Guia da Semana
Shows
Por Bruno Ibaldo

Shows históricos do Super Bowl

Depois de queda de audiência e escândalos, Super Bowl encontra no Halftime Show uma receita de sucesso.

Em 2013, Beyoncé reuniu o grupo Destiny's Child e fez uma das melhores apresentações do Halftime Show (Reprodução)

O show do intervalo dos jogos do Super Bowl é, de fato, um show. Os artistas têm pouco mais de dez minutos onde devem ser criativos e apresentar o melhor show possível. E não é que eles conseguem?

Assista ao show de Bruno Mars no Super Bowl
+ Confira os trailers exibidos no Super Bowl 2014
+ Shows internacionais no Brasil em 2014


Desde que a organização do evento descobriu que trazer grandes artistas para se apresentarem no intervalo dos jogos, a televisão americana passou a contabilzar uma audiência nunca antes vista. A receita deu tão certo que, além de ser o horário mais caro da televisão, as pessoas passaram a assistir mais ao Halftime Show, como é chamado, do que ao próprio jogo.

Por lá já passaram New Kids on the Block, Gloria Estefan, Prince, Clint Black, Patti LaBelle, The Who, Tony Bennett e, recentemente, Bruno Mars.

Confira abaixo a lista com os shows históricos do intervalo do Super Bowl.

2013 - Beyoncé



Em 2013, Beyoncé fez uma das apresentações mais aclamadas de sua carreira e uma das melhores avaliadas entre os shows do Super Bowl. Dança, sensualidade, luzes e projeções já eram características de performance da cantora, mas desta vez ela levou estes elentos a um nível muito maior. Além disso, a volta do Destiny's Child gerou uma expectavida muito grande sobre o evento, e ele não deixou nada a desejar.

2011 - Black Eyed Peas



Como sempre, o Black Eyed Peas performou um show tecnológico que contagiou todo mundo. No campo pessoas dançavam e formavam o cenário da apresentação. O palco também se transformava conforme as músicas. Slash e Usher fizeram participações.

2012 - Madonna



Madonna apresentou um show cheio de malabarismos, remixes e crossovers. LMFAO, Nicki Minaj, M.I.A. e Cee Lo Green dividiram o palco com a rainha do pop. A apresentação girava em torno de um clima greco-romano, passando por influências egípcias, até ser transformada por um coral gospel ao som de Like A Prayer provando que só Madonna consegue conciliar tantos estilos sem perder a pose.

2005 - Paul McCartney



Um palco, um pedestal, um microfone, uma guitarra e um piano. Paul McCarney nunca precisou de performances mirabolantes para fazer sucesso. Mas, por trás do que parece simples, está um currículo de sucessos invejáveis a qualquer artista. E foi assim, simples, que McCartney emocionou milhares de pessoas em pouco mais de 12 minutos.

1993 - Michael Jackson



Quando Michael Jackson surgiu no palco, mais de 90 segundos de aplausos enlouquecidos se seguiram só por causa da sua aparição. E durante todo o tempo que o rei do pop estava sobre o palco, o público não dava sinais de que aqueles plausos e gritos iriam sumir. Definitivamente, um feito só comparado ao que os Beatles conseguiam fazer.

2006 - The Rolling Stones





Como eram cada vez mais esporádicas as apresentações do Rolling Stones, cada chance de vê-los era preciosa. E foi no Super Bowl de 2006 que, em poucos minutos, eles tocaram um sucesso atrás do outro quase sem parar. Foi a alegria dos fãs que também não pararam um segundo, assim como Mick Jagger.


Por Bruno Ibaldo

Atualizado em 3 Fev 2014.

Mais notícias

Sandy e Junior no Brasil em 2019

Shows

Sandy e Junior: 21 músicas que queremos ouvir na turnê "Nossa História"

Shows

Sandy e Junior confirmam turnê comemorativa de 30 anos; primeiro show é em Recife, dia 12 de julho

Shows

10 atrações brasileiras que você não vai querer perder no Lollapalooza 2019

Shows

7 atrações do Lollapalooza 2019 que vêm ao Brasil pela primeira vez

Shows

9 shows imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Shows