Guia da Semana

Rede de cinemas americana estuda permitir o uso de celulares nas sessões

Medida seria uma forma de atrair o público mais jovem de volta para os cinemas

A rede de cinemas AMC, uma das maiores em território norte-americano, está estudando formas de permitir o uso de celulares dentro das salas de cinema. A ideia é tornar os cinemas mais “amigáveis” para o público de até 20 e poucos anos, cuja frequência tem caído nos últimos anos.

Segundo o CEO da empresa, Adam Aron, não é inteligente pedir a um jovem nessa faixa etária para desligar o celular – “É como pedir para que ele corte o próprio braço”, declarou em entrevista à revista Variety. Há dois grandes problemas a serem analisados, porém, antes que a iniciativa entre em vigor: a aceitação do restante do público (que, em geral, se incomoda bastante com o uso de celulares durante as sessões) e a violação de direitos autorais dos filmes em exibição (caso sejam filmados ou fotografados).

Sobre o primeiro item, Aron considera a possibilidade de posicionar esses jovens numa ala separada, numa espécie de “celulódromo”. Esta seria uma forma de não prejudicar a experiência dos outros espectadores, que não seriam (tão) incomodados com a luz das telas ou o som das teclas. Já sobre o segundo, vale pensar que a exclusividade dos cinemas como meio de exibição no dia da estreia é um conceito que já vem sendo questionado por projetos como o Screening Room, que permitiria ao público ter acesso aos filmes em casa simultaneamente aos cinemas, por um valor fixo.

O projeto anunciado por Aron não é um consenso entre os exibidores. Tim League, CEO da Alamo Drafthouse Cinema, comentou que “uma inovação nessa direção poderia ferir seriamente a indústria”, ressaltando o risco, em particular, para a relação entre as redes e os produtores. League ainda apontou para o fato de que o uso de celulares durante o filme reduziria a atenção do espectador e, consequentemente, prejudicaria a experiência e o impacto da obra.

Atualizado em 15 Abr 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“Gostosas, Lindas e Sexies” – Sex and the City à brasileira chega aos cinemas com elenco plus-size

Filme estreia nesta quinta, 20 de abril

Será? Will Smith pode ser o Gênio no live-action de "Aladdin"

Segundo o Deadline, ator está em negociações com a Disney

5 Motivos para (ir correndo) ver “Guardiões da Galáxia Vol. 2”

Filme chega aos cinemas no dia 25 de abril e já tem ingressos à venda

“Paixão Obsessiva”: suspense trash com Katherine Heigl estreia nesta quinta

Heigl interpreta uma ex-mulher determinada a eliminar a atual

“Paterson” - Adam Driver é um poeta do cotidiano em novo filme de Jim Jarmusch

Filme conta a história de um motorista de ônibus que escreve poemas nas horas vagas

Cinemark exibe “...E O Vento Levou” na próxima terça-feira

“2001: Uma Odisseia no Espaço” e “O Mágico de Oz” serão os próximos clássicos na programação