Guia da Semana
Música
Por Lidia Capitani

Conheça as mulheres que estão revivendo o indie rock

Maggie Rogers, Sharon Van Etten, Soccer Mommy e Mitski estão na lista.

Fotos: Christian Bertrand/Shutterstock.com | Rene Oonk/Shutterstock.com | Christian Bertrand/Shutterstock.com

Se você acha que o melhor do indie rock aconteceu no início dos anos 2000, talvez precise rever esse conceito. O gênero se diversificou em subgêneros e agora há diferentes ramificações para ouvir.

Pensando nisso, o Guia da Semana reuniu em uma lista diferentes nomes femininos do indie rock que mesclam influências desde o pop e eletrônico até o punk e folk. Confira:

Maggie Rogers

Maggie Rogers despontou em 2016 quando Pharrell Williams ouviu sua canção chamada “Alaska” e ficou realmente impressionado. O vídeo do cantor emocionado pela música viralizou na internet e desde então Maggie Rogers atraiu a atenção da crítica e dos fãs. Em 2017, ela assinou com a Capitol Records e dois anos depois lançou o disco “Heard It in a Past Life”, que conta com os singles “Light On” e “Alaska”.

Clairo

Clairo é outra cantora que nasceu na internet. Ela postava suas canções no site “Bandcamp” e fazia covers em seu canal do Youtube. Mas foi com o clipe de “Pretty Girl” que ela alcançou notoriedade e o vídeo se tornou viral. Em 2019, ela lançou seu primeiro disco, chamado “Immunity”, pelo selo FADER.

Sharon Van Etten

Com discografia mais longa, Sharon Van Etten já é uma conhecida da cena musical indie. Seu primeiro disco foi lançado em 2009, e seu último em 2019 – chamado “Remind Me Tomorrow”. Neste último, as músicas “Seventeen” e “Jupiter 4” fizeram muito sucesso.

Snail Mail

A banda de indie rock Snail Mail é um projeto da cantora e compositora Lindsey Jordan, que ainda no seu ensino médio decidiu criar a banda. Ela iniciou sua carreira lançando dois EP’s - em 2015 e 2016 -, mas foi em 2018 que ela gravou seu primeiro disco de estúdio chamado “Lush”, que inclui os singles “Pristine” e “Heat Wave”.

Soccer Mommy

Outra garota que começou a compor e postar suas canções na internet foi Soccer Mommy. Ela tinha uma página no Bandcamp em 2015 onde postava seus primeiros EP’s. O disco de estúdio veio apenas em 2018, chamado “Clean”. Já em 2020, Soccer Mommy encantou os fãs com seu segundo disco, “Color Theory”, e os singles “Yellow Is The Color Of Her Eyes” e “Circle The Drain”.

Lucy Dacus

Lucy Dacus é uma cantora e compositora de indie rock, que já lançou dois discos aclamados pela crítica: “No Burden” (2016) e “Historian” (2018), pela Matador Records. Em 2018, ela se juntou a Phoebe Bridgers e Julien Baker e juntas formaram o grupo Boygenius. O grupo lançou um EP homônimo ainda no mesmo ano.

Julien Baker

Assim como a maioria das cantoras desta lista, Julien Baker também está no começo da carreira e possui seus vinte e poucos anos. Com influência do folk, suas canções são muito emotivas. Possui dois discos de estúdio, o primeiro lançado em 2015, “Sprained Ankle”, e o segundo de 2017, “Turn Out the Lights”, mas parece que logo lançará seu terceiro. Assim como Lucy Dacus e Phoebe Bridgers, Julien também fez parte do grupo Boygenius.

Phoebe Bridgers

Com indicação ao Grammy Awards de ‘Melhor Artista Revelação’, Phoebe Bridgers é realmente um nome para prestar atenção. Suas canções possuem influência do emo e do folk, e ela possui dois discos: “Stranger in the Alps”, de 2017, e “Punisher” (2020). Também participou de grupo de indie rock Boygenius, com Lucy Dacus e Julien Baker.

Mitski

Outra veterana do indie rock é Mitski, que já possui uma discografia que data de 2012. De origem japonesa, ela retrata em suas canções o sentimento de não pertencimento. Seu último disco foi lançado em 2018, chamado “Be The Cowboy”, que contém os singles “Nobody”, "Two Slow Dancers” e "Geyser".

Angel Olsen

Com cinco discos de carreira, Angel Olsen é uma cantora e compositora versátil, que mistura de tudo: pop, rock e até um pouco de new wave. Seu primeiro disco data de 2012, chamado “Half Way Home”, mas seus melhores discos até agora são “My Woman”, de 2016, e “All Mirrors”, de 2019. Em 2020, ela lançou outro disco chamado “Whole New Mess”.


Por Lidia Capitani

Atualizado em 8 Mar 2021.

Mais notícias

8 vencedores do Grammy Awards 2021 para ouvir o quanto antes

Música

Conheça (e ouça) 8 nomes da nova cena do rap e grime britânico

Música

10 álbuns lançados em fevereiro de 2021 para ouvir o quanto antes

Música

Música: 7 álbuns lançados em janeiro de 2021 para ouvir o quanto antes

Música

Lista: saiba quais são os discos mais aguardados de 2021

Música

10 discos de David Bowie para ouvir o quanto antes

Música