Guia da Semana
Turismo
Por Ezio Jemma

Festas anuais na Liberdade

Confira os eventos comemorativos que são realizados no bairro ao longo do ano.

Festas trazem vários aspectos da cultura oriental (Divulgação)

Já não é novidade para ninguém que a Liberdade é o reduto da cultura oriental em São Paulo. Além das lojas de mangás, restaurantes, templos, e feiras, o bairro ainda é sede de vários festivais comemorativos recorrentes ao longo do ano.

Festival das Flores, das Estrelas, do bolinho da prosperidade e o Toyo Matsuri estão entre os principais. Por isso, o Guia fez um resumo sobre tudo o que você precisa saber sobre cada um deles. Confira!

Hanamatsuri (Festival das Flores)

O Festival das Flores geralmente é realizado no sábado anterior à primeira lua cheia de abril em homenagem ao nascimento do Buda Xaquiamuni. Na Rua da Liberdade, uma estátua do Buda é colocada em um altar cercado por flores onde os visitantes podem fazer pedidos enquanto banham a estátua com chá. As flores representam o jardim Lumbini onde, segundo a crença, o Buda teria nascido.

 

Tanabata Matsuri (Festival das Estrelas)

A celebração folclórica é uma das mais famosas não só no Japão como no Brasil. O Festival das Estrelas acontece em julho e se estende até agosto. As ruas da praça e de todo o bairro da Liberdade são decorados com bambus e papéis coloridos que representam as estrelas. Quem passa por ali pode escrever seus desejos em pedacinhos de papel e colocar nos bambus antes de apreciar o melhor da culinária oriental.

Toyo Matsuri (Festival Oriental)

Com a intenção de atrair visitantes e consumidores para o bairro da Liberdade na época que antecede o ano novo, o festival se mantém por todo o mês de dezembro se encerrando apenas para as festas de passagem de ano. Geralmente ele conta com diversas manifestações artísticas de danças típicas e shows. A decoração das ruas com bandeiras e mensagens de boa sorte deixa o cenário ainda mais interessante.

Moti Tsuki

Esse festival tem o nome mais curioso da lista. “Moti” significa bolinho de arroz e “Tsuki”  traduz-se por socar. Na passagem do dia 31 de dezembro para 1º de janeiro  as famílias se reúnem para preparar o bolinho de arroz o socando com um pilão. Como o trabalho é revezado por várias pessoas, ele representa a união e força que deve se manter ao longo de todo ano novo. Festas de confraternização e distribuição de saquinhos com os motis fazem parte na festa da Liberdade.  Por culpa do fuso horário, o evento é programado para terminar às 12h do dia 31 de dezembro, coincidindo com a meia noite no Japão.

 


Por Ezio Jemma

Atualizado em 23 Abr 2014.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo