Guia da Semana
TV
Por Redação Guia da Semana

"Are you a specialist?"

Colunista escreve a respeito das diversas especializações na área de tecnologia da informação.

Foto: Getty Images



O mercado de trabalho se torna cada vez mais exigente nos processos de seleção para as vagas de emprego. Especificamente sobre o mercado de TI (Tecnologia da Informação), podemos constatar esse fato de uma forma muito clara. Acredito que a grande maioria das pessoas que já foi contatada por uma empresa de RH ouviu: "Quais certificações você possui"?

Todas as profissões têm duas linhas principais para serem seguidas como plano de carreira, a famosa carreira em Y. Você pode seguir a linha de se tornar um analista sênior (na área de processos, requisitos, programação, entre outras) - e sempre trabalhar realizando atividades designadas por um gestor ou ser contratado como terceiro por uma empresa - ou pode apostar na carreira de gestão.

No meu caso, estou tentando seguir a carreira de gestão que, na minha opinião, é a mais difícil, pois, à medida que se caminha para o topo da pirâmide, a concorrência e a exigência são muito maiores. Desta forma, torna-se imprescindível ter especializações para que você possa, ao menos, concorrer por uma vaga gerencial.

Existem várias certificações, cursos e especializações para quem quer tornar-se um gestor na área de TI. Dependendo do foco, a certificação ITIL, concedida pela Exin, pode ser interessante, pois descreve sobre as melhores práticas para o controle da Infra-Estrutura de TI. Falando sobre as melhores práticas de desenvolvimento de software, temos o CMMi, que pode ser implementado na área de tecnologia de uma empresa para melhorar a qualidade de suas aplicações. Temos, ainda, a certificação Cobit, concedida pela Isaca, que fala sobre governance na área de TI.

Contudo, as certificações mais procuradas são as relacionadas à gestão de projetos. Atualmente, temos duas principais certificações nesta área: a certificação PMP, concedida pelo PMI, e a certificação Prince2, concedida pela OGC. Basicamente, a diferença entre as duas é a "preferência" do mercado. A PMP é mais "bem vista" na América, enquanto que a Prince2 é a preferida no Reino Unido e na Europa, mas ambas estabelecem melhores práticas para gerenciamento de projetos nas empresas.

Desta forma, podemos verificar que o mercado de trabalho de TI está cada vez mais exigente e isso faz com que tenhamos que nos adaptar a isso. Ou seja, devemos sempre estar nos especializando e, principalmente, atualizado com as novidades e melhores práticas lançadas e disponíveis na rede.

Quem é o colunista: Mário Eduardo Bueno Ferreira.

O que faz: Gerente de Projetos na área de Tecnologia da Informação.

Pecado gastronômico: Massas.

Melhor lugar do mundo: Minha casa em Serrania - Minas Gerais.

Fale com ele: [email protected]


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

MasterChef Profissionais: cozinheiros precisam reproduzir prato de restaurante nesta terça-feira (12)

TV

No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, Nat Geo Kids apresenta a pré-estreia da segunda temporada da série “Pablo”

TV

De novelas suspensas a programa inédito, Globo promove mudanças em função do Covid-19

TV

Rede Globo altera sua programação para aumentar espaço de informações sobre o COVID-19

TV

Transmissão ao vivo do Oscar 2020 na TV e Internet

TV

BBB 20 estreia dia 21 de janeiro com anônimos, convidados, big líder e big festas; Saiba tudo!

TV