Guia da Semana

"Sr. Kaplan" desprende-se do drama e traz um novo olhar sobre o Holocausto

Baseado no romance “El Salmo de Kaplan”, o filme estreia no dia 26 de fevereiro

Depois de fugir da Europa para o Uruguai durante a 2ª Guerra Mundial, Jacob Kaplan construiu uma vida tranquila. Com 76 anos, a preocupação da família em relação a sua idade o lembra diariamente da rotina, muitas vezes enfadonha, da velhice. Por trás das rugas, o passado revela um tempo em que, como todo judeu, fez o que pôde para se esvair do assombroso regime nazista. A oscilação entre passado e presente da personagem é o centro da trama de "Sr. Kaplan", comédia dramática uruguaia que chega ao Brasil no próximo dia 26 de fevereiro.

Os dias melancólicos chegam ao fim quando Kaplan encontra a oportunidade de viver uma aventura como nos tempos da guerra. Convencido de que um ex-nazista pode estar escondido na pacata cidade em que vive, ele parte em uma "missão" para desmascarar o suposto vilão. Lançado no mesmo ano em que a libertação de Auschwitz completa sete décadas, é difícil desvincular o filme do fato. A barbárie, entretanto, é apenas o contexto do longa de Alvaro Brechner. 

Qual é o verdadeiro objetivo de Kaplan? Representar os seus iguais pela perpétua busca da justiça ou mostrar para si mesmo que ainda resta vida dentro de si? Dada a questão, o que prevalece é uma deliciosa crônica narrada pelos tristes e até ingênuos olhos da velhice.

O drama é dosado pela comédia, ora delicada, ora com bons toques de sarcasmo. Figuras e impasses vão surgindo na jornada, conferindo tom e fôlego à trama. "Sr. Kaplan" mostra que é possível trazer um lado menos sombrio de um tema retratado à exaustão. Basta, apenas, um pouco de leveza.

Atualizado em 3 Fev 2015.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Logan: "filme definitivo" do Wolverine chega aos cinemas

Longa marca a despedida de Hugh Jackman do personagem que viveu por 17 anos

Um Limite Entre Nós: filme indicado ao Oscar chega ao Brasil em cima da hora

Longa traz Denzel Washington e Viola Davis em atuações singulares

13 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir em casa agora mesmo

Do premiado “A Chegada” ao emocionante “Fogo no Mar”, veja quais são os filmes do Oscar para assistir no NOW

Confira os melhores momentos da passagem de Hugh Jackman pelo Brasil

“Silêncio”: 3 motivos para ver o novo filme de Scorsese (e 3 para pensar duas vezes)

Longa traz Andrew Garfield e Adam Driver como padres jesuítas

Playarte Splendor inaugura novo cardápio para ser degustado no cinema

Praticidade é o foco dos novos petiscos da Sala Vip