Guia da Semana
TV e famosos
Por Angela Miguel

Menos burocracia, mais funcionabilidade

Saiba as vantagens e desvantagens do sistema OpenID, adotado recentemente pelo Facebook.


Foto: Reprodução

O avanço da internet e suas possibilidades de relacionamento trazem também um batalhão de informações a serem absorvidas pelos usuários. E-mail pessoal e profissional, cadastro em sites de notícias, inscrição em diversas redes de relacionamentos e muito mais fazem com que o internauta tenha que decorar diversas senhas, logins e fazer diferentes cadastros que tomam bastante tempo para um sistema onde a maior função é a rapidez unida à praticidade.

Com isso, os sites vêm pensando cada vez mais em novas formas de facilitar a vida de seus usuários. Uma dessas maneiras é o sistema OpenID. Adotado pelo Facebook e por outros sites, ele permite que você acesse diferentes portais onde se faz necessário o cadastro, sem que, no entanto, você precise criar uma conta diferente para cada um. A entrada do Facebook neste tipo de cadastro é recente, datada de maio deste ano, mas trouxe vantagens ao site de relacionamentos.

"Só vejo vantagens no OpenID. Conseguir usufruir do maior número de aplicativos, serviços e ferramentas com um só login possibilita que o sonho de uma WEB completamente interligada e compatível aconteça. O único risco é o Facebook ou o Google passarem a se sentirem donos dessas informações todas, passando a usá-las para fins menos produtivos e mais egoístas", explica Rafael Losso, editor do Portal MTV e usuário do Facebook.

Se o Twitter vinha ganhando cada vez mais espaço na internet, o Facebook agora abre vantagem frente a outros sites por disponibilizar aos seus usuários diversos serviços do Google que antes ele não tinha. A facilidade é que você pode criar um Facebook a partir da sua conta do Gmail ou simplesmente acessar serviços com seu cadastro no site.
O sistema tem apoio ainda de outras empresas, como Microsoft, IBM, VeriSign e Yahoo.


Foto: Reprodução

Na opinião do profissional de TI Krishna Pennacchioni as vantagens para o site começam pelo aumento, mesmo que pequeno, da audiência, seguido pela menor burocracia e, ainda, que o portal pode solicitar outros dados do perfil com mais facilidade.

Já as desvantagens ficam para a falta de popularidade entre os mais leigos no assunto, a pouca divulgação deste tipo de acesso e, numa parte mais técnica, o funcionamento depende do repositório do OpenID estar no ar, ou seja, um problema qualquer na plataforma pode refletir no próprio Facebook.

Depois do sucesso de redes como Orkut ou MySpace, essa é uma tentativa de o Facebook se tornar ainda mais popular entre as redes sociais, cooperando também para as pessoas não esquecerem seus logins e senhas, uma vez que ele unifica esses dados. Propostas de integração vêm sendo apresentadas desde 2008 e, agora, o OpenID tornou-se real.

Foi também no ano passado que o Google anunciou seu apoio oficial ao OpenID. Microsoft, Yahoo e MySpace (Data Availability) eram outros adeptos do movimento. A facilidade traz, ainda, a possibilidade de o usuário levar para todas as redes serviços como perfil, notas, fotos, lista com os contatos, entre outros. 

Curiosidade

Lançado no Brasil no ano passado, o Facebook original foi criado nos Estados Unidos, em 2004. O site veio para o país na carona do Orkut, primeira rede social de sucesso por aqui, e do MySpace, que anunciou o fechamento do seu escritório no Brasil recentemente.


Por Angela Miguel

Atualizado em 17 Jul 2012.

Mais notícias

“O Aprendiz’’ volta à tela da Band em março; saiba mais!

TV e famosos

Transmissão do Globo de Ouro 2019 na TV e Internet

TV e famosos

“Nós, Voz, Eles”, novo projeto da Sandy, é tema do “Música na Band” desta sexta-feira (21); Saiba tudo!

TV e famosos

Saiba tudo sobre o especiais de fim de ano da TV aberta

TV e famosos

Transmissão ao vivo do Victoria's Secret Fashion Show na TV

TV e famosos

Novos programas da TV brasileira para ficar de olho em 2019

TV e famosos