O hit Me, Myself & I não sai das rádios e certamente não faltará no line-up do artista no palco do Lolla.

Tove Lo (8:15-9:15 - PALCO AXE)

Com suas letras recheadas de desilusões amorosas e ritmo contagiante, Tove Lo certamente foi um dos nomes mais pedidos pelos fãs nesta edição do festival. A última edição teve shows marcados pela presença feminina, agora é a vez de nomes como Tove Lo arrasarem no palco do Lolla. Veremos! 

Criolo (6:45-7:45 - PALCO AXE)

Junto a G-Eazy, Criolo também vai representar o rap no festival. O artista tem um dos nomes mais respeitados hoje em dia no cenário da música brasileira, e vai trazer ao Lolla suas canções contundentes e letras bem construídas. Para quem ainda não o viu ao vivo, será uma boa oportunidade.

Marshmello (8:00-9:00 - PERRY'S)

Com o visual que faz jus ao nome artístico, vestido com um capacete branco, dois olhinhos e um sorriso amigável, Marshmello é um fenômeno da música eletrônica, mesmo com a identidade secreta. Para a galera fã de música eletrônica e curiosa por conhecer coisas novas, vale visitar o show.

Jaloo (12:45-1:30 - PALCO AXE)

Basta se informar um pouco sobre o cenário da música nacional atual para saber que Jaloo foi um dos nomes mais falados nos últimos tempos. O jovem cantor trouxe uma nova cara para a música nacional, com uma música totalmente autoral, única, com misturas psicodélicas e um visual que deixa qualquer um curioso. Esse certamente é um show imperdível para quem ama belas performances.

DOMINGO - 26 DE MARÇO

The Strokes (8:30-10:00 - PALCO SKOL)

Há muita polêmica em volta da performance ao vivo de The Strokes, muitos dizem não gostar do que veem. Mesmo assim, a banda carrega um enorme peso e é um dos headliners do festival, o que fará muitos caminharem até o Autódromo no domingo principalmente para vê-los. Julian Casablancas esteve no Lollapalooza em 2014 com um projeto paralelo, Já a última passagem dos Strokes no Brasil foi em 2011. Uma boa hora para matar as saudades e ouvir grandes hits ao vivo!

The Weeknd (6:55-8:25 - PALCO ONIX)

Dono de um dos melhores álbuns de 2016, de músicas sempre bem colocadas nas paradas e uma fama gigantesca, The Weeknd é dono de uma das apresentações mais esperadas do festival. Com uma das voz mais incríveis entre o que surgiu de novo na música, com certeza seu show é daqueles para parar e apreciar.

Martin Garrix (8:45-10:00 - PERRY'S)

De um tempo para cá, com a proporção que a música eletrônica tomou nos festivais, o Lolla não poderia deixar de trazer renomados DJs. Com hits que não saem das rádios, certamente Martin Garrix tem hits que todos sabemos na ponta da língua. Com certeza muita gente vai se locomover até o palco do artista para conferir seu espetáculo ao vivo.

Duran Duran (4:30-5:30 - PALCO ONIX)

Assim como em 2014, quando o Lollapalooza trouxe o show de New Order, mais uma vez o festival apostou em um nome de peso da década de 1980. Uma das grandes belezas do festival é a diversidade do público, e shows como de Duran Duran fazem isso. Para a galera mais velha, nem é preciso dizer o quão imperdível e nostálgica será a apresentação. Já para quem não acompanhou muito o trabalho do Duran Duran, será uma bela oportunidade de vê-los ao vivo e descobrir que são influência de várias bandas atuais que você gosta.

Flume (8:45-10:00 - PALCO AXE)

Talvez não seja ainda muito conhecido pelo grande público, mas o show do Flume no Lolla é uma boa oportunidade de conhecer mais do trabalho do músico Harley Edward Streten, seu nome verdadeiro. Ele ficou conhecido por fazer incríveis trabalhos de remixagem com músicas de Lorde, Sam Smith, Arcade Fire e Disclosure. Seu som foge do convencional e o show promete hits do seu último e elogiado álbum lançado, Skin (2016).

Mø (5:30-6:30 - PALCO AXE)

A dinamarquesa fez muito sucesso no hit Lean On, em parceria com Major Lazer & DJ Snake, mas já provou ser dona de uma carreira sólida, com uma voz delicada e inconfundível. Hoje, a artista recebe o título de "a nova Grimes" pela imprensa especializada, em referência à cantora que ganhou fama com as músicas experimentais e o uso de sintetizadores - linha de trabalho que remete a nomes muito mais antigos, como Björk e Kate Bush. Cheia de autenticidade, vale conferir sua apresentação.

Melanie Martinez (7:00-8:00 - PALCO AXE)

Com um visual extremamente exótico e chamativo, Melanie Martinez foi revelada pelo The Voice norte-americano em 2012. Com uma voz rouca e afinada, a nova queridinha dos fãs de música pop tem apenas 21 anos e vai apresentar um show, no mínimo, bem curioso.

Catfish And The Bottlemen (2:20-3:20 - PALCO ONIX)

A clássica banda indie, com visual blasé e origem britânica: esse é o Catfish and the Bottlemen. Apesar dos clichês, o grupo apresenta um ótimo repertório, com músicas que ficam na cabeça e baladinhas que são difíceis de não se apaixonar. Com certeza você vai ouvir falar muito sobre a banda nos próximos anos, então é bom aproveitar a oportunidade de vê-los ao vivo!

Jimmy Eat World (3:25-4:25 - PALCO SKOL)

A banda de rock alternativa tem pouco peso popular, mas que certamente vale ver o show. O grupo foi formado em 1993 na cidade de Mesa, estado do Arizona, nos Estados Unidos, e começou com influências do pop-punk que levaram o grupo até o post-hardcore e, mais recentemente, ao rock alternativo com influências do pop. Difícil não curtir músicas como a famosa The Middle, de 2001.

Céu (1:15-2:15 - PALCO SKOL)

Comprovando que é uma das maiores cantoras brasileiras da atualidade, Céu lançou em 2016 um dos melhores álbuns nacionais do ano. Tropix conta com a produção de Pupillo (baterista do Nação Zumbi) e do francês Hervé Salters, da General Elektriks, o trabalho apresenta uma musicalidade rica e irreverente. O show da cantora vai trazer toda aquela vibe alto astral e músicas deliciosas do novo álbum.


Atualizado em 22 Mar 2017.

Mais notícias

Sandy e Junior: 21 músicas que queremos ouvir na turnê "Nossa História"

Shows

Sandy e Junior confirmam turnê comemorativa de 30 anos; primeiro show é em Recife, dia 12 de julho

Shows

10 atrações brasileiras que você não vai querer perder no Lollapalooza 2019

Shows

7 atrações do Lollapalooza 2019 que vêm ao Brasil pela primeira vez

Shows

9 shows imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Shows

Trocas do Rock in Rio Card começam nesta quarta-feira (6); saiba mais!

Shows