Guia da Semana

Guia da Semana

Em homenagem ao centenário da Semana da Arte Moderna de 22, o Bar dos Arcos, símbolo de patrimônio histórico, cultural e gastronômico que está instalado no Theatro Municipal, acaba de lançar uma nova carta de drinks, sob consultoria da chef de bar Michelly Rossi, que provoca uma reflexão sobre os modernistas de cem anos atrás e os da atualidade.

A carta de drinks foi nomeada como ‘As Modernistas estão chegando’: “Todos os drinks foram pensados e elaborados com muito cuidado, carinho e, principalmente, respeitando esse legado de 100 anos da Semana da Arte Moderna, que foi revolucionária para o país. Além disso, queremos fazer uma provocação de quais corpos protagonizam ou deveriam protagonizar esse movimento. A conexão entre o que aconteceu e o que está acontecendo”, afirma Michelly.

Com drinks à base de ingredientes brasileiros e latinoamericanos, a chefe de bar se inspirou em ícones da Semana de 22 como Anita Malfatti, considerada pioneira da Arte Moderna no Brasil; Tarsila do Amaral, uma das principais artistas do movimento na América Latina; e Victor Brecheret, responsável pela introdução do modernismo na cultura e escultura brasileira. Em paralelo ao ano de 2022, traz influências de artistas como Elza Soares, um dos maiores nomes da MPB; a cantora paraense Dona Onete; e o músico, dramaturgo, escritor e ator brasileiro, Chico Buarque.

Seguindo o conceito modernista dessas personalidades, destacam-se novidades como: ‘Jamburana’, referência a música da Dona Onete, a bebida é preparada com Bulleit bourbon infusionado em flor de jambu, Cinzano Rosso e bitter (R$36); ‘Não Me Kahlo’, referência à Frida Kahlo, uma das principais figuras do movimento modernista mexicano e uma fonte de inspiração para os movimentos de resistência especialmente o feminista. O drink leva Don Julio, vermute seco, água de tomate, suco de limão e mel de agave (R$59); ‘Tanto Mar’, música do Chico Buarque que faz analogia à Revolução dos Cravos e teve sua versão original censurada durante a ditadura, sendo gravada apenas em Portugal. A bebida é feita com Bulleit Bourbon, Jerez fino, água de picles e bitter de laranja (R$44); e “O que se Cala”, faz menção a música de Elza Soares que traz "o meu país é meu lugar de fala", preparado com Aperol, Cinzano Bianco e Tanqueray infusionados em maracujá com suco de limão, xarope cítrico e aquafaba (R$48).

Na nova carta também há opções não alcoólicas, como é o caso de ‘Amarela Paixão’, música de Liniker e Os Caramelows, artista travesti que revolucionou a Nova MPB. O drink é gaseificado com maracujá, suco de limão, xarope de cardamomo e semente de coentro. (R$30); e ‘A Cuca’, obra de Tarsila do Amaral, preparado com Água de coco, suco de limão, xarope de coco, extrato de clitória, açúcar e aquafaba. (R$34).

Por Amanda Matos

Atualizado em 21 Fev 2022.