Guia da Semana

Na onda de Narcos, descubra 10 curiosidades sobre Pablo Escobar

Saiba mais sobre a vida do traficante que foi considerado o sétimo homem mais rico do mundo

A série Narcos, original da Netflix, mal estreou e já está dando o que falar. Para quem ainda não conhece, os episódios mostram o choque entre forças em conflito num embate sangrento por uma das mercadorias mais poderosas do mundo: a cocaína.

Além da incrível produção, a série reúne novamente o criador e produtor-executivo José Padilha e os atores Wagner Moura e André Mattos. Entretanto, o que deixa tudo muito mais envolvente e interessante é que a história contada é real. 

O ex-Capitão Nascimento dá vida ao senhor da droga colombiano Pablo Escobar, que tornou-se um dos homens mais ricos do mundo graças ao tráfico. Considerado o mais brutal, impiedoso, ambicioso e poderoso traficante, tem uma história complexa, cheia de acontecimentos surpreendentes e tão atraente que ganhou uma série e, assim, o Guia da Semana lista 10 curiosidades que você precisa saber sobre Pablo Escobar. Confira:

INÍCIO DO TRÁFICO

Pablo Escobar entrou no mundo do crime ainda na adolescência. Começou vendendo cigarros contrabandeados e bilhetes falsos de loteria. Em seguida, já estava roubando carros e tornou-se muito bom na prática. Antes de entrar para a vida do tráfico, conseguiu 100 mil dólares ao sequestrar um executivo de Medellín, ganhando muito reconhecimento e respeito pelo ato.

Algum tempo depois começou a traficar cocaína e, assim, aos poucos, foi construindo seu império das drogas, formando o Cartel de Medellín. Nos anos de maior faturamento, recebia de seus revendedores um total de milhão de dólares por dia.

MOVIMENTAÇÃO DE DROGA

Um dos métodos que o narcotraficante usava para contrabandear cocaína era esconder a droga nos pneus dos aviões que a transportava. Pablo chegava a pagar 500 mil dólares ao piloto do avião.

CONHECIMENTO INTERNACIONAL

Com o passar do tempo, Escobar tornou-se conhecido em outros países e continentes. Sua droga, comprada do Peru e Bolívia, era espalhada por muitos países da América e da Ásia. 

DINHEIRO OU CHUMBO

Depois de ser pego, junto com seus homens, com 18 quilos de pasta base, utilizada na composição da coca, comprou alguns juízes de Medellín e conseguiu com que o caso fosse arquivado. A partir daí, passou a lidar com autoridades sob o lema de plata o plomo, que significa dinheiro ou chumbo. Com estratégias de intimidação, ou a pessoa com quem falava aceitava sua proposta e dinheiro, ou morria.

ASSASSINATOS


O traficante explodiu um avião e um prédio de segurança em Bogotá, resultando na morte de três candidatos à presidência da Colômbia. Também estava por trás do incidente na Suprema Corte Colombiana que resultou no assassinato de metade dos juízes da corte. Além disso, matou muitos de seus capangas e outros traficantes. 

Calcula-se que ele tenha assassinado mais de 4 mil pessoas ao longo dos 20 anos em que atuou, incluindo autoridades, mais de 200 juízes, milhares de policiais, um ex-ministro da Justiça e dezenas de jornalistas.

CARTAS ÀS VÍTIMAS

Escobar costumava mandar cartas para suas vítimas, onde as convidava para seus próprios enterros, com data e hora marcada. Em seguida, seus funcionários faziam a execução nas respectivas datas do funeral.

FAMA E DINHEIRO

No auge de sua riqueza, foi divulgado na revista Forbes como o sétimo homem mais rico do mundo. Na época, o Cartel de Medellín controlava 80% do mercado mundial de cocaína. Recebendo uma soma de dinheiro praticamente incalculável, controlava terras, imensas propriedades, possuía carros caríssimos, lanchas e uma frota de aviões e helicópteros. Chegou a receber cerca de 30 bilhões de dólares por ano.

DINHEIRO PERDIDO

Escobar perdia 2 bilhões de dólares por ano — ou 10% de sua renda anual — devido à umidade e aos ratos que roíam as pilhas de cédulas que ele guardava em galpões.

HEROI

Embora roubasse, matasse e fosse um traficante, era considerado um heroi para grande parte da população de Medellín. Na cidade, melhorou a condição de vida dos moradores e, por ser fã de esportes, construiu estádios e financiou times.

Assim, conquistou muitas pessoas, que escondiam informações da polícia, ajudavam-no a se esconder e fugir.

IMPÉRIO

Construiu o seu próprio império, que ficava perto de uma pequena cidade colombiana. A pripriedade era uma enorme mansão de 20 quilometros quadrados e, nela, tinha um zoológico, onde criava hipopótamos, girafas, elefantes e uma praça de touros.

QUEIMANDO DINHEIRO

Certa vez, quando estava escondido com a família em uma de suas fugas, numa região montanhosa nos arredores de Medellín, onde fazia muito frio, queimou 2 milhões de dólares para manter a sua filha aquecida.

PRISÃO

Depois de assassinar o candidato à presidência Luis Carlos Galán, fez um acordo com o governo colombiano para evitar sua extradição para os Estados Unidos ou sua morte pelo Cartel de Cali. Pressionado pelas autoridades e pela opinião pública, foi preso em uma prisão luxuosa, construída por ele mesmo, chamada La Catedral.

Mas, mesmo preso, Escobar continuava com suas atividades ilegais e fugiu antes da transferência para outra prisão, com medo de ser extraditado para os Estados Unidos. 

MORTE

A guerra contra Pablo Escobar chegou ao fim quando uma equipe de especialistas em eletrônica colombianos, utilizando uma tecnologia de triangulação de rádio criada pelas autoridades americanas, encontrou-o. Depois de um tiroteio, o traficante acabou encurralado em um telhado e foi atingido diversas vezes. Apesar de ser o mais aceito, este é um acontecimento controverso e tem muitas outras versões.

Atualizado em 9 Set 2015.

Por Nathália Tourais
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças