Guia da Semana
Na Cidade
Por Luísa Celiberto

9 lugares para apreciar arte ao ar livre em São Paulo

Porque os melhores museus da cidade não estão confinados entre quatro paredes!.

Fotos: Juliana Sartori/Guia da Semana | Shutterstock

Por muito tempo, São Paulo carregou o título de selva de pedra devido à quantidade de prédios e de concreto que compõe as paisagens da metrópole. Mas não é só de cinza que vive SP! Ao andar pelas ruas da cidade é possível se deparar com diversos murais de grafite, que fazem qualquer paulistano(a) se sentir um turista. E o melhor: o ingresso para essas "exposições" é grátis!

Confira 9 lugares para apreciar arte ao ar livre em São Paulo e descubra que os melhores museus da cidade não estão confinados entre quatro paredes:
 

1. Vila Madalena


Shutterstock

Quem anda pelas ruas da Vila Madalena, na Zona Oeste de São Paulo, está propenso a se deparar com belos grafites e murais urbanos - que vão muito além do famoso Beco do Batman. O Beco do Aprendiz, o Beco do Lira, a Praça das Corujas e os arredores entre as ruas Patápio Silva e Medeiros de Albuquerque também são ótimos lugares para apreciar grafite por lá - e fugir das modices.
 

2. Cambuci


Shutterstock

Cambuci é o berço de grandes nomes que se revelaram talentos da arte urbana de São Paulo. As paredes do bairro são marcadas pelos grafiteiros Os Gêmeos (Gustavo e Otávio Pandolfo), que nasceram por lá e hoje levam seus gigantes amarelos para o mundo inteiro, como Lisboa (foto à esquerda) e Nova Iorque (foto à direita), por exemplo. Comece sua visita pelo muro da Rua Lavapés e aproveite uma tarde agradável pela região!
 

3. Avenida Cruzeiro do Sul (Museu Aberto de Arte Urbana)


Shutterstock

Quem passar pela Avenida Cruzeiro do Sul poderá apreciar as obras do MAAU: Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo. Os grafites decoram as pilastras das estações do Metrô no trecho elevado da Linha-1 Azul, entre as estações Tietê, Santana e Carandiru. São 33 colunas que formam o complexo, que conta com curadoria de Binho Ribeiro, Chivitz e entre outros artistas paulistanos. O motivo principal? Reconhecer o grafite como arte urbana, e não crime.
 

4. Túnel José Roberto Fanganiello Melhem


Shutterstock

Sem dúvidas o Túnel José Roberto Fanganiello Melhem, mais conhecido como "buraco da Paulista", que liga a principal via de São Paulo às Avenidas Rebouças e Dr. Arnaldo, é um dos locais mais populares quando o assunto é arte de rua. Presente desde a década de 80, com quase 2200m², ele retrata a cultura popular brasileira e está em constante mudança – às vezes segue alguns temas específicos, como em 2008, quando abrigou elementos da cultura japonesa em homenagem aos cem anos da imigração japonesa no Brasil.
 

5. Avenida 23 de Maio


Shutterstock

Uma das avenidas com tráfego mais intenso da cidade de São Paulo, a 23 de Maio, também conhecida como Corredor Norte-Sul, ficou mais bonita depois te ter sido grafitada por diversos artistas como Os Gêmeos e Eduardo Kobra - só para citar alguns -, dando mais alegria ao trajeto de quem fica preso no trânsito. Alguns murais foram apagados por conta do muro verde instaurado pelo ex-prefeito João Dória, mas ainda é possível apreciar arte a céu aberto por ali.
 

6. Minhocão


Shutterstock

Assim como no MAAU, as pilastras que sustentam o famoso Minhocão (oficialmente conhecido por Elevado Presidente João Goulart) viraram a tela perfeita para artistas paulistanos exporem as suas obras. O local pode ser conhecido a pé, de carro ou de bicicleta, já que, desde 2015, uma ciclovia percorre todo o trajeto.
 

7. Escadão da Rua Alves Guimarães


Juliana Sartori/Guia da Semana

Um dos mais novos trabalhos de Eduardo Kobra na cidade de São Paulo é o Escadão da Rua Alves Guimarães, em Pinheiros. A praça, que antes passava despercebida por muitos, ganhou cores e formas e agora abriga a pintura A Doce Bailarina. O bairro, que já era um reduto da arte urbana em SP, agora conta com mais uma obra de arte.
 

8. Avenida Paulista


Shutterstock | Reprodução/Instagram @kobrastreetart

A Avenida Paulista, cartão-postal da cidade, não poderia ficar de fora dessa lista. Entre os vários murais incríveis que cobrem as laterais dos prédios e arranha-céus a seu redor, podemos destacar duas criações de Eduardo Kobra, um dos artistas brasileiros mais famosos neste segmento: o retrato de Oscar Niemeyer, que enfeita uma construção no final da avenida, e o de Ayrton Senna, localizado no cruzamento da Paulista com a Consolação.
 

9. Avenida Radial Leste


Shutterstock

Desde 2014, em uma ação especial para a Copa do Mundo do Brasil, a Avenida Radial Leste, na Zona Leste de São Paulo, se tornou o maior corredor de grafite a céu aberto da América Latina. São 4 km de extensão, que levam obras famosas como os retratos de Cafú, Pelé e Garrincha, além de obras dos artistas Os Gêmeos.
 


Segue a gente no Instagram! Novidades, promoções e dicas quentinhas! ► @portalobaoba

Roteirão por SP: mais de 200 lugares imperdíveis que você tem que conhecer em cada região da cidade

Prontos para bater perna pelos quatro cantos de São Paulo?

Guia cult em SP: 12 rolês para explorar o melhor da arte, cultura e gastronomia na cidade

De bares a cafés, livrarias, museus e restaurantes - conheça os points mais intelectuais da cidade

Confira as exposições imperdíveis que acontecem em São Paulo em 2018

Acervos internacionais que chegam ao Brasil, mostras de artistas brasileiros, especial de quadrinhos e mais!


Por Luísa Celiberto

Atualizado em 2 Set 2019.

Mais notícias

Vela lança bike elétrica conectada à internet; saiba tudo!

Na Cidade

11 exposições imperdíveis em São Paulo em novembro de 2019

Na Cidade

6 benefícios da bicicleta elétrica que talvez você não saiba

Na Cidade

Conheça a Vela, a bicicleta elétrica perfeita para o dia a dia

Na Cidade

17 eventos imperdíveis em São Paulo nos dias 8, 9 e 10 de novembro de 2019

Na Cidade

28 passeios grátis em São Paulo em novembro de 2019

Na Cidade