Guia da Semana
Arte
Por Redação Guia da Semana

90 Anos da Semana de Arte Moderna de 1922

Entre 15 e 26 de fevereiro, espetáculos comemoram aniversário da semana que marcou a arte brasileira no Theatro Municipal de São Paulo.

Magdalena integra a comemoração aos 90 anos da Semana de Arte Moderna de 1922 (Sylvia Masini/Divulgação)

Uma programação especial no Theatro Municipal de São Paulo, acontece entre 15 e 26 de fevereiro, para comemorar os 90 Anos da Semana de Arte Moderna de 1922.

O público pode conferir duas óperas - uma delas, Magdalena, de Villa-Lobos, nunca montada em São Paulo -, um espetáculo de dança inédito e dois concertos. Os compositores e autores das obras apresentadas participaram da Semana de Arte em 1922, como Mario de Andrade, ou foram influenciados por ela, como Camargo Guarnieri, Radamés Gnatalli e Lorenzo Fernandez.

Os ingressos para as atrações já estão à venda na internet e os valores variam de R$ 10 a R$ 100.

Confira a programação:

Magdalena
Ópera em dois atos de Heitor Villa-Lobos, com libreto dos americanos Robert Wright e George Forrest, fez sua estreia na Broadway em 1948 e teve sua apresentação brasileira apenas em 2002, no Festival Amazonas de Ópera, em Manaus, com versão em português de Cláudio Botelho.

Andradiana
O espetáculo conta com duas partes. A primeira é a Camargo Guarnieri: Suíte Vila Rica, com o Balé da Cidade de São Paulo - coreografia inédita de Lara Pinheiro. A segunda parte é a Pedro Malazarte, ópera em 1 ato de Camargo Guarnieri com libreto de Mário de Andrade.

Música de Câmara
O músico Caio Pagano (piano) e o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, formado por Betina Stegmann (violino), Nelson Rios (violino), Marcelo Jaffé (viola) e Robert Suetholz (violoncelo) interpretam obras de Debussy e Villa-Lobos.

Orquestra Experimental de Repertório
Sob a regência de Jamil Maluf, o grupo acompanhado de Pablo Rossi (piano) apresenta peças como Batuque, do compositor carioca Lorenzo Fernandez, Momô Precoce, Fantasia para Piano e Orquestra, de Villa-Lobos, e Sinfonia Popular n° 1, de Gnatalli.

O que é a Semana de Arte Moderna de 1922?

O período é famoso na história da arte mundial e rompeu com o padrão estético da época. A princípio, não foi bem recebida, porém ganhou sucesso com o passar do tempo e destacou artistas consagrados do modernismo no Brasil, como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Heitor Villa-Lobos e Di Cavalcanti.

O Municipal de São Paulo foi o palco da Semana de 22 e do início de uma nova vida intelectual nas artes plásticas, na música e na literatura.


Atualizado em 23 Abr 2012.

Mais notícias

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte