Guia da Semana

Sem Paz, Não Há Sonho

Teatro da Barra recebe comédia dramática sobre casal frustrado

Este evento terminou

Sem Paz, Não Há Sonho

Data Sáb 01 Jan 2000
Até 29 de junho de 2010.

Preço(s) R$ 10,00.

Horário(s) Sábado, 20h.

Peças de teatro: Comédia Dramática

Rua Marques de Caravelas, 50, 40140-240

Telefone (71) 3264-4163

Até 29 de junho, o Teatro da Barra apresenta a peça Sem Paz, Não Há Sonho, escrita e estrelada por Adelaide Costa, que contracena com Maruan Sarraf. Na trama, um casal possui sonhos e visões opostas. Ele é um alcoólatra, enquanto ela é uma atriz frustrada. Com o desenrolar da história, o público entra em contato com discussões a respeito de separação, temperança afetiva e ciúmes, entre outros. Foto: Divulgação

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Bate Boca

Bate Boca

73m

Forte de Santa Maria

Forte de Santa Maria

178m

Atelier do Corpo

Atelier do Corpo

281m

Santo Antonio Botequim

Santo Antonio Botequim

328m O bar oferece boas opções de porcões no rechaud e chopp gelado

Pereira Restaurante

Pereira Restaurante

370m O Pereira Restaurante é conhecido pelo pastel e o chopp

Sato

Sato

370m

Notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA