Guia da Semana
Arte
Por Nathália Tourais

Portinari popular

Exposição fica em cartaz no MASP, de 11 de agosto a 15 de novembro, e conta com uma média de 50 obras expostas.

Exposição de Portinari está em cartaz no MASP (Divulgação)

Este evento terminou

Portinari popular

Data 11 Ago 2016-15 Nov 2016
De 11 de agosto a 15 de novembro de 2016

Preço(s) R$25,00 (entrada); R$12,00 (meia-entrada). O MASP tem entrada gratuita às terças-feiras, durante o dia todo.

Horário(s) terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); quinta-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30)

Exposição: Pintura

Endereço
Avenida Paulista, 1578, Centro 01310-200

Telefone (11) 3251-5644

Entre os dias 11 de agosto a 15 de novembro, o MASP recebe a exposição Portinari popular, com cerca de 50 obras de Candido Portinari (1903-1962) que abordam temas e tipos populares. A exposição apresenta um novo olhar sobre a produção do artista, propondo uma revisão que se opõe a leituras que privilegiam a compreensão de sua obra desde um ponto de vista formal e sempre em comparação com a pintura modernista europeia.

Na mostra, são explorados conteúdos sociais, tais como, manifestações políticas, o cotidiano dos trabalhadores e representações de tradições culturais brasileiras, como festas populares, brincadeiras típicas e bonecas karajá.

Portinari é um dos mais importantes e polêmicos artistas brasileiros do século 20. Boa parte de sua obra coloca em evidência personagens populares. São trabalhadores em suas diversas atividades (o lavrador de café, a lavadeira, o seringueiro, o garimpeiro, o músico, o jangadeiro, o operário ou o estivador), figuras populares (o cangaceiro, a baiana, a boneca karajá), em diferentes contextos (na favela, em Brodósqui, sua cidade natal) ou em trânsito (migrantes, retirantes, despejados). Vemos também crianças engajadas em brincadeiras e cenas de festas de São João ou de casamentos na roça. Entre os retratos feitos por Portinari de personagens populares, a exposição incluirá a colona, a baiana, a mulata, a índia, o cangaceiro, o mestiço, e um intelectual — Mário de Andrade, interlocutor importante do artista e primeiro grande intérprete de sua obra.


Por Nathália Tourais

Mapa do local

Explore ao redor

Feira de Antiguidades da Paulista

Viagens

Nescafé - Masp

Restaurantes

Restaurante Uni - Masp

Restaurantes

Casa Vovó Palmirinha

Restaurantes

Ça-Va Café Restaurant

Restaurantes

Noah - Paulista

Restaurantes

Notícias recomendadas

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte