Guia da Semana
Por Redação Guia da Semana

Cinemateca

As paredes de tijolos aparentes que abrigam um complexo cultural cinematográfico abrigou no passado um matadouro.

Mostras de filmes, restauro de películas e acervo: tudo isso você encontra na Cinemateca (Fernando Fortes)

Cinemateca

O matadouro municipal, de onde saíam toneladas de carne para serem vendidas por toda São Paulo no início do século 20 é, hoje, o local onde muitas histórias são contadas por meio do cinema. O espaço conhecido com Cinemateca, na Vila Mariana, adaptou as instalações para abrigar salas de projeção, conservação e restauro de filmes.

O prédio foi inaugurado em 1887, e ficava distante do centro de São Paulo. Para se ter uma ideia da sua importância, havia uma linha de trem de carga cuja estação ficava lá dentro. Os trilhos estão lá até hoje: dá para vê-los por meio de uma cobertura de vidro, em um dos edifícios que compõem a Cinemateca. Era o matadouro que abastecia a cidade nesse período e o que trouxe o desenvolvimento para a jovem Vila Mariana.

E também causou um problema. “O forte odor do matadouro causou o descontentamento dos moradores e comerciantes da região, que começaram a contestar e pedir a mudança de local”, conta o coordenador do departamento de comunicação da Cinemateca, Daniel Laviano. Os vizinhos ganharam então a batalha. O matadouro foi desativado em 1927 e as instalações chegaram a abrigar outros empreendimentos.

A Cinemateca só chegou por lá em 1992, depois que a construção foi tombada pelo Patrimônio Histórico. Mas as instalações só foram montadas aos poucos. Dois dos galpões utilizados pelo matadouro foram restaurados e adaptados para se tornarem salas de cinema, com ótima qualidade de som e imagem– uma delas projeta filmes em vários formatos, do cinemascope – sistema que foi o precursor das imagens widescreen que vemos nos cinemas de hoje – à projeção digital.

Além da programação inusitada, com filmes nacionais e estrangeiros desconhecidos do grande público, a Cinemateca tem um acervo com mais de 200 mil rolos de filmes, entre documentários, ficção, não ficção e peças publicitárias – os mais antigos datam de 1895.

A Cinemateca é um dos retratos de lugares em que a transformação foi fundamental para trazer vida e novas possibilidades. Não deixe de conhecer esse lugar que é assiiim... uma Brastemp!

Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Mariana
(11) 3512-6111
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 18h


Notícias recomendadas

Shows gratuitos ou bem baratinhos em São Paulo em dezembro de 2019

Na Cidade

9 museus que todo amante de história precisa visitar ao redor do mundo

Viagens

10 receitas de Natal que as crianças vão amar

Receitas

6 filmes imperdíveis com Emilia Clarke

Cinema

Como fazer Ponche Natalino em casa

Receitas

Férias no cinema: 10 filmes imperdíveis para ver com as crianças entre dezembro e janeiro

Cinema