Guia da Semana
Shows
Por Juliana Andrade

15 curiosidades que você precisa saber sobre o Rock in Rio

Um dos maiores festivais do planeta também tem algumas das histórias mais absurdas. Quer apostar?.

Estádio do Maracanã na segunda edição do Rock in Rio no Brasil (Divulgação)

Quantas histórias ouvimos sobre festivais de música, né? Não importa em qual parte do mundo, mas sempre acontece algo curioso ou algum episódio maluco envolvendo alguém da produção, organização ou mesmo os próprios artistas.

+ O que você não pode deixar de ver no Rock in Rio 2013
Vaza suposto line-up do Lollapalooza Brasil 2014

No Rock in Rio, a coisa não é diferente. Estamos indo para a sexta edição brasileira do festival e muita água rolou debaixo dessa ponte. Dá uma olhada em algumas coisas que aconteceram durante o festival: 

Tanga de leopardo

Ney Matogrosso foi escalado para abrir o primeiro Rock in Rio e subiu no palco somente com umas penas na cabeça e uma tanguinha de leopardo.



Previsão de Nostradamus 

Em 1985 rolava um boato de que Nostradamus teria previsto a morte de milhares de jovens em um grande encontro na América do Sul. Precavida, a organização do evento contratou um astrólogo para fazer o mapa astral do festival. É mole?



Personal trainer 

Os integrantes do Whitesnake podem ser considerados os roqueiros mais saudáveis do universo da música. Em 1985, eles não pediram uma gota de álcool e ainda convocaram um personal trainer, um coreografo, nutricionista e massagista para ajudar a queimar calorias.



Beberrões 

Em compensação, na mesma edição de 85, a galera consumiu 1,6 milhão de litros de cervejas e o Mc Donald’s vendeu 58 mil sanduíches.



O caso das 700 toalhas

Prince causou no Rock in Rio II. Primeiro, ele exigiu 700 toalhas brancas e os produtores tiveram que sair pedindo toalhas emprestadas pelos hotéis do Rio, mas conseguiram “apenas” 300. Segundo, o popstar atrasou 1h30 para o seu show. Tudo porque ele queria passar no corredor de acesso ao palco sem cruzar com nenhuma pessoa. E, pra finalizar, durante os rolês no Rio, deu US$ 100 para um menino de rua e ainda teve um caso com uma adolescente de 16 anos.



Caso com Motorista

Freddie Mercury foi outro que conseguiu um romance durante sua estada no país. Em 1985, o líder do Queen teve um caso com o motorista que foi contratado para acompanha-lo no Rio. Maria gasolina...



Romance <3

George Michael também viveu um romance na cidade maravilhosa. Em 1991, o cantor conheceu seu futuro namorado, Anselmo Feleppa, que infelizmente morreu dois anos depois. :(



Macarronada com o povo da limpeza

Também em 1991, Axl Rose do Guns n’ Roses, pediu que, após a apresentação da banda, fosse servida para ele e sua equipe uma bela de uma macarronada. No entanto, quando se deu conta, todo mundo tinha ido embora. Para ajudar com o monte de comida, o roqueiro convidou o povo da limpeza e os seguranças do Maracanã para dividir o rango.



Guitarra em forma de América do Sul

Animadão com sua primeira apresentação no Brasil, o guitarrista Matthias Jabs, do Scorpions, trouxe para os palcos uma guitarra em formato da América do Sul. Ele fazer uma média com o publico.



Sino de 1.500 kg

Em 1985, os malucões do AC/DC trouxeram na bagagem um sino que pesava mais de uma tonelada. Na época, a estrutura do palco não aguentou. Não contentes, eles pediram para fazer uma réplica de gesso. Tudo isso para fazer bonito quando eles tocassem “Hell’s Bells”.



Galinha no Palco 

O famoso episódio do Ozzy Osbourne comendo um morcego no palco rendeu a ele uma cláusula contratual se comprometendo a não fazer nada parecido no Rock in Rio I. A galera de proteção aos animais também não desgrudou o olho dele durante o show. Alguém da plateia até jogou uma galinha no palco, mas ele não comeu não.



Peito de Fora 

Na edição de 2001, a cantora Cássia Eller, além de colocar os peitos pra fora durante o show, gastou todo o seu cachê com as pessoas que dividiram o palco com ela durante sua apresentação. Gente fina, hein?



Seis minutos de show

Em 1991, Lobão foi zuado pela plateia e fez o show mais curto da história do festival: seis minutos.



Napster vs Rock in Rio

O Rock in Rio III foi o primeiro festival pirateado da história. O Napster estava bombando na época e era possível compartilhar os arquivos em MP3 no dia seguinte dos shows.



Aniversário no palco

O Foo Fighters foi uma novela. Eles iriam tocar em São Paulo, em 2000, mas desistiram assim que descobriram que uma operadora telefônica que iria bancar o show. Em 2001, também não estavam muito a fim de vir para o Rock in Rio e mudaram de ideia quando souberam que lideravam o favoritismo do publico em uma enquete feita pela organização do evento. No fim, Dave Grohl comemorou o aniversário no Brasil e ainda ganhou um bolo da produção e um beijo da Cássia Eller.



Por Juliana Andrade

Atualizado em 9 Jan 2015.

Mais notícias

Rock in Rio 2019: venda dos ingressos para público geral começa nesta quinta-feira, 11 de abril; saiba mais!

Shows

Tudo que você precisa saber para curtir o Lollapalooza 2019

Shows

Lollapalooza Brasil 2019: dicas preciosas para curtir o festival ao máximo

Shows

Sandy e Junior anunciam mais dois shows extras em São Paulo em Outubro; saiba mais!

Shows

Álbum "Kisses", da Anitta, é divulgado; Assista a todos os clipes – e entenda cada um deles

Shows

Mais de 12 shows imperdíveis em São Paulo em abril de 2019

Shows