Guia da Semana

Os melhores clipes de 2017

Num passado não tão longe, os clipes de música foram um grande fenômeno na MTV. Mas quando a produção visual que acompanha os hits de sucesso parecia estar em perigo de extinção, surgiu o YouTube para salvá-los – ufa!

Hoje, os artistas investem tudo e mais um pouco nos clipes. Afinal, seja pelo enredo, as coreografias, os cenários ou os figurinos, o material visual tem o poder de nos fascinar, emocionar e dar novos significados às letras.

No fim, o principal fator que faz um clipe ser bom é a sua capacidade de chamar a atenção de quem o assiste – e, felizmente, 2017 tem sido um ano cheio de bons clipes.

Pensando nisso, o Guia da Semana selecionou os melhores clipes de 2017... até agora. É só dar o play e se jogar!

"Look What You Made Me Do" – Taylor Swift

Com produção de altíssima qualidade, o clipe do single de estreia do novo álbum de Taylor, Reputation, está carregado de referências, sátira, zumbis e efeitos especiais. A cena final em que a cantora interpreta a si mesma em diferentes momentos de sua carreira foi a cereja do bolo.

"Sua Cara" – Major Lazer 

Depois de nos fazer esperar e nos deixar curiosos por meses, o clipe de Sua Cara bateu o recorde de melhor estreia do ano no YouTube e com certeza vale a pena assistir só pra ver duas grandes brasileiras rebolando no Deserto do Saara.


"Praying" – Kesha

Depois da polêmica com seu antigo produtor, Kesha desapareceu das manchetes e voltou este ano com o single Praying. Em meio a um exuberante cenário e muitas cores que lançam o vídeo em um patamar de produção visual altíssimo, Kesha canta sobre o que passou e sobre superação.


"Despacito" – Luis Fonsi 

Este não foi apenas o clipe mais assistido do ano, mas o vídeo mais visto da história do YouTube. Em uma sequência de diversas cenas com muita gente dançando ritmos latinos, o clipe não é a produção mais trabalhada da lista, mas certamente vale a pena ser visto só pelo recorde alcançado.


"Boys" – Charli XCX 

A quantidade de gifs nas redes sociais originados deste vídeo é motivo suficiente pra você gastar um pouco do seu tempo assistindo a ele. A cantora convidou diversos de seus contatinhos para um clipe que se constitui de várias cenas de homens famosíssimos tentando seduzir o espectador.


"Bon Appétit" – Katy Perry

O vídeo é certamente o mais polêmico da carreira da cantora. A sequência de cenas perturbadoras que transformam Katy Perry em um pedaço de carne torna impossível não ver o clipe até o final.


"Wild Thoughts" – DJ Khaled ft. Rihanna

A Rihanna dançando já é motivo suficiente pra assistir a qualquer vídeo, mas o clipe de Wild Thoughts traz figurinos, cenários e cores fascinantes capazes de prender a atenção de todos nós.


"Fetish" – Selena Gomez ft. Gucci Mane

Para além da fotografia suave, o clipe de Fetish vale realmente a pena pelo enredo e a atuação de Selena Gomez. Vale ressaltar que a direção do vídeo ficou por conta de outra mulher – cheio de mensagens subliminares, a produção fala sobre as dificuldades de ser do sexo feminino.


"K.O" – Pabllo Vittar 

Pabllo foi outra das revelações com as quais o pop brasileiro tem nos presenteado com frequência. O clipe de K.O. foi o primeiro do álbum de estreia da drag queen e, entre coreografia e figurino, nos trouxe tudo o que a gente esperava e muito mais.


"Power" – Little Mix ft. Stormzy

O clipe vale a pena só pela quantidade de cores e de figurinos maravilhosos. Mas as meninas da banda não quiseram parar por aí. O single Power é certamente um dos melhores da carreira do grupo e fala, justamente, sobre ser uma mulher poderosa - e o vídeo torna todo esse poder muito visual, confirmando tudo o que é dito na letra.


"Green Light" – Lorde

Melodrama foi um dos álbuns mais comentados de 2017, e Green Light foi seu carro-chefe. O clipe reforça perfeitamente a vibe da música – enquanto Lorde vai a festas e passeia pela cidade pendurada da janela de um carro, é impossível saber se ela está feliz ou triste, mas assistindo ao vídeo é completamente possível sentir nele ambas as emoções.


"Regime Fechado" – Simone & Simaria

O sertanejo não é lá muito fã de clipes, e a existência de um para Regime Fechado já é motivo para assisti-lo. Em pleno faroeste, celebridades como Nego do Borel e Giovanna Ewbank encenam a desilusão amorosa cantada por Simone e Simaria.


"HUMBLE." – Kendrick Lamar

O clipe da música de maior sucesso do álbum DAMN. é cheio de simbolismo e uma composição visual impressionante. O vídeo também lança mão de algumas pequenas cenas compartilháveis que rapidamente se viralizaram.


"Lust For Life" – Lana Del Rey ft. The Weeknd

Com cenas suaves, detalhes surreais e as cativantes expressões da Lana Del Rey, o vídeo não se distancia muito dos outros clipes da cantora, mas é uma delicada experiência onírica que vale a pena ser apreciada.


"Paradinha" – Anitta 

Anitta entrou em 2017 para ficar nas manchetes de todo o Brasil, e Paradinha faz parte dessa conquista. O primeiro single em espanhol da cantora veio acompanhado de um clipe cheio de gente rebolando, o que originou inúmeros gifs e levou muita gente a dançar pelos supermercados de todo o país.


"Sign of The Times" – Harry Styles

Sign of The Times foi o carro-chefe do álbum de estreia da carreira solo do ex-vocalista da One Direction. A música chamou atenção por ser muito diferente do que o cantor já havia feito antes, e o clipe não é diferente. Sobre um cenário difícil de tirar os olhos, Harry Styles flutua enquanto canta o sucesso que marca o início de uma nova era em sua vida.


"Te Pegar" – IZA

O clipe veio para marcar o início da carreira da cantora, que é a mais nova revelação do pop nacional, só isso já seria motivo pra assisti-lo, mas ele ainda vem com uma coreografia de tirar o fôlego e que vai fazer todo mundo querer dançar.


"Hard Times" – Paramore

O clipe de Hard Times tem cores, figurinos e delicados efeitos especiais que prendem a atenção do início ao fim. O diretor do vídeo afirmou que a ideia era aproveitar a criatividade da banda e incorporar da melhor forma possível uma vibe dos anos 80. Objetivo alcançado.


"Symphony" – Clean Bandit ft. Zara Larsson

O vídeo já valeria a pena só pelas belas cenas de Zara Larsson cantando junto a uma orquestra. Intercalado a isso, no entanto, acompanhamos uma triste história de amor entre dois homens negros. O grupo ganhou muitos pontos da crítica por ter optado pela diversidade para interpretar o enredo.


"Cheguei" – Ludmilla

Em uma lista brasileira não pode faltar funk e felizmente Ludmilla nos trouxe, em 2017, o clipe de Cheguei. Além de coreografia, diversidade de elenco e figurino, o vídeo vale muito a pena pelas referências ao filme Garotas Malvadas.


“Too Good At Goodbyes” – Sam Smith

A música de abertura do ultimo álbum de Sam Smith atingiu as paradas de sucesso e o clipe não ficou atrás. Com mais de 240 milhões de visualizações no YouTube, o vídeo vale a pena por, além dos belos cenários e fotografia, promover a diversidade através dos vários casais que o estrelam – heterossexuais, gays, brancos, negros... a verdade é que todos já tivemos o coração partido.


“Havana” – Camila Cabello

O vídeo começa como uma sátira das novelas mexicanas, passa para um sitcom familiar e chega a um thriller de Hollywood. Com roteiro hilário e muito bem construído, coreografias fascinantes e figurinos de cair o queixo, não é de se estranhar que o vídeo da cubana Camila Cabello já tenha tido mais de 170 milhões de visualizações no YouTube.


“New Rules” – Dua Lipa

Dua Lipa chegou mostrando que veio para ficar. O clipe de New Rules já teve mais de 600 milhões de visualizações no YouTube, ganhou diversas paródias e as três regras cantadas já viraram ordem na vida dos fãs que precisam superar o ex. O vídeo ganha muitos pontos pela diversidade das dançarinas e pela coreografia.


“Cheguei Pra Te Amar” – Ivete Sangalo feat. MC Livinho

Ivete voltou com tudo e investiu nas parcerias. Seu clipe com MC. Livinho, cheio de diversidade, já teve milhões de visualizações, foi muito bem produzido e vale apena pela ótima fotografia e figurinos.


“Permanecer” – Lucas Lucco feat. MC G15

Lucas Lucco levou o funk carioca e o arrocha à Paris no clipe de Permancer. Enquanto MC G15 canta no Rio, Lucas Lucco convida todos os gringos a aprenderem uns passos brasileiros no Museu do Louvre ou em frente à Torre Eiffel.

Atualizado em 16 Nov 2017.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

As melhores músicas de 2018... até agora

Confira alguns singles que conquistaram pessoas ao redor de todo o mundo e deram o que falar

12 músicas que falam sobre comida (e que você precisa adicionar na sua playlist)

Canções inspiradoras que vão abrir o apetite de qualquer um

Os melhores clipes de 2018... até agora

Confira algumas produções que têm se destacado no mundo da música

Conheça as músicas da Copa do Mundo de 2018

Tem funk, pop, samba e até mistura de axé com funk!

Mais de 15 funks obrigatórios na playlist do Carnaval 2018

Funk pode não ser o seu gênero musical preferido, mas que ele anima qualquer festa, ele anima

Após retorno, Rouge lança clipe do primeiro single "Bailando"; assista!

Faixa também está disponível em todos os serviços de streaming

Cadastre-se para
NOVIDADES

Receba ofertas de
PASSAGENS

×
Receba novidades do Guia da Semana

Whatsapp Guia da Semana
Receba nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas em seu Whatsapp

CADASTRE-SE

Notificações em seu PC ou celular
Receba notificações instantâneas com nossos tópicos mais quentes e notícias fresquinhas

CADASTRE-SE

Ofertas de passagens
Receba as melhores ofertas e promoções de passagens aéares em seu Whatsapp.

CADASTRE-SE

Newsletter do Guia da Semana
Dicas semanais para aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer.