Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Gastronomia movimentada

Colunisa explica os nomes e tendências da gastronomia.

Sxc.Hu

Já repararam que de tempos em tempos surgem novos movimentos e tendências relacionados à gastronomia e alimentação? Já existem o " slow food" (muito falado) atualmente, o " finger food", o " confort food", e ainda, o " raw food". Tem também os mais antigos, como o Veganismo (vegetarianismo restrito) e existe até o Frutarianismo.

Caramba, quantas filosofias ligadas à comida! Posso garantir que todas têm fundamentos e suas origens estão ligadas não somente ao interesse empresarial e industrial, mas também à melhora da qualidade de vida das pessoas e a contribuição para a preservação da natureza.

Vamos nos ater só nos três primeiros: o " slow food", o " finger food" e o " confort food" que nada tem a ver um com o outro. Mas o pessoal anda fazendo uma confusão...  Só para não passar em branco, o " raw food" significa comida crua e é papo para outro artigo!

O primeiro é um movimento que preconiza o saborear dos alimentos, o comer sem pressa, desfrutando as preparações em boas companhias e com qualidade. Essa idéia é uma contraposição ao fast food (comida rápida em inglês), extremamente presente nas nossas vidas. Como eu disse anteriormente, esses movimentos estão ligados às questões ambientais e de qualidade de vida, certo? Pois bem, este movimento surgiu na Europa com a observação de que, em alguns países onde os colaboradores trabalhavam menos horas, os mesmos eram mais produtivos do que nos países onde se trabalha mais horas por semana. Passou-se, então, a se destacar a " slow attitude" (atitude devagar) e, por consequencia, o movimento em questão, o qual significa "comida devagar" em inglês.

E quanto ao " finger-food", o que seria? Antes considerado feio, comer com as mãos agora se tornou uma tendência, ou com os dedos (finger, em iglês) daí o seu nome. Esse movimento, muito presente em coquetéis, festas e eventos em geral (não são somente os tradicionais canapés, apesar de esses serem considerados como tal) é literalmente uma "mão na roda" dos organizadores. Além de estar super na moda, os gastos com aluguel de utensílios e mobiliários pode ser menor, já que os convidados não precisam necessariamente sentar-se para comer. Dá pra servir qualquer tipo de refeição, é só usar a criatividade e o bom senso, pois ninguém vai querer comer um bife e ter que cortá-lo, sem ao menos ter onde sentar-se, não é mesmo? 

Já o " confort food" (comida confortável em inglês) também se contrapõe ao " fast food", sendo uma tendência na qual a indústria tem agregado muito valor, que é a de despertar sensações agradáveis com a alimentação. Isso se atribui principalmente à comida caseira , que nos faz muitas vezes lembrar da infância, ou de tipos de alimentos que eram servidos antigamente, como os preparados em fogões a lenha, por exemplo. 

E haja criatividade para seguir tantas tendências!

Leia as colunas anteriores de Carla Milani

Solução de Problemas Enogastronômicos

Quanto Apetite!

Do you speak english?

Quem é a colunista: Carla Milani. Apaixonada por alimentos e bebidas.

O que faz: Nutricionista e Barista

Pecado gastronômico: Massas, massas e mais massas!!!

Melhor lugar do Brasil: Todos!!! (mas em especial o Rio de Janeiro...)

Fale com ela: csmilani@ig.com.br


Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

11 restaurantes em São Paulo perfeitos para o almoço de domingo em família

Restaurantes

Starbucks lança novos produtos especiais para o verão; saiba mais!

Restaurantes

Abbraccio oferece pizza em dobro para celebrar a chegada de 2019

Restaurantes

14 lugares com sobremesas geladas para se refrescar no verão

Restaurantes

Mais de 20 lugares para tomar drinks refrescantes no verão

Restaurantes

Vezpa Pizzas, tradicional e descolada rede carioca, chega a São Paulo; saiba mais

Restaurantes