Guia da Semana
TV
Por Juliana Varella

Porta dos Fundos dá seus primeiros passos para fora da internet

Lançamento de livro marca início de estratégias comerciais além da rede.

Lançamento do livro "Porta dos Fundos" na Livraria Cultura (Edson Castro)

Na última quarta-feira, 7 de agosto, parte do elenco do Porta dos Fundos se reuniu na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, para lançar o primeiro livro da marca, chamado apenas de “Porta dos Fundos”. O grupo, dono do maior canal humorístico do país no Youtube, está mesmo virando uma marca: depois do livro, já estão previstos uma linha de camisetas e um longa-metragem.

+ Saiba mais sobre o livro "Porta dos Fundos"
Conheça a nova série brasileira de humor no Netflix 
+ Relembre as melhores séries de TV dos anos 80

“Até pouco tempo atrás, internet não dava dinheiro, a repercussão era só para a própria internet”, comenta Ian SBF, diretor e roteirista das esquetes que, ao todo, renderam ao canal cerca de 375 milhões de acessos em um ano de existência. No caso do grupo, a internet não apenas trouxe retorno financeiro como se tornou a principal ocupação da maior parte da equipe.

O segredo, dizem, é a liberdade de poder escolher um roteiro com base na qualidade e não em interesses comerciais, como acontece hoje na televisão. “O único interesse que a gente tem quando veta ou não alguma coisa é se a gente gosta daquilo ou não”, garante Ian.

Fábio Porchat pintado de azul em esquete do porta dos Fundos

Por outro lado, o funcionamento do canal não se afasta tanto da realidade da TV: a periodicidade dos vídeos é respeitada religiosamente, o volume de textos e gravações semanais é pesado e todas as esquetes passam por aprovação, refacção, cortes ou reprovação total. A diferença é que toda a equipe participa do processo e, para ir ao ar, o episódio precisa ter agradado à maioria.

Se a organização do grupo, mais horizontal, pode ser um dos segredos do sucesso, outra aposta é o tipo de humor – mais próximo da televisão americana e do cinema do que das comédias produzidas no Brasil. João Vicente de Castro, ator e diretor comercial, cita como referências as comédias de improviso, como Curb Your Enthusiasm, e o humor nonsense de Seinfeld,The Office ou dos filmes britânicos do grupo Monty Python.

Curb Your Enthusiasm

 “Como usuário, eu procurava esse tipo de humor no Youtube e não encontrava. Foi aí que encontramos um nicho”, explica Gregório Duviver, ator e roteirista do Porta dos Fundos.

O sucesso absoluto na internet vai ter sua prova de fogo em 2014, com o lançamento de um filme. A equipe evita dar detalhes sobre o enredo, mas Ian promete que ele não será “um apanhado de esquetes”, mas sim algo que mistura o universo da internet à linguagem do cinema.

Enquanto o filme não chega, os fãs podem conhecer 37 roteiros comentados pelo grupo no livro, e descobrir o que motivou cada um dos seus vídeos favoritos. 


Por Juliana Varella

Atualizado em 9 Ago 2013.

Mais notícias

MasterChef Brasil: cozinheiros vão preparar receita em prato não convencional neste domingo (19)

TV

Shows da Virada Cultural 2019 serão transmitidos ao vivo pela internet; saiba mais!

TV

“MasterChef": gastronomia mineira é o próximo desafio dos cozinheiros; saiba mais!

TV

Troféu Imprensa 2019 é neste domingo (28); saiba tudo!

TV

Conheça a trama da novela "A Dona do Pedaço", que estreia hoje (20) na Rede Globo

TV

MasterChef Brasil do dia 21 de abril tem prova com pimentas do mundo todo; saiba mais!

TV