Guia da Semana
Arte
Por Nathália Tourais

8 curiosidades sobre Tiradentes

No feriado de 21 de abril, saiba mais sobre sua história.

A estátua de Tiradentes foi constuida em Ouro Preto, junto a uma praça que também leva seu nome, em 1854, pois foi o local onde sua cabeça foi exposta (Fotolia)

Mais um feriado se aproxima e muitos de nós, trabalhadores, devido ao dia a dia cansativo e corrido, focamos apenas nos dias a mais de folga sem nem saber porque o feriado acontece e qual a sua importância.

Afinal, há muitos anos existiu uma história - que foi muito mais importante e relevante que o simples fato de ter alguns dias para descansar ou viajar. Pensando nisso, o Guia da Semana lista curiosidades sobre Tiradentes, a homenagem do feriado que acontece na próxima terça-feira, dia 21 de abril. Confira:

JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER

Joaquim José da Silva Xavier nasceu em 1746, na Fazenda do Pombal, que fica entre São José (hoje Tiradentes) e São João Del Rei, em Minas Gerais. Ficou órfão de mãe aos nove anos e perdeu o pai aos onze. Assim, foi criado pelo padrinho na cidade de Vila Rica, hoje conhecida como Ouro Preto.

Alguns anos depois, lutou pelo nosso País, fez história e tornou-se o mártir da Inconfidência Mineira.

APELIDO

Tiradentes, como ficou conhecido, atuou como dentista, tropeiro, minerador, comerciante, militar e ativista político. Entretanto, o apelido veio da profissão de dentista - a qual exercera com muita responsabilidade.

HISTÓRIA DE RECONHECIMENTO E MORTE


O ofício que mais promoveu Tiradentes foi o de soldado e integrante do movimento da Inconfidência Mineira. Para quem não lembra, a Inconfidência Mineira foi um abalo causado pela busca da libertação do Brasil diante da monarquia portuguesa.

Na cidade de Vila Rica eram extraídos ouro e pedras preciosas. Os portugueses se apossavam dessas matérias-primas e as comercializavam pelos países europeus, fazendo fortuna à custa das riquezas de nosso país. Assim, o Brasil era extremamente explorado.

O reinado de Portugal no Brasil também cobrava impostos caríssimos e a população decidiu se libertar dessas imposições. Com o fortalecimento das ideias contra os portugueses, aconteceu a Inconfidência Mineira, tendo como principais objetivos a busca da autonomia da província, um governo republicano com mandato de Tomás Antônio Gonzaga, conseguir a libertação dos escravos nascidos no Brasil, dar início à implantação da primeira universidade da região e outros.

Mas, durante o movimento, as notícias de que os inconfidentes tentariam derrubar o governo de Portugal chegaram aos ouvidos do imperador, que decretou a prisão deles. Tiradentes, para defender seus amigos, assumiu toda a responsabilidade pelo movimento e foi condenado à morte.

O governo fez questão de mostrar seu sofrimento em praça pública, a fim de inibir a população de fazer manifestos que apresentassem ideologias diferentes.

21 DE ABRIL DE 1792

Em 21 de abril de 1792, Tiradentes percorreu em procissão chegando à cadeia pública da região. Executado e esquartejado, com seu sangue se lavrou a certidão de que estava cumprida a sentença, tendo sido declarados infames a sua memória e os seus descendentes. Sua cabeça foi erguida em um poste em Vila Rica e os demais restos mortais foram distribuídos ao longo do Caminho.

OUTRAS CURIOSIDADES

  • Na primeira noite em que a cabeça de Tiradentes foi exposta em Vila Rica, foi furtada, sendo o seu paradeiro desconhecido até hoje.
  • Tratando-se de uma condenação por inconfidência (traição à Coroa), os sinos das igrejas não poderiam tocar quando da execução. Afirma a lenda que, mesmo assim, no momento do enforcamento, o sino da igreja local soou cinco badaladas.
  • A casa de Tiradentes foi arrasada, o seu local foi salgado para que mais nada ali nascesse, e as autoridades declararam infames todos os seus descendentes.
  • Tiradentes jamais teve barba e cabelos grandes. Como alferes, o máximo permitido pelo Exército Português seria um discreto bigode. Durante o tempo que passou na prisão, Tiradentes, assim como todos os presos, tinha periodicamente os cabelos e a barba aparados, para evitar a proliferação de piolhos, e, durante a execução estava careca com a barba feita, pois o cabelo e a barba poderiam interferir na ação da corda.

Por Nathália Tourais

Atualizado em 21 Abr 2015.

Mais notícias

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte