Guia da Semana

Conheça os principais prêmios de Hollywood (além do Oscar)

Do People’s Choice Awards ao prêmio da Academia, confira o calendário completo da corrida do ouro

Se você acompanha as notícias de cinema, especialmente nesta época do ano, com certeza já ouviu a expressão “corrida do ouro” – um fenômeno que se repete a cada ano e que faz borbulharem os calendários de estreias e bolões de apostas. O ouro em questão pode ser entendido tanto como a estatueta do Oscar (a mais cobiçada de todas) quanto como o conjunto de prêmios que são distribuídos aos filmes e seus realizadores nessa época.

Mas por que tanto prêmio? - você deve estar se perguntando. A resposta está nos grupos de jurados que compõem cada entidade e que, portanto, elegem seus favoritos por critérios nem sempre iguais.

Para ajudar você a entender melhor os principais prêmios cinematográficos e, assim, entender finalmente por que seu filme nunca ganha aquela estatueta, listamos os eventos mais populares, seus jurados e peculiaridades.

Confira:

 

People’s Choice Awards (6 de janeiro)

O público é o júri na premiação mais democrática do ano. Com votação aberta, que pode ser feita pela internet em apenas alguns cliques, o People’s Choice Awards tende a refletir as bilheterias, premiando artistas mais carismáticos e grandes blockbusters. O prêmio se estende a música e televisão. "Velozes e Furiosos 7" e "Perdido em Marte" foram alguns dos vencedores em 2016.

 

Globo de Ouro (10 de janeiro)

Sediado em Los Angeles, o Globo de Ouro premia os melhores do cinema e da televisão, na opinião de críticos de fora dos EUA (membros da Hollywood Foreign Press Association). Ao contrário do senso comum, o Globo não serve de “prévia” para o Oscar, já que os membros do júri são bem diferentes. O que acontece é que a lista de indicados costuma ser parecida, já que os dois acontecem no primeiro semestre e privilegiam o cinema “mainstream” (com atores e diretores consagrados). Diferente de outros prêmios, porém, o Globo separa os vencedores entre “Drama” e “Comédia ou Musical” - o que pode render grandes injustiças, como a vitória de "Perdido em Marte" como Melhor Comédia em 2016.

 

Critics' Choice Awards (17 de janeiro)

Assim como o Globo de Ouro, este prêmio leva em conta o julgamento dos críticos. A diferença é que, aqui, quem vota são os jornalistas americanos. Na prática, os indicados não variam muito, mas a proximidade com a indústria de Hollywood faz com que a escolha desse júri seja mais próxima do Oscar. "Spotlight" foi o grande destaque de 2016.

 

Producers Guild Awards (23 de janeiro)

Assim como no SAG, o PGA também é dominado pela indústria. Aqui, são os produtores que votam e, por isso, todas as categorias são ligadas à produção. A exceção é o prêmio de “Melhor Documentário”.

 

Screen Actors Guild Awards (30 de janeiro)

Apelidado de “SAG” Awards, este é um prêmio do sindicado americano de atores. Por isso, todas as categorias premiadas são ligadas à atuação – seja individual ou em grupo. As cerimônias dos sindicatos, juntas, oferecem um termômetro bastante confiável para o Oscar, onde quem vota são os profissionais do meio.

 

Directors Guild Awards (6 de fevereiro)

O sindicato de diretores também premia seus favoritos em cinema e televisão. As categorias são todas de Melhor Direção, com foco em diferentes gêneros e formatos.

 

Writers Guild Awards (13 de fevereiro)

O prêmio dos roteiristas é um dos mais importantes entre os dos sindicatos. Aqui, concorrem roteiros de cinema e de séries televisivas e são premiadas as histórias mais envolventes do ano.

 

BAFTA Film Awards (14 de fevereiro)

Numa versão inglesa do Oscar, o BAFTA é o prêmio da Academia Britânica de Cinema e Artes Televisivas. Além dos filmes e programas, a entidade também trabalha com jogos audiovisuais. O prêmio, porém, é exclusivo do cinema e tem categorias bem parecidas com as do primo americano (com exceção das indicações locais).

 

Spirit Awards (27 de fevereiro)

Indo na contramão de seus concorrentes, o Spirit Awards tem a proposta de valorizar o cinema independente. A verdade é que nem sempre os indicados são totalmente independentes (neste ano, 12 Anos de Escravidão e Inside Llewyn Davis estão concorrendo), mas, pelo menos no discurso, a ideia é reconhecer o cinema “de arte”, acima do cinema “de massas”.

 

Framboesa de Ouro (Razzies) (27 de fevereiro)

Sempre colada à entrega do Oscar está a Framboesa de Ouro, cerimônia que premia os “piores do ano”. O curioso é que, algumas vezes, os candidatos são artistas consagrados, que até já ganharam Oscars, como Halle Berry e Sandra Bullock.

 

Oscar (Academy Awards) (28 de fevereiro)

Vencedores do Oscar 2015 posam juntos

Mesmo com tanta variedade, a cerimônia mais querida pelos cinéfilos ainda é o Oscar. Entra ano, sai ano, apresentadores desafortunados continuam subindo ao palco para proclamar piadas ruins ou pagar seus micos dançando e cantando, chamando outras celebridades para anunciarem os indicados ou comentando os shows de pop que agitam a festa. Apesar disso, continuamos fiéis à premiação mais ostentosa de todas, torcendo pelos artistas como por seus figurinos. Aqui, quem vota são os profissionais da indústria do cinema – atores, diretores, designers, compositores…

 

Atualizado em 26 Jan 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista