Guia da Semana
Teatro
Por Nathália Tourais

3 bons motivos para assistir à peça "33 sinfonias de Beethoven"

Texto do venezuelano Moisés Kaufman é encenado pela primeira vez no Brasil e conta com Nathalia Timberg, Wolf Maia e Lu Gramaldi no elenco.

Em cartaz no Teatro Nair Belo, a peça 33 sinfonias de Beethoven conta a história de uma musicóloga, interpretada pela musa Nathalia Timberg, que viaja pelo mundo em busca de pistas para desvendar um mistério: o motivo pelo qual Ludwig van Beethoven compôs 33 variações para a valsa criada por um então obscuro compositor, Anton Diabelli.

A produção tem Wolf Maia como diretor e também ator, interpretando Beethoven, e conta com André Dias, Lu Grimaldi, Flávia Pucci, Beto Schultz, Gil Coelho, Gustavo Engracia e oito estudantes de arte dramática em seu elenco. 

Com aspectos super interessantes, a peça nos mostra muito mais do que os acontecimentos que rondam o músico. Assim, o Guia da Semana lista 3 bons motivos pelos quais você deveria assistir ao espetáculo 33 sinfonias de Beethoven. Confira:

HISTÓRIAS PARALELAS

Em 33 VARIAÇÕES, o público acompanha duas histórias paralelas: a da pesquisadora na Nova York do século XX e a de Beethoven na Áustria do século XIX. Assim, as histórias estão ligadas, como também a luta de ambos para enfrentar doenças que ameaçam seus feitos profissionais. Enquanto a surdez de Beethoven progride, a pesquisadora trava uma batalha contra a esclerose e busca reaver laços afetivos com a filha.

A ação ocorre tanto na época de Beethoven quanto no presente, mudando aleatoriamente passado e presente, vagando entre os dois tempos. No entanto, em certos pontos chave, personagens de ambos os períodos aparecem no palco para entregar linhas simultaneamente, enfatizando as histórias paralelas e emocionando o público.

MÚSICA ERUDITA 

A montagem traz leveza ao universo da música erudita, que é mais formal e que, muitas vezes, assusta o público. Entre 1819 e 1823, Beethoven transformou uma valsa do compositor austríaco Anton Diabelli no que viria a ser considerada uma síntese de sua obra e uma das mais notáveis peças para piano da música ocidental – as 33 variações em sol maior, opus 120. Ela se distingue pela proeza de seu autor, já surdo àquela altura, de trabalhar apenas com um punhado de notas para construir um conjunto de tamanha diversidade.

PIANO AO VIVO

A peça funciona como uma espécie de concerto encenado, executando as famosas criações de Beethoven. Convidada por Nathalia Timberg para executar a música ao vivo no palco, a pianista Clara Sverner aceitou de imediato o desafio mesmo não tendo em seu repertório as 33 variações.

Diferentemente da pesquisadora interpretada por Nathalia e do próprio Beethoven, que teriam rejeitado, à primeira vista, o tema pueril composto por Diabelli, Clara se encantou com a valsa: “Foi por isso que Beethoven voltou atrás e se debruçou sobre ela, criando todas essas variações. Nela coexistem o clássico e o popular, uma obra fantástica, que Beethoven tornou tão mais complexa quanto fascinante", diz. 

SERVIÇO

Onde: Teatro Nair Belo - Rua Frei Caneca, 569 – 3º piso – Shopping Frei Caneca – Consolação
Telefone: (11) 3472-2414
Temporada: De 9 de setembro a 11 de dezembro. Sextas-feiras e sábados às 21 horas e domingos às 19 horas
Ingresso: R$ 120,00 e R$ 60,00 (meia-entrada)
Vendas online: a venda pelo site www.ingresso.com

 


Por Nathália Tourais

Atualizado em 5 Out 2016.

Mais notícias

12 espetáculos de Stand Up Comedy que estão em cartaz em São Paulo em março de 2019

Teatro

7 peças infantis imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Teatro

10 peças de teatro e musicais imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Teatro

6 motivos para assistir à peça “Dogville”, com Mel Lisboa e Fábio Assunção

Teatro

Peças de teatro e musicais para assistir em São Paulo no feriado de 25 de janeiro de 2019

Teatro

16 musicais imperdíveis para assistir em São Paulo em 2019

Teatro