Guia da Semana

Balanço do Cinema Nacional 2013

Ancine confirma aumento de lançamentos e público em 2013; documentários têm queda de quase 50%

Se você também passou por 2013 com a sensação de estar vivendo uma invasão do cinema nacional, você não está sozinho. O ano teve um crescimento de 53% em relação a 2012 no número de lançamentos brasileiros – 127, o maior da história.

+ Saiba quais foram as maiores bilheterias brasileiras em 2013
+ Confira as maiores bilheterias da semana nos cinemas 
+ Saiba o que estreia nos cinemas em 2014

A Agência Nacional de Cinema divulgou o balanço de 2013 e revelou que, tanto em número quanto em recepção do público, a indústria nacional está mesmo vivendo um grande momento. Ao todo, 18,6% das bilheterias já são ocupadas por filmes brasileiros, contra apenas 10,7% no ano passado. Número semelhante foi alcançado em 2010, quando “Tropa de Elite 2” chegou às telas.

A maior parte desse sucesso se deve às comédias, que arrecadaram 4 das 20 maiores bilheterias do ano. Entre os filmes nacionais com mais de 1 milhão de espectadores, 8 foram de humor e apenas 2 (Somos Tão Jovens e Faroeste Caboclo) arriscaram outros gêneros.

Se as ficções tiveram boa resposta nesse ano (muitas delas inspiradas em histórias reais), os documentários viveram sua pior fase nos últimos 5 anos: apenas 208 mil espectadores em 2013 contra quase 403 mil em 2012. A quantidade de lançamentos não justifica a queda: foram 50 filmes em 2013 contra apenas 34 no ano anterior. Os temas também permaneceram os mesmos: comunidades indígenas/exóticas, biografias musicais (mais numerosas em 2012) e história política do Brasil.

Apesar do crescimento de público, a oferta de salas de exibição ainda não mostrou evolução considerável: de um ano para o outro, apenas 162 salas foram inauguradas – sendo 97 delas no Sudeste. A região concentra quase 56% de todas as salas do país – são 1497, contra 136 no Norte. Entre as redes que mais contribuíram para esse crescimento, se destaca a Cinépolis, com 20 lançamentos no Estado de São Paulo.

A carência é alarmante, já que apenas 7% das cidades brasileiras têm acesso ao cinema – o que corresponde a 53,3% da população. O preço médio dos ingressos também não está a favor dos espectadores: os valores subiram 6,5%, acima dos 5,91% da inflação.

Para 2014, a expectativa é que o mercado continue em ascensão. Recentemente, a ministra da Cultura Marta Suplicy anunciou que o Fundo Setorial de Audiovisual investirá R$ 400 milhões na área, o dobro de 2012. Resta torcer para que o inchaço nos números se reverta em qualidade e acesso para o público brasileiro.

Atualizado em 27 Jan 2014.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

15 Filmes para ver em streaming e curtir o feriado no sofá

Neste Dia do Trabalho, assista aos melhores filmes em cartaz nos serviços de streaming

“La La Land” chega ao streaming para deixar seu feriado mais perfeito

Filme com Emma Stone e Ryan Gosling estreia no Looke, Now, Vivo Play e Google Play.

10 Filmes da seleção de Cannes que você vai querer ver em 2017

Biografia de Godard e novos filmes de Michael Haneke e Roman Polanski são destaques no festival

Filmes exibidos em Cannes têm desconto no streaming no mês de maio

Now e ITunes fazem promoção cinéfila para acompanhar o festival

26 remakes ou reboots que você nem acredita que estão nos planos de Hollywood

"Os Pássaros", "A Mosca" e "Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado" estão entre os filmes que podem ganhar novas versões nos cinemas

“Corra!” – terror sobre preconceito racial é uma das melhores coisas que você verá nos cinemas neste ano

Filme de Jordan Peele estreia no dia 18 de maio nos cinemas