Guia da Semana
Música
Por Lidia Capitani

Conheça as mulheres que estão revivendo o indie rock

Maggie Rogers, Sharon Van Etten, Soccer Mommy e Mitski estão na lista.

Fotos: Christian Bertrand/Shutterstock.com | Rene Oonk/Shutterstock.com | Christian Bertrand/Shutterstock.com

Se você acha que o melhor do indie rock aconteceu no início dos anos 2000, talvez precise rever esse conceito. O gênero se diversificou em subgêneros e agora há diferentes ramificações para ouvir.

Pensando nisso, o Guia da Semana reuniu em uma lista diferentes nomes femininos do indie rock que mesclam influências desde o pop e eletrônico até o punk e folk. Confira:

Maggie Rogers

Maggie Rogers despontou em 2016 quando Pharrell Williams ouviu sua canção chamada “Alaska” e ficou realmente impressionado. O vídeo do cantor emocionado pela música viralizou na internet e desde então Maggie Rogers atraiu a atenção da crítica e dos fãs. Em 2017, ela assinou com a Capitol Records e dois anos depois lançou o disco “Heard It in a Past Life”, que conta com os singles “Light On” e “Alaska”.

Clairo

Clairo é outra cantora que nasceu na internet. Ela postava suas canções no site “Bandcamp” e fazia covers em seu canal do Youtube. Mas foi com o clipe de “Pretty Girl” que ela alcançou notoriedade e o vídeo se tornou viral. Em 2019, ela lançou seu primeiro disco, chamado “Immunity”, pelo selo FADER.

Sharon Van Etten

Com discografia mais longa, Sharon Van Etten já é uma conhecida da cena musical indie. Seu primeiro disco foi lançado em 2009, e seu último em 2019 – chamado “Remind Me Tomorrow”. Neste último, as músicas “Seventeen” e “Jupiter 4” fizeram muito sucesso.

Snail Mail

A banda de indie rock Snail Mail é um projeto da cantora e compositora Lindsey Jordan, que ainda no seu ensino médio decidiu criar a banda. Ela iniciou sua carreira lançando dois EP’s - em 2015 e 2016 -, mas foi em 2018 que ela gravou seu primeiro disco de estúdio chamado “Lush”, que inclui os singles “Pristine” e “Heat Wave”.

Soccer Mommy

Outra garota que começou a compor e postar suas canções na internet foi Soccer Mommy. Ela tinha uma página no Bandcamp em 2015 onde postava seus primeiros EP’s. O disco de estúdio veio apenas em 2018, chamado “Clean”. Já em 2020, Soccer Mommy encantou os fãs com seu segundo disco, “Color Theory”, e os singles “Yellow Is The Color Of Her Eyes” e “Circle The Drain”.

Lucy Dacus

Lucy Dacus é uma cantora e compositora de indie rock, que já lançou dois discos aclamados pela crítica: “No Burden” (2016) e “Historian” (2018), pela Matador Records. Em 2018, ela se juntou a Phoebe Bridgers e Julien Baker e juntas formaram o grupo Boygenius. O grupo lançou um EP homônimo ainda no mesmo ano.

Julien Baker

Assim como a maioria das cantoras desta lista, Julien Baker também está no começo da carreira e possui seus vinte e poucos anos. Com influência do folk, suas canções são muito emotivas. Possui dois discos de estúdio, o primeiro lançado em 2015, “Sprained Ankle”, e o segundo de 2017, “Turn Out the Lights”, mas parece que logo lançará seu terceiro. Assim como Lucy Dacus e Phoebe Bridgers, Julien também fez parte do grupo Boygenius.

Phoebe Bridgers

Com indicação ao Grammy Awards de ‘Melhor Artista Revelação’, Phoebe Bridgers é realmente um nome para prestar atenção. Suas canções possuem influência do emo e do folk, e ela possui dois discos: “Stranger in the Alps”, de 2017, e “Punisher” (2020). Também participou de grupo de indie rock Boygenius, com Lucy Dacus e Julien Baker.

Mitski

Outra veterana do indie rock é Mitski, que já possui uma discografia que data de 2012. De origem japonesa, ela retrata em suas canções o sentimento de não pertencimento. Seu último disco foi lançado em 2018, chamado “Be The Cowboy”, que contém os singles “Nobody”, "Two Slow Dancers” e "Geyser".

Angel Olsen

Com cinco discos de carreira, Angel Olsen é uma cantora e compositora versátil, que mistura de tudo: pop, rock e até um pouco de new wave. Seu primeiro disco data de 2012, chamado “Half Way Home”, mas seus melhores discos até agora são “My Woman”, de 2016, e “All Mirrors”, de 2019. Em 2020, ela lançou outro disco chamado “Whole New Mess”.


Por Lidia Capitani

Atualizado em 26 Nov 2020.

Mais notícias

Lista: saiba quais são os discos mais aguardados de 2021

Música

10 discos de David Bowie para ouvir o quanto antes

Música

7 discos lançados em dezembro de 2020 para ouvir o quanto antes

Música

Saiba quais foram os artistas mais ouvidos em 2020

Música

10 melhores discos internacionais de 2020

Música

Saiba quais são os melhores discos nacionais de 2020

Música
Guia da Semana Premium
Nosso conteúdo na melhor forma!

Aproveite o Guia da Semana de forma mais rápida, sem banners ou publicidade digital!