Guia da Semana

Crítica: com enredo simples e bons efeitos, “Homem-Formiga” apresenta um novo herói para o universo Marvel

Paul Rudd e Michael Douglas estão no filme que estreia em 16 de julho

Mais um herói dos quadrinhos acaba de ganhar sua versão para os cinemas e está pronto para se unir a Vingadores e Guardiões no universo cinemático da Marvel. “Homem-Formiga”, que estreia no dia 16 de julho, conta a origem do personagem que, com a ajuda de uma roupa especial, é capaz de encolher até o tamanho de um inseto, enquanto ganha uma força sobre-humana e consegue se comunicar com formigas.

O longa passou por uma série de mudanças antes de sair do papel. A mais polêmica delas foi a direção, já que Edgar Wright estava ligado ao projeto desde 2006, mas, depois de diversos adiamentos e desentendimentos sobre a “visão do filme”, decidiu se afastar. Quem assumiu a batata-quente foi Peyton Reed (“Sim Senhor”), que conseguiu realizar um trabalho satisfatório, apesar de bem menos impactante que os demais longas da marca.

Wright, mesmo fora do comando, ainda assina a produção e o roteiro, escrito a oito mãos por ele, Joe Cornish, Adam McKay e Paul Rudd – o ator principal do filme. Rudd é Scott Lang: o ladrão bem-intencionado que logo se transformará no herói do título. Carismático sem ser muito cômico, ele segura bem o papel, criando uma empatia imediata com o público desde sua primeira aparição, durante uma briga num presídio.

Michael Douglas e Corey Stoll em cena do filme Homem-Formiga

A história é simples: um engenheiro (Hank Pym, interpretado por Michael Douglas) é afastado da própria empresa após se negar a fornecer a fórmula de sua descoberta mais poderosa – uma roupa que encolhe e pode transformar qualquer soldado numa arma invencível de guerra. Quando seu sucessor (Darren Cross/Corey Stoll) decide retomar a pesquisa e recriar a tecnologia para uso militar, Pym recruta um ladrão (Lang/Rudd) para vestir sua antiga roupa e impedir um desastre.

A situação de Lang é análoga à de Pym, já que os dois têm filhas com quem tentam se reconectar e esposas que perderam no meio do caminho. Porém, o “mistério” que cerca a mulher de Pym pode ser compreendido já nos primeiros minutos, deixando dicas do que acontecerá a Lang no final e tornando toda a aventura bastante previsível.

Evangeline Lilly em cena de Homem-Formiga

Quem salva o filme, condenado pelo enredo fraco, é o elenco, que mostra uma química boa em cena e consegue arrancar algumas risadas com a espontaneidade de seus personagens. Nesse ponto, destacam-se Rudd, Douglas e Michael Peña, que interpreta um colega de roubos de Lang e é o principal alívio cômico da equipe. Evangeline Lilly também tem um papel importante como a filha de Pym e braço direito de Cross, mas essa ambiguidade não chega a ser explorada de fato.

Outro ponto forte são os efeitos visuais, que impressionam tanto na transição entre as cenas de tamanho real e miniatura (que fluem naturalmente de um extremo a outro), quanto nas sequências de ação que envolvem formigas, cuidadosamente bem feitas para interagir com o herói sem parecerem falsas nem realistas demais.

Mais infantil que seus colegas de estúdio, “Homem-Formiga” chega aos cinemas para preencher o espaço entre “Era de Ultron” e “Guerra Civil”, apresentando um novo personagem sem interferir nos acontecimentos dos outros filmes. A aventura, porém, vem bem amarrada ao restante do universo heroico, trazendo citações, referências e até uma participação especial, além da tradicional cena pós-créditos (aguarde até o final). 

Atualizado em 14 Ago 2015.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Ator de “Power Rangers” faz homenagem à Chapecoense durante a CCXP 2016

Elenco do filme participa da terceira edição da feira de cultura pop em São Paulo

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017