Guia da Semana

Guia da Semana

Com o fim de 2020, chegam as listas de melhores do ano. Durante todo o ano o Guia da Semana esteve atento aos lançamentos musicais de cada mês. Foram muitos álbuns incríveis de artistas como Taylor Swift, Fiona Apple, Bob Dylan, Run The Jewel e muito mais.

Assim, o Guia da Semana separou os 10 melhores discos internacionais de 2020 para você ouvir hoje mesmo. Confira:

► Fiona Apple, ‘Fetch the Bolt Cutters’

O novo disco da Fiona Apple é definitivamente um dos melhores do ano – em nossa pesquisa ele constou em muitas listas de melhores de 2020. Fiona Apple traz músicas emocionantes, com vocais sensíveis, letras auto reflexivas e melodias vulneráveis. É um ótimo companheiro para os domingos tranquilos.


Dua Lipa, ‘Future Nostalgia’

A britânica Dua Lipa lançou em 2020 seu aguardado segundo disco, chamado “Future Nostalgia”. O álbum a levou ao patamar dos melhores do ano. Sem deixar o pop de lado, Dua Lipa flerta com a disco dos anos 80 com uma roupagem moderna. A obra a eleva como uma das divas pop mais influentes de agora.


The Weeknd, ‘After Hours’

‘After Hours’ é o quarto álbum de Abel Tesfaye, ou como é conhecido The Weeknd. Aqui vemos um compositor de R&B melancólico e sensível que fala sobre corações partidos, drogas, festas, remorso e sentimentos à flor da pele. Foram quatro anos para construir este álbum com toda a sua atmosfera de bad boy vulnerável, desde ‘Star Boy’ de 2016.


Taylor Swift, 'Folklore'

A princesa do pop retorna às origens e traz um álbum de folk romântico, introspectivo e instigante para os tempos de quarentena. É o oitavo disco da cantora, só que este está sendo considerado como um álbum alternativo – e é capaz que ele entre nessas categorias no prêmio Grammy. Não deixe de ouvir a nova empreitada de Taylor Swift!

HAIM, 'Women in Music, Pt. 3'

As irmãs HAIM, Este, Danielle e Alana, trazem mais um disco impecável de indie rock que agrada aos fãs e atrai novos admiradores. É o terceiro disco da banda, com tom mais pessoal e intimista ao longo das 16 faixas, mas sem deixar seu lado espontâneo e experimental de lado.

Jessie Ware, 'What's Your Pleasure?'

A inglesa Jessie Ware acaba de lançar seu quarto disco de estúdio, chamado “What’s Your Pleasure?”. Ela mistura diversos gêneros eletrônicos como house, disco e dance, e é menos melancólico que seus álbuns anteriores. O disco recebeu muitos elogios e muitos o classificaram como um dos melhores de Jessie Ware.

Run the Jewels, ‘RTJ4’

Em seu quarto disco, a dupla de rappers El-P e Killer Mike traz um álbum excelente – não é à toa que a dupla é consagrada como uma das melhores do rap atual. Suas músicas são corajosas, ousadas e atuais, e falam sobre problemas sociais e políticos contundentes.

Perfume Genius, ‘Set My Heart On Fire Immediately’

Mike Hadreas é o nome por trás de Perfume Genius, que traz um rock melodramático em ‘Set My Heart On Fire Immediately’. Ele nos leva ao interior de sua alma, seus sonhos e medos com melodias que ora são psicodélicas, ora voltam à melancolia. Este é o quinto disco de estúdio do compositor enigmático que traz influências do rock e country, mas de uma maneira totalmente vulnerável.

Bob Dylan, 'Rough and Rowdy Ways'

O gigante da música Bob Dylan voltou a lançar músicas inéditas em disco ao lançar “Rough and Rowdy Ways”. Ele precede o anterior “Tempest”, de 2012, e é o 39º álbum de estúdio do cantor e compositor. Foi lançado pela Columbia Records e precedido pelos singles "Murder Most Foul", "I Contain Multitudes" e "False Prophet". Trata-se de um álbum duplo, com muitas músicas inéditas e participações como de Fiona Apple e Blake Mills.


Phoebe Bridgers, 'Punisher'

Puxando a vibe emo-folk, Phoebe Bridges criou seu próprio gênero quando lançou seu disco de estreia em 2017. “Punisher” é o segundo álbum da cantora e compositora, e segue com temáticas e melodias melancólicas. Suas canções falam sobre assuntos profundamente pessoais e exploram tópicos como dissociação, manifestação e relacionamentos fragmentados.

Por Lidia Capitani

Atualizado em 22 Dez 2020.